Entenda mais sobre a infecção renal, doença que levou Tatá Werneck a ser internada

Redação - O Estado de S.Paulo

Apresentadora está no hospital desde a última segunda-feira, 24

Atriz sobre de infecção renal e está internada

Atriz sobre de infecção renal e está internada Foto: Silvana Garzaro/Estadão

Tatá Werneck está internada desde a última segunda-feira, 24. A apresentadora sofre de infecção renal, ou seja, uma inflamação no rim decorrente de uma infecção bacteriana. Zita Leme, nefrologista do Centro de Rim e Diabetes do Hospital 9 de Julho, explica que a doença não é considerada grave em adultos, a não ser em mulheres grávidas.

Há alguns fatores que aumentam a chance do desenvolvimento de infecção renal, entre eles fazer sexo frequentemente, ter um novo parceiro, ter cálculos renais, diabete Mellitus, especialmente casos que não estiverem controlados, gravidez, doença renal aguda, alterações no trato urinários e uso de cateteres, explica a nefrologista.

Um sintoma comum da infecção dos rins é a cistite, além de sintomas sistêmicos, como febre, calafrios, fadiga, indisposição, dor em flanco (desconforto na parte superior do abdome ou nas costas), náuseas e vômitos. O diagnóstico pode ser feito pelo quadro clínico ou por exames clínicos.

O tratamento é feito com antibióticos e é simples, de acordo com Zita. A hidratação também é importante para que o paciente se recupere.

Para prevenir problemas no rim é aconselhado beber sempre muita água, mais de dois litros por dia, e evitar ficar muito tempo sem fazer xixi.

Consultoria Hospital 9 de Julho