Crossfit: o circuito que virou "febre" no mundo

- O Estado de S.Paulo

Com movimentos funcionais, a modalidade se diferencia pela prática de exercícios sempre variados e executados em alta intensidade

O Crossfit é uma nova aula que chegou ao Brasil vindo dos Estados Unidos e não demorou muito para que se transformasse em "febre" em São Paulo. Tudo porque essa modalidade de exercícios é de extrema potência e intensidade, proporcionando resultados eficazes e rápidos.

Mas o Crossfit não é para qualquer um. Segundo o personal trainner e proprietário da assessoria esportiva 4any1, Aulus Selmer, a modalidade não é para iniciantes. "Mas os resultados realmente acontecem para quem tiver paciência de ir galgando condicionamento físico e ganhando músculos", explica.

Para proporcionar resultados satisfatórios, o circuito é realizado ao ar livre, geralmente usa-se alguns equipamentos, mas é basicamente o peso do corpo que é utilizado como "ferramenta" para realizar os exercícios. Selmer esclarece que a aula combina os exercícios de fortalecimento muscular com exercícios aeróbios. "Então é uma aula muito intensa, onde se queima bastante caloria, mas é preciso cuidado para não exagerar e se empolgar, senão corre-se o risco de colocar as articulações em perigo, além de ocasionar dores musculares", lembra o personal.

Em entrevista ao Rota Saudável, da Rádio Estadão, Aulus Selmer explica ainda que as aulas de Crossfit duram entre 40 e 60 minutos. "Os resultados aparecem porque têm exercícios de potência, muitos exercícios de salto, de agachamento. O circuito vai além de emagrecer, ele trabalha todos os músculos de uma forma intensa", diz.