Conheça cinco massagens que fortalecem a imunidade corporal

Felipe Laurence* - O Estado de S.Paulo

O poder terapêutico das massagens ainda é pouco utilizado pelos brasileiros

Conheça cinco tipos de massagens que fortalecem a imunidade corporal e mantêm o organismo mais forte e protegido.

Conheça cinco tipos de massagens que fortalecem a imunidade corporal e mantêm o organismo mais forte e protegido. Foto: Pixabay / rhythmuswege

As massagens fazem parte da história humana desde a Idade Antiga, os egípcios já conheciam as funções terapêuticas que elas possuíam e os indianos as tornaram um método essencial no tratamento de doenças e enfermidades. Agora, com a evolução na medicina, as descobertas mais recentes dão conta que elas possuem efeito real na saúde humana e podem afetar diretamente os mais diversos sistemas orgânicos.

"A massagem apresenta uma série de benefícios, seus efeitos mecânicos referem-se a resultados diretos que a massagem exerce sobre os tecidos moles manipulados por meio de movimentos de tração, compressão, estiramento e pressão", diz Segundo Sueli Szterling, terapeuta e proprietária do Espaço Kurma, spa localizado em São Paulo. "O movimento da pressão faz com que os tecidos moles comprimam e estimulem os receptores sensoriais, sendo que o estiramento faz tensão sob os tecidos e estimula as terminações nervosas. O efeito mecânico aumenta a circulação venosa e arterial, promove vasodilatação", explica.

"Já os movimentos de deslizamento superficial e profundo promovem a desobstrução dos vasos sanguíneos. Como consequência, o relaxamento dos músculos é considerado efeito reflexo. As manobras de alongamento ajudam a diminuir as aderências. O movimento de fricção promove o aquecimento da pele melhorando a ativação sanguínea e linfática, consequentemente estimula a secreção de glândulas sebáceas tornando a pele mais flexível e maleável. Os músculos, tendões e fáscias também são beneficiados", continua Sueli.

"Com a massagem há um aumento da histamina favorecendo a defesa do corpo; aumento da melatonina que permitirá um sono reparador, aumento da serotonina e da endorfina, ambas promovem a sensação de bem-estar.  Os efeitos fisiológicos da circulação ocorrem pela drenagem do sangue e da linfa, que aumentará as trocas energéticas, metabólicas e a nutrição", pondera.

Pessoas de qualquer idade podem fazer massagens, inclusive bebês. "Existem muitos estudos que mostram que bebês e crianças podem aproveitá-las para crescer emocionalmente e fisicamente mais fortes", revela Sueli. Há poucas restrições também: "as restrições passam por estados febris, doenças de pele contagiosas, feridas na pele, gravidez de risco, osteoporose, fraturas, alguns tipos de câncer ou alguma questão específica determinada por médico", fala Sueli.

O poder terapêutico das massagens ainda é visto com ceticismo pelos brasileiros, apesar de sua eficácia comprovada.

O poder terapêutico das massagens ainda é visto com ceticismo pelos brasileiros, apesar de sua eficácia comprovada. Foto: Pixabay / osteoclinic

Veja abaixo cinco tipos de massagens sugeridas por Sueli que têm o poder de melhorar a imunidade corporal e manter o organismo mais forte e protegido.

Ayurvédica: a massagem Ayurvédica, de origem indiana, é uma vigorosa massagem que estimula os músculos e a circulação, liberando as toxinas do organismo. Além de seu efeito terapêutico contra o estresse e ansiedade, propicia um realinhamento postural, alívio de tensões e fortalece o sistema imunológico. É feita no solo e conta com movimentos de alongamento e deslizamento com toques profundos com as mãos, cotovelos e pés.

Abhyanga: trata-se de uma massagem profundamente relaxante, que atua no campo físico e energético, purificando o corpo e restabelecendo o bem-estar físico e mental.  A técnica utiliza óleo essencial aquecido, aplicado com movimentos suaves e ritmados. Age nos sistemas linfático (desintoxicando o organismo), circulatório (aumentando a produção de glóbulos brancos e a nutrição e oxigenação celular) e energético, desfazendo bloqueios emocionais.

Champi: é uma terapia milenar da Índia e também faz parte da tradição Ayurvédica. A massagem Champi concentra os movimentos terapêuticos nas regiões que são mais vulneráveis ao estresse e acumulação das tensões (cabeça, pescoço e ombros) e o seu efeito sobre todo o organismo é imediato. Estimula a circulação sanguínea, favorecendo a oxigenação e nutrição das células. Produz um relaxamento profundo e imediato, reequilibrando as energias e trazendo um grande bem-estar.

Thai: a massagem Thai é uma arte milenar de cura praticada nos templos budistas da Tailândia. Utiliza-se de técnicas de compressões e alavancas realizadas com pés, joelhos, mãos, antebraços e cotovelos. A respiração torna-se uma ferramenta essencial para harmonizar o ritmo e os movimentos do terapeuta-cliente, utilizando as expirações para ampliar gradativamente a elasticidade e flexibilidade do cliente. O ritmo provoca um relaxamento intenso, operando diretamente sobre o sistema nervoso. A técnica contribui para a desobstrução de bloqueios energéticos, liberação do fluxo sanguíneo e aprofundamento da respiração, despertando assim o trabalho do curador interno.

Terapêutica: a técnica, que pode propiciar alívio de stress, aumento da circulação, melhora na postura e flexibilidade, relaxamento dos músculos e mente, reabilitação de lesões e limpeza das toxinas corporais, consiste em aplicar diversas técnicas combinadas para proporcionar bem estar e relaxamento completos. O toque promove efeitos que desencadeiam funções estimulantes, influenciando os estados fisiológicos, psicológicos e físicos do organismo.

VEJA TAMBÉM: Alimentos que fortalecem o sistema imunológico durante a quimioterapia.

*Estagiário sob a supervisão de Charlise Morais.