As atividades físicas e a digestão

Ana Clara Barbosa - O Estado de S.Paulo

A prática de exercícios após as refeições pode comprometer o resultado dos treinos

A prática de exercícios após as refeições pode comprometer o resultado dos treinos

A prática de exercícios após as refeições pode comprometer o resultado dos treinos Foto: Noodles and Beef/Creative Commons

A alimentação antes e depois da prática de atividades físicas pode ser uma incógnita. Muitos acham que refeições prévias aos exercícios dão mais energia, quando na verdade, isso pode prejudicar o seu treino.  Em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, o preparador físico Aulus Sellmer explica a relação entre a digestão e os bons efeitos das suas atividades.

Segundo Sellmer, o processo digestivo tem grande influência no resultado do seu treino.  Ele afirma que, após a refeição, uma grande quantidade de sangue e de oxigênio saem dos músculos para a região do intestino, onde ocorre o processo digestivo. Essa perda pode resultar em sensação de moleza, já que o organismo tenta dar continuidade ao processo normal de digestão, mas o cérebro manda sangue para os músculos. “A quantidade de sangue e oxigênio, que deveria estar nos músculos para que você possa realizar o movimento, vai estar preocupada em digerir aquela quantidade de alimento”, explica ele. 

Isso não tem resultados ruins para a saúde, mas atrapalha a performance daquela atividade.

“A gente precisa dessa alimentação que vai trazer os carboidratos, as proteínas e as gorduras que é a energia para que você possa fazer com que seu corpo funcione”, explica. Mas, o especialista reconhece que existe um tempo para que esses alimentos funcionem bem para o seu corpo e não te atrapalhem. Em média, a digestão leva uma hora, porém pode variar de acordo com a pessoa.  Aulus não coloca as atividades leves nesse padrão e recomenda que elas sejam feitas após a alimentação. “Uma caminhada tranquila vai até ajudar nesse processo digestivo, porque a quantidade de sangue que o corpo vai exigir não é absurda”, diz ele.  

Ouça a entrevista completa de Aulus Sellmer no programa Rota Saudável