Pessoas com mais de 80 anos terão prioridade em relação aos demais idosos. Na semana passada, o Senado Federal aprovou um projeto de lei que altera o Estatuto do Idoso, que trata dos direitos de quem tem 60 anos ou mais, para garantir a preferência dos octogenários.

O objetivo da mudança é criar duas faixas entre os idosos. Isso porque, a partir dos 80, as pessoas têm mais dificuldade de locomoção e ficam com a saúde ainda mais fragilizada. A preferência valerá para processos judiciais e em atendimentos de saúde que não envolvam situações de emergência.

É uma mudança significativa, visto que a projeção é que essa parcela da população pode passar de 19 milhões em 2060, um crescimento de mais de 5 vezes o total de 2016, com 3.458.279 idosos com mais de 80, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mas esta “mudança” de prioridade é muito mais que uma questão legal. É a constatação de que é possível chegar aos 60 anos com mais vitalidade e disposição. Aquela tríade que venho falando sempre aqui: alimentação equilibrada, com frutas, legumes e produtos integrais; exercícios físicos regulares e uma vida social ativa são, sem dúvida, a chave para isso.

É possível chegar aos 60 anos com uma saúde melhor do que nossos pais e avós chegaram. Tenha sempre a mente aberta e lembre-se que a idade não é um peso, mas uma alegria, uma bênção. Torne os dias experientes ainda mais produtivos para você e seus familiares.

Vá ao parque, dance, brinque, conviva com os amigos, coma de maneira saudável (sem pressão) e vá ao médico regularmente. Tenho certeza que, com estas dicas, você chegará aos 80 com a saúde em dia. Você aceita o desafio? Viva mais e melhor.