O envelhecimento natural do nosso organismo também atinge os ouvidos. Por isso é tão comum pessoas com mais de 60, 70 e 80 anos apresentarem problemas de audição. A perda da capacidade de ouvir faz parte da degeneração natural do corpo, no entanto, fatores como diabetes, sedentarismo, alimentação inadequada, pressão alta e tabagismo podem acelerar esse processo.

Muitos pacientes apresentam queixas comuns como dificuldade em manter uma conversa simples, falar ao telefone e até compreender algumas palavras. A primeira suspeita sempre recai sobre a saúde mental, mas com alguns exames como audiometria é possível diagnosticar problemas de surdez e iniciar o tratamento.

A surdez pode ser um fator limitador de uma vida saudável, pois ao não ser compreendido e não compreender o idoso pode se isolar e ficar excluído do convívio social e até das boas conversas que tanto nos traz satisfação e alegria.

Infelizmente ainda não inventaram a pílula antienvelhecimento, mas é possível prevenir a surdez com mudanças simples de hábitos como praticar exercícios físicos regularmente, manter uma alimentação saudável e controlar o diabetes e a pressão alta. Para os casos em que a perda da audição for importante minha recomendação é procurar ajuda médica para orientá-lo sobre o melhor tratamento. Escute as coisas boas da vida e viva mais e melhor.