O dia dos namorados é uma data criada para os casais apaixonados trocarem presentes e juras de amor. Embora seja um dia comercial, pode ser uma boa oportunidade para refletirmos sobre o amor e a idade.

Vou utilizar aqui um clichê. O amor não tem idade. Temos provas disso. Li recentemente uma reportagem da Paraíba que muito me emocionou: um casal de namorados que começou o relacionamento há 10 anos. Ela com 78 e ele com 86. Imaginem? Se conheceram no caixa do supermercado e nunca mais se desgrudaram. O que para muitos parece algo impensável, para eles foi amor à primeira vista.

Há alguns dias, a escritora chilena Isabel Allende deu uma entrevista falando que se apaixonou novamente aos 75 anos, após terminar um relacionamento de 28 anos.

O que chama atenção nestas duas histórias é que todos estavam abertos ao amor. A escritora disse aqui mesmo a este jornal que o “eleito” lhe enviou mensagens todas as manhãs e todas as noites durante cinco meses. E como a idade não a permitia perder tempo foi direta: “Te interessa algo mais do que uma amizade?”.

Esta é uma história linda de amor, mas também de coragem. Coragem para abraçar o novo fazer uma nova história. Você só precisa estar disposto a correr riscos e se abrir para novas oportunidades, pode ser este apenas um lance inicial.

Estudos científicos mostram que pessoas que possuem um relacionamento têm uma vida com mais qualidade. Já falamos sobre isso aqui no blog. Isso vale também para quem está aberto a um novo amor. Ficar sozinho, só mesmo se esta for realmente sua opção. Mas não deixe a vergonha e o medo impedirem você de viver um novo romance e, quiçá, uma história de amor. Se o cupido te atingir com uma flecha, vá em frente. Se abra para o novo. Esteja pronto para o amor. E viva mais e melhor.