Nesta época de intensas chuvas falar de água parece algo redundante, não é verdade? No entanto nestes períodos de altas temperaturas uma questão preocupa em relação à saúde dos idosos: a desidratação.

Os idosos tem uma percepção de temperatura diferente das outras pessoas por conta da queda do metabolismo e da temperatura corpórea. Por isso, é comum  que eles sintam menos sede e, consequentemente, tomem menos líquido.

Além disso, a capacidade do organismo em conservar a água é diminuída com o passar dos anos.
A água é fundamental em nosso organismo porque nutre as células e garante que todas as funções sejam cumpridas.

Embora não vemos, eliminamos água a todo momento ao tossir, urinar, suar, respirar e nas fezes. E, juntamente com  a água eliminamos sais minerais muito importantes ao nosso organismo.

A desidratação pode provocar perdas desses sais, especialmente o sódio, podendo levar a pessoa a uma confusão mental, queda de pressão, desmaio e diarreias e vômitos ocasionando um estado de saúde mais grave.

Por isso, tomar água e de preferência um litro ou mais por dia é tão importante, especialmente nesta fase da vida. Mas muitos podem me perguntar como lembrar de tomar água.

Aí vão algumas dicas:

  • Coloque uma garrafinha na cabeceira da cama
  • Quando sair, leve sempre na bolsa ou na mochila uma garrafa
  • Tenha sempre um copo disponível perto do filtro de água
  • Para os mais conectados existem aplicativos que lembram as pessoas de tomar água
  • Escreva bilhetes e lembretes em vários locais da casa como geladeira, em frente à TV ou o computador.

Encontre a sua melhor forma de não esquecer de tomar água e tome. Água é vida e precisamos dela para viver. Viva mais e melhor.