Nove entre dez pessoas costumam atribuir ao carboidrato o papel de vilão nas dietas. Mas, segundo especialistas, a retirada deles dos programas alimentares está longe de ser a solução. Conversamos com a nutricionista Giovana Barros Sobenes sobre o tema.

Muita gente corta totalmente o carboidrato da dieta. Por qual razão isso acontece?

Giovana – Porque acham que o “problema”   ou o culpado seja ele.

Tirar o carboidrato 100% é a melhor estratégia?

Giovana – Depende. Há várias estratégias.  Tudo depende de vários fatores: metabolismo, sedentário ou ativo ou muito ativo, estado emocional, hormonal, cotidiano. Por isso. costumo falar que não tem fórmula de bolo.

Afinal, seria o carboidrato o grande vilão da dieta?

Giovana – Como disse, não acredito de forma alguma em um vilão.  Acredito que uma série de fatores devam estar em conjunto,  em harmonia. Se você treina bem , dorme bem, tenta exercitar sua mente de forma positiva, o carboidrato não será o vilão. Mas o  tipodele sim…. Esses carbos refinados como farinha, industrializados são,  sem dúvida,  prejudiciais em qualquer momento.

Qual o consumo ideal de carboidrato por dia?

Giovana – Não existe regra. Depende da  idade, sexo, atividade física e intensidade. Mas calculamos 4g por kg de peso em geral. De acordo com o objetivo de peso, pode se diminuir ou aumentar.

Qual a função do carboidrato no organismo?

Giovana – Ele é totalmente energético.  Fornece energia para células, músculos,  neurônios.


Por qual razão quando paramos de comer carbo a vontade de voltar a consumir retorna com força total?


Giovana – No meu ponto de vista, a harmonia é o que funciona.  Se tirar, o corpo pede.  O que deve ser retirado são os carboidratos do mal : que vendem em prateleiras,  mexidos, cheios de químicos.  Mas as outras fontes,  frutas, tubérculos,  leguminosas são essenciais, na sua devida proporção.

As dietas low carb funcionam?

          Giovana – Sim. Sem dúvida, trata-se de uma estratégia boa. Mas que não se consegue levar por muito tempo.

Verdade ou mentira que devemos cortar o carboidrato após as 18hs?

Giovana – Se o indivíduo tem uma vida noturna ativa, isso pode mudar. O que não é interessante é comer muito na parte da noite, quando alguns hormônios precisam atuar e, para isso, o consumo de gordura saciará mais e ajuda nessa produção hormonal.

Até a semana que vem!