Pedimos à Cristiane Coronel, nutricionista clínica e esportiva funcional, de Brasília, dicas para uma escolha saudável do ovo de Páscoa. Segundo ela, “os benefícios encontrados no chocolate como ação antioxidante,  anti-inflamatória, vasodilatadora, estão associados ao teor de cacau e dos compostos fenólicos responsáveis pelo seu gostinho amargo”.

Desta maneira, continua Cristiane, é possível obter benefícios em chocolates que contenham em sua composição pelo menos 50% cacau para crianças e a partir de 70% para adultos.

Vamos às dicas:

1)             Os adultos devem escolher um chocolate que contenha 70% ou mais de cacau em sua composição.

2)             Selecione aquele com menor teor de açúcar. Não compre aquele chocolate que tenha 70% cacau em sua composição, mas que o açúcar vem em primeiro lugar na lista de ingredientes.

3)             Evite aqueles que contenham adoçantes tóxicos como: Ciclamato, Sacarina, Aspartame.

4)             Se escolher ovos recheados, busque os que contenham castanhas e frutas secas em seu recheio.

5)             Evite os que contenham gordura vegetal hidrogenada (Trans) ou gordura anidra de leite.

6)             Cuidado com aqueles nomes esquisitos de conservantes, fuja deles.

Para a criança: criança deve ser criança! Mas lembre-se: antes de liberar qualquer açúcar, saiba que açúcar é dado somente após os dois anos de idade. Antes disso, jamais! Para os pequenos, outra dica é respeitar os horários de alimentação. O chocolate deve ser introduzido como sobremesa ou adicional à um lanche.  Isso evitará o consumo exagerado e problemas gastrointestinais depois.

Vamos entender a diferença entre os tipos de chocolates?

Chocolate branco:  Não possui a massa do cacau. Do cacau mesmo, só possui 20% de sua manteiga. É o mais gorduroso e calórico dos chocolates… e sem benefícios. Por isso, para muitos nutricionistas já não é considerado chocolate.

Chocolate ao Leite: Contém grande concentração de gordura, açúcar, leite e somente 25% de cacau.

Chocolate meio amargo:  Sua composição varia entre 40% à 60% de cacau. Tem menos gordura que o “ao leite” .

Chocolate amargo: de 70 à 90% de cacau na composição, possui vários benefícios com alta concentração de antioxidantes.

A alfarroba é uma alternativa ao chocolate convencional, sendo uma excelente opção para pessoas alérgicas ao chocolate, para celíacos e para pessoas intolerantes à lactose. Possui menor teor de gorduras, alto teor de fibras, de vitaminas e de minerais.

Chocolate à base de soja também é uma opção de chocolate livre de proteína do leite, de lactose e de glúten, o que o torna alternativa para alérgicos à essas substâncias, para pessoas com intolerância à lactose e para celíacos.

Feliz Páscoa a todos!