Com a proximidade do início do verão e as temperaturas em alta na maior parte do Brasil, a tendência é trocar a calça comprida pela saia, short ou vestido. No entanto, apesar do calor, muitas mulheres evitam deixar as pernas à mostra por conta de um problema de saúde que incomoda bastante: as varizes.

Causadas pela dilatação das veias – geralmente dos membros inferiores –, o problema dificulta o retorno venoso ao coração, causando inchaço, coceira, dor e o aspecto tortuoso e azulado das veias, que comprometem a estética.

“Não é só a beleza que é prejudicada. As varizes são doloridas, incômodas e podem atrapalhar a qualidade de vida das pacientes”, diz o cirurgião vascular Dr. Caio Focássio, de São Paulo.

E por que elas aparecem?

“Muitos fatores colaboram com o surgimento deste mal, mas principalmente o gênero – ser mulher influencia radicalmente na questão – e no estilo de vida, pois pessoas sedentárias, obesas ou que passam muito tempo sentadas ou de pé são as que mais tendem a ter varizes”, explica o médico.

Outros motivos comuns são:
– hereditariedade
– idade
– passar muito tempo na mesma posição (em pé ou sentado)
– obesidade
– hormônios (uso de anticoncepcional, gestação, ser do sexo feminino etc.)

“As mulheres têm mais riscos de ter varizes porque o estrógeno, que é um hormônio feminino, favorece o relaxamento da parede das veias, dificultando que o sangue retorne ao coração. Por isso que a gestação e o uso de pílula podem piorar o problema”, explica o médico.

Os sintomas de que algo não vai bem incluem coceira sobre a veia, inchaço nas pernas e pés, alteração na cor da pele ao redor dos tornozelos e da perna, pele seca e esticada, queimação nos membros inferiores. “É bastante comum ouvir que os sintomas pioram com a proximidade do período menstrual”, diz o médico.

Mas, calma! Tem tratamento?
Sim, há como tratar e até prevenir as varizes, mesmo no verão.

“O estilo de vida é imprescindível tanto para evitar o aparecimento das veias varicosas quanto para a sua terapia”, conta Dr. Caio, “por isso, aproveite os dias mais quentes da primavera-verão para se exercitar e perder peso!”, diz.

A prática de atividade física regula os níveis hormonais, fortalece a musculatura das pernas, estimula o retorno venoso e ainda mantém o peso em dia. “Por isso, também é importante não ficar longos períodos na mesma posição. Saia, ande, mexa-se!”, recomenda o cirurgião.

O uso de meias de compressão também pode ser indicado nos dias mais quentes. “As mulheres geralmente não gostam porque a meia não é muito bonita e tende a esquentar, mas ela é um bom recurso para evitar o temido edema”, diz o médico.

Medicamentos e cirurgias são casos a serem avaliados pelo médico que acompanha a paciente e, no caso dos procedimentos mais invasivos, o ideal é esperar pelo inverno para que sejam feitos. “A recuperação é mais chatinha no verão. Apenas por isso!”, diz o cirurgião vascular.

Segundo ele, tratamentos como massagens e drenagem linfática não causam varizes, mas também não resolvem o problema.

Até a semana que vem!