A maioria dos nutricionistas bane o suco de laranja das dietas. Quem nunca ouviu, pelo menos alguma vez, a frase: “suco de laranja engorda”. Fora dos consultórios, há quem prefira o questionável consumo de refrigerantes zero caloria, ao invés dos sucos da fruta. Tudo em nome da boa forma. Afinal, o suco de laranja realmente engorda?

Para falar sobre o tema, convidamos a professora Thais Borges Cesar, associada de Nutrição e Saúde do Departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp.

 

Eis a entrevista:

 

É muito comum ouvirmos a seguinte frase: “Suco de laranja engorda”. Tanto que essa opção é banida dos consultórios de nutricionistas e da dieta. Afinal, é verdade ou mito?

Thais Borges Cesar – Puro mito. Nenhum alimento pode ser responsabilizado pelo ganho ou perda de peso. Muito menos o suco de laranja, que é um alimento valioso de se ter na dieta devido à suas propriedades antioxidantes, que nos protegem contra as doenças e o envelhecimento precoce. De fato, é o conjunto dos alimentos compreendidos na dieta habitual que será responsável pelo ganho, manutenção ou perda de peso.

 

Quais sãos os benefícios do suco de laranja?

Thais – Inúmeros, e estão relacionados aos componentes bioativos que estão no suco de laranja: Vitamina C, Folato, Cálcio, Potássio e Flavonoides Cítricos. Esses compostos vão ajudar na integridade das células e tecidos devido a sua capacidade antioxidante e reparadora (vitamina C e Folato), na saúde dos ossos e equilíbrio de eletrolítico do sangue (Cálcio e Potássio), e ainda ação redutora de Colesterol sanguíneo e da Resistencia à Insulina (Flavonoides Cítricos).

 

Para uma dieta de emagrecimento, quanto pode ser consumido por dia?

Thais – Nos testamos dois copos por dia entre as principais refeições, e funcionou muito bem para nossos pacientes obesos, que perderam peso ao final do experimento. O suco de laranja aumentou a saciedade e reduziu a ingestão na próxima refeição. Então, nossa sugestão é de um a dois copos por dia, no lugar dos lanchinhos.

 

E em relação aos demais sucos?

Thais – Todos os sucos de frutas são também excelentes, mas devem ser consumidos sem açúcar adicionado, e de preferência 100% integrais. As pessoas podem fazer em casa usando frutas frescas, ou comprar no mercado os sucos 100% que estão disponíveis nas geladeiras. Em termos nutricionais, não há muita diferença entre os sucos caseiros e os prontos pra beber comerciais, desde que sejam 100% integrais e sem açúcar em ambos os casos. O consumo de sucos de outras frutas vão adicionar outras propriedades interessantes na nossa dieta, que não são as mesmas que o suco de laranja. Então, é recomendado variar para obter maior vantagem do consumo de frutas.

 

E no caso dos pacientes com diabetes, por exemplo, já que a fruta tem seu açúcar natural. Como proceder?

Thais – Um copo de 250 mL de suco de laranja contém em média 20 a 22g de açúcares, e seu índice glicêmico é de aproximadamente 70, ou seja, é considerado médio a baixo. Portanto, todo diabético deve considerar este aspecto antes de tomar o suco, principalmente se for em jejum ou mesmo sozinho, e aí fazer o cálculo da insulina necessária para metabolizar a glicose resultante da ingestão do suco de laranja na circulação sanguínea. Mas se o suco de laranja for tomado junto com uma refeição principal, como almoço ou jantar, o impacto glicêmico do suco será muito menor, pois vai estar diluído com os outros ingredientes da refeição. É o que chamamos de Carga Glicêmica, quando consideramos todos os ingredientes da refeição juntos, o que em geral reduz bastante o impacto dos alimentos na glicemia. Então, para o diabético é necessário, em primeiro lugar, estar com a glicemia controlada durante todo o dia, e usando as técnicas adequadas, como a contagem de carboidratos da dieta, ele poderá com certeza ingerir alimentos como o suco de laranja para obter os benefícios na sua alimentação.

 

Até semana que vem!