Tudo que é bom engorda. Verdade? Não, nem sempre. Muitas das guloseimas que gostamos de comer podem ser grandes aliadas quando o assunto é alimentação saudável. O segredo é saber combinar o consumo de forma correta e na quantidade ideal.

A pedido do blog, a nutricionista Cintia Azeredo, do Vita Check-Up Center,  preparou uma lista com cinco guloseimas do bem. Ela assegura que se utilizadas com consciência esses alimentos podem ajudar na dieta, auxiliando na redução de peso, reduzindo doenças, processos inflamatórios, retardando o envelhecimento precoce, entre outros benefícios.

A seguir, eis a lista:

 

Pipoca: É rica em fibras e polifenóis. Possui ação antioxidante, ajuda no controle do colesterol e triglicerídeos, melhora a função intestinal.  Não utilize manteiga ou outras gorduras no preparo e use sal com moderação.

 

Chocolate: Rico em flavonoides, combate radicais livres e previne doenças cardiovasculares. Estimula a produção de serotonina, substância que oferece a sensação de bem estar. Prefira a opção meio amarga.

 

Amendoim: É fonte de vitamina E, vitaminas do complexo B, ácidos graxos monoinsaturados e fibras. Possui ação antiinflamatória e antioxidante, melhora a função intestinal e o perfil lipídico.

 

Bananada: Rica em fibras, potássio, cálcio, vitaminas do complexo B, ela melhora função intestinal, oferece um efeito de saciedade, ajuda a reduzir a compulsão por doces e no controle do colesterol. É rica em triptofano, precursora da serotonina, e aumenta a sensação de bem-estar. Utilize a versão sem açúcar.

 

Castanha do Pará: É rica em ácidos graxos monoinsaturados, fibras, selênio e vitamina E, fonte de cálcio de magnésio. Ela auxilia no controle do colesterol, combate radicais livres, reduzindo o envelhecimento celular, ajuda na melhora da saúde óssea e tem potente ação antioxidante e anti-inflamatória.

 

Até a semana que vem!