A busca corpo perfeito tem levado muita gente a cometer atos de irresponsabilidade. A mais recente loucura está no uso de os hormônios da tireoide para emagrecimento.

“A composição de muitos medicamentos para emagrecer possuem hormônios da tireoide, como o T3 e o T4, que aceleram o metabolismo do corpo, aumentando o consumo de energia”, explica a médica nutróloga Ana Luisa Vilela. “Quando o uso hormônio é feito de maneira indiscriminada, isso sim pode trazer prejuízos e consequências muito graves para a saúde”, adverte.
Segunda a especialista, Calcula-se que o T3 e o T4 aumentem em 40% o metabolismo basal (o necessário para o organismo manter as funções básicas, como os batimentos cardíacos, a temperatura do corpo, o consumo de oxigênio e o funcionamento dos rins), mas o excesso da dose pode trazer impacto direto ao coração, já que os hormônios aceleram o funcionamento cardíaco – podendo levar à morte.
A médica afirma que a busca pelo corpo ideal e pela perda de peso tem feito muitas pessoas aderirem a promessas ‘milagrosas’,  de altíssimas restrições alimentares.
“O processo é matemático: ingerir menos e gastar mais! Não tem receita mágica. O sucesso de um corpo saudável e magro está em aderir aos novos hábitos, encontrar saídas para a alimentação diária e manter o equilíbrio comendo o que se gosta sem restringir sabores e vida social – o resto é infundado e não garante longo prazo”, finaliza a médica.
Até semana que vem!