A alimentação inadequada, assim como a depressão, a ansiedade e o estresse podem interferir na libido tanto para mulheres como homens. É o que explica a médica Bruna Pitaluga Peret Ottani, pós-graduada em Nutrologia e membro do The Institute for Functional Medicine (IFM). Em entrevista ao blog Vigilante da Causa Magra, a especialista comenta de que maneira homens e mulheres podem tentar melhorar a libido com a adoção de práticas alimentares saudáveis e atividades físicas. “Consumir regularmente banana, nozes, abacate, crustáceos, ovo, grãos (ex lentilha) e chocolate podem melhorar o desejo sexual”, afirma ela.
Leia, a seguir, a entrevista:
O que é a libido?

Dra Bruna – Libido é o desejo sexual de um homem e de uma mulher. É a motivação para a prática sexual.

Existe diferença da libido entre os sexos?

Dra Bruna – Muitas. As mulheres são mais complexas que os homens quando se trata de libido. Defino essas diferenças com a seguinte frase: O homem tem relação sexual para relaxar e a mulher tem relação sexual quando está relaxada. As questões da psiquê e de metabolismo são diferentes entre homens e mulheres e devem ser avaliadas e respeitadas.

É verdade ou mito que a prática sexual emagrece?

Dra Bruna – Dependendo da prática sexual, sim, como qualquer atividade física. Porém, mais importante do que a prática para emagrecer, a relação sexual conecta duas pessoas, libera hormônios que diminuem a tensão e melhoram o relacionamento entre duas pessoas.

Quais são os fatores que interferem na libido?

Dra Bruna – A libido vai além de fatores fator orgânicos. É uma questão sentimental e complexa que exige sintonia entre as duas pessoas envolvidas no ato sexual. Quando as questões pessoais, familiares, econômicas e psicológicas estão alinhadas, o desejo para a relação é muito mais natural. No entanto, o sexo quando existe com problemas pessoais (ex problemas no emprego) ou em casa (ex com filhos) se torna mais difícil porque a mente não relaxa, logo o corpo não se permite ter libido. Portanto, depressão, ansiedade e estresse são fatores que interferem muito na libido. Doenças, como diabetes, também interferem na libido, porque alteram o fluxo sanguíneo que vai para os órgãos sexuais. Por isso, homens com diabetes estão mais propensos a disfunções eréteis. Alterações hormonais, como na menopausa, interferem na libido pois alteram os níveis de estrogênio, progesterona e testosterona, levando a uma série de sintomas, incluindo ressecamento vaginal e perda da libido. Endometriose e sangramento uterino anormal podem causar desconforto e dor reduzindo a libido. O uso de drogas e tabagismo também modificam o funcionamento fisiológico dos órgãos sexuais e podem interferir com o desejo e desempenho.

 De que maneira a alimentação está relacionada à libido

Dra Bruna – De muitas maneiras. A libido é maior em pessoas saudáveis do que em pessoas doentes. Como eu disse, diabetes é um fator de risco para disfunção erétil, logo alimentos com alta carga glicêmica interferem no desejo e desempenho sexual. Consumo excessivo de cafeína e tabagismo também são práticas que devem ser abolidas em pessoas que notam alteração na libido. Alguns alimentos podem ser utilizados para liberação de neurotransmissores, como serotonina. Consumir regularmente banana, nozes, abacate, crustáceos, ovo, grãos (ex lentilha) e chocolate podem melhorar o desejo sexual.

O que pode ser feito para melhorar a libido?

Dra Bruna – A libido é fruto de um relacionamento intenso entre duas pessoas que culmina com a prática sexual, namorar antes do ato sexual cria cumplicidade e excita. Se o parceiro (a) é carinhoso, amável, respeitoso e interessado, a relação é mais prazerosa para os dois. Se uma pessoa enfrenta problemas com libido deve se perguntar como está a relação com a outra parte envolvida no ato, primeiramente. Depois, avalie o estilo de vida: tabagismo, uso de drogas, bebida alcoólica, alteração do ciclo do sono são algumas das práticas nocivas para a libido. Atividade física regular melhora a auto-estima, questões circulatórias e liberam endorfina. Além disso, uma alimentação rica em nutrientes é fator que interfere positivamente na libido.

Até semana que vem!