Casados, felizes e….gordinhos. Verdade ou mentira? Pouco tempo depois do tradicional “enfim casados”, muita gente reclama ter adquirido, além de um parceiro (a), quilos a mais na balança. Mas será que casamento realmente engorda?

Segundo especialistas, quando duas pessoas optam por morar juntas, possivelmente passam por meses anteriores de ansiedade quanto à organização do evento ou para a condição de viverem juntos. O gasto de energias anterior pode auxiliar a manter o peso baixo, mas assim que a vida a dois se estabiliza, ambos tendem a relaxar. É nessa hora que os quilinhos a mais tendem a aparecer.

“Queixar-se de ter engordado pode referir à falta de compreensão das circunstâncias que vivem e, dependendo do caso, pode até acarretar na separação do casal – se isso for um grande incômodo para alguma ou para ambas as partes, mas uma boa conversa pode resolver”, afirma o psicólogo especialista em terapia de casais e sexualidade Oswaldo Rodrigues Jr, do Instituto Paulista de Sexualidade de São Paulo.

“Existe um primeiro momento em que o casal se dedica mais a si mesmos e, aos poucos, podem retomar a satisfação de outras necessidades, a exemplo de vida social, vida familiar, religiosidade, dedicar-se a hobbies, atividades físicas, entre outros programas a dois”, comenta.

Para o especialista, a maioria das mulheres pensa que os homens se incomodam com o excesso de peso delas. Ele explica ainda que os homens reclamam das atitudes da mulheres,  que se queixam de gordura e excesso de peso.“O sexo feminino pode sentir-se deixado mais de lado quando ganha peso, mas a grande questão está em não saber como discutir e expor os lados dessa questão. Tudo poderia ser mais simples se houvesse um bom diálogo”, afirma Oswaldo.

A dica do psicólogo especialista em relacionamento é que, ao iniciar um relacionamento, deveria ficar claro para ambas as partes os padrões morais e éticos um do outro, e isso implica em saber preferências e limitações do outro. “Compreender se o sobrepeso possa ser limitante para o casal devia estar nas regras do relacionamento. Se não estava e isto era importante, a balança interferirá, mas se ambos sabem administrar as frustrações de possíveis variações de peso, poderão, também, saber o caminho de reorganizarem-se e baixarem de peso a dois”, diz.

Diz o  psicólogo que  boa parte dos casais administram muito bem este aumento de peso e até não se importam de mantê-lo. “Em verdade, algumas pessoas provocam este aumento de peso na ânsia de que a parceria será menos atraente para os outros, tentando lidar com ciúme e facilitando o aumento de peso”, comenta.

O importante é ser feliz! Até semana que vem!