Pista da Babylon, na The Week: música eletrônica do começo ao fim. Foto: Divulgação

Está a fim de dançar no fim de semana? Como hoje é quinta, separamos algumas sugestões de festas bacanas em São Paulo para você ir se preparando. As opções são diversas: tem balada que toca soul, pop, eletrônico, presença de webcelebridade. Escolha a que mais tem a ver com seu estilo e divirta-se!

Sexta, 23

Ultralions @ Lions Nightclub: Um clube novo, com uma vista para o centro velho de cair o queixo. Às sextas, a noite é de house e pop. Esta edição terá os DJs Tonyy, Boss In Drama e Roque Castro. Só vá com calma no bar: os preços não são os mais convidativos. Quanto? R$ 80-120 na porta.

Taco Bells @ Estúdio Emme: A ideia é de um baile dominado pela soul music dos anos 1960, para quem quer dançar Aretha Franklin, Marvin Grave, Otis Redding e outro medalhões. Talco na pista dá um charme à decoração. Quanto? R$ 30 na porta.

Junkiebox @ Alôca:
Uma noite de pop, funk e trash em um dos inferninhos mais conhecidos da cidade. O destaque fica para a inusitada presença da webcelebridade Rodrigo Xuxa, que promete uma apresentação regada a hits de sua musa inspiradora pela primeira vez desde que virou trending topic no Twitter. Quanto? R$ 25 na porta.

Sábado, 24

MotherShip @ D-Edge: Muita música eletrônica – em várias vertentes – em uma das noites mais conhecidas do belo clube. Nesta edição, Portable/Bodycode (Perlon/Spectral Sound/Crosstown Rebels), da África do Sul, Daniel Cozta, Wender A, Caio T e Dai Bohn se rezavam nas picapes.
Quanto? R$ 70 na porta.

Gatas do Rock @ Trash 80s: Se você gosta de um flashback, esta é uma boa opção. Seguindo o tema do mês das mulheres, a festa é dedicada a Joan Jett, Litta Ford, Debbie Harry e outras roqueiras que fizeram história. No meio da noite, prepare-se para alguma canções bregas que fazem a alegria de quem frequenta a noite. Quanto? R$ 20.

Babylon @ The Week: Opção sempre segura para quem procura música eletrônica num sábado à noite em São Paulo, a festa fez um público fiel. A megaestrutura da casa na Lapa dá espaço a gays, héteros e patricinhas até o amanhecer. A dica é chegar cedo: as filas na porta são quilométricas. Quanto? R$ 50-70 na porta.