“O que tem de bom hoje?”. Se você mora em São Paulo ou vem para cá e não abre mão de curtir a famosa noite da cidade, certamente já deve ter feito essa pergunta a algum conhecido. Na semana passada, um leitor do blog repassou a questão para mim via Twitter. Sim, as opções de festas para dançar na capital paulista parecem não ter fim — mas nem todas valem a pena. Pensando nisso (e para te ajudar a fugir de ciladas), estreamos hoje esta nova seção. Se você quer dicas de lugares legais para dançar no fim de semana como se não houvesse amanhã, dê uma passadinha aqui às quintas. Vamos lá?

Sexta, 16

Voodoohop xxx Desmonta @ Serralheria: A Voodoohop é uma festa de gente bacaninha, frequentada por rapazes de camisa xadrez e garotas descoladas. Tem se firmado como um dos redutos indies da cidade. Esta edição terá o lançamento do disco mental surf, do Psilosamples, mas a discotecagem é forte. É bom chegar cedo porque a casa é pequena. Quanto? R$ 20.

Noites Trabalho Sujo @ Alberta #3: Um lugar pequeno e gostoso no centro velho de São Paulo, que começa no happy hour e vai longe. Às sextas, o projeto do jornalista Alexandre Matias traz rock de várias épocas e algum pop para a apertadinha pista no subsolo. Quanto? R$ 35 na porta.

Head Line @ The Society: Nova aposta de André Almada, o luxuoso casarão tombado no Baixo Augusta é um espetáculo à parte.  É uma boa pedida  para quem curte house, tribal e progressive – ou seja, música eletrônica do começo ao fim. Frequentada por um público gay bem vestido, a festa costuma lotar. Quanto? R$ 60 na porta.

Sábado, 17

Forward @ Lions Nightclub: Um clube novo, com uma vista para o centro velho de cair o queixo. Aos sábados, a pista é dominada pela música eletrônica em suas várias vertentes. Só vá com calma no bar: os preços não são os mais convidativos. Quanto? R$ 60-80 na porta.

Orgástica @ Vegas Club: Uma festa divertida para quem curte rock dos anos 80 e 90 e alguns hits de hoje, lá no coração da Augusta. Se você quiser ouvir pop ou electro, há um lobby para isso, mas não é o forte da noite. Quanto? R$ 30.

Babylon @ The Week: Se você procura muita música eletrônica num sábado à noite, é uma opção sempre segura, que fez um público fiel. A megaestrutura da casa na Lapa dá espaço a gays, héteros e patricinhas até o amanhecer. A dica é chegar cedo: as filas na porta são quilométricas. Quanto? R$ 50-70 na porta.

Tem outras sugestões? Deixe nos comentários!