Prepare-se: mais artistas mortos devem “ressuscitar” no palco. O rapper e produtor Dr. Dre, que deixou o mundo de boca aberta após trazer um holograma de Tupac para se apresentar com ele e Snoop Dogg no festival Coachella, disse à MTV norte-americana que planeja ir além. “Acho que agora todos estão apaixonados por isso, então estamos nos divertindo. Poderemos ter Jimi Hendrix e Marvin Gaye. Vamos ver o que acontecer”, afirmou.

O sucesso da tecnologia já faz ser cogitada uma turnê mundial com o holograma de Tupac, morto em 1996. “É uma iniciativa histórica e excitante que estamos testemunhando, faria sentido levá-la para Europa e para o resto do mundo”, disse Sanj Surati, um dos produtores que está por trás da empreitada.

Pelo jeito, a moda das holografias está só começando. Já imaginou uma “turnê virtual” de Michael Jackson, Amy Winehouse e outros ídolos mortos? Seria uma homenagem justa ou oportunismo? Quem viver verá.

(Perdeu a histórica volta de Tupac aos palcos? Assista aqui)