Justin Bieber

Polêmicas marcam o 2013 de Justin Bieber

Por Gabriel Pinheiro

19/12/2013, 10h39

   

Apesar dos poucos anos de carreira, Justin Bieber se envolveu em várias confusões, que parecem ter atingido seu auge durante a turnê que passou pela América do Sul em novembro. O artista, que anunciou sua aposentadoria, nem precisou estar no continente para ter seu nome envolvido em polêmicas. Dois meses antes dos shows no Brasil, a Justiça do Rio proibiu que fãs acampassem no entorno da Praça da Apoteose, onde ele se apresentaria.

Ao chegar à Cidade Maravilhosa, Bieber visitou uma casa de prostituição, envolveu-se com Tati Neves, que filmou o astro na cama, e pichou o muro de um hotel desativado. Além de ter sido barrado no Copacabana Palace, onde estava hospedado, por levar mulheres.

Antes de se apresentar no Rio, Bieber fez show em São Paulo. O cantor foi atingido por uma garrafa no final da apresentação, abandonando o palco sem cantar Baby, seu grande sucesso. O astro teen deixou o Brasil e foi para a Argentina, onde também foi expulso do hotel por conta dos gritos das fãs, abandonou um show após 45 minutos de apresentação por intoxicação alimentar e “varreu” uma bandeira da Argentina arremessada ao palco. Em seu Twitter, ele pediu desculpas. A passagem de Bieber pela América do Sul também foi marcada por agressões a profissionais de imprensa.

 

Neste ano, um paparazzo que flagrou o cantor saindo de um shopping na Califórnia acusou o artista de ter lhe dado chutes e socos. No “currículo” do astro teen ainda há casos de desacato à autoridade na Austrália e xingamentos a fãs no Twitter. / RENATO VIEIRA