Hoje, o primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos é ocupado por We Are Young, do grupo Fun com participação de Janelle Monáe. Há 10 anos, era a vez de Jennifer Lopez com Ain’t It Funny. Há exatas duas décadas, da grudenta To Be With You, do Mr. Big. Quer ver quem mais dominava a Billboard em 12 de março?

2000 – Say My Name, Destiny’s Child: Um dos primeiros sucessos do trio que revelou Beyoncé. Quem foi adolescente no começo dos anos 2000 vai lembrar dessa.

1995 – Take a Bow, Madonna: Uma das melhores baladas da popstar, tocada à exaustão nas rádios brasileiras. Maior sucesso do não tão bem sucedido Bedtime Stories.

1983 – Billie Jean, Michael Jackson: Eis o single que marcou o início do reinado de Michael na música pop. Com Billie Jean, as vendas de Thriller dispararam e o cantor deixou de ser um fenômeno apenas nos EUA.

1980 – Crazy Little Thing Called Love, Queen: Um delicioso rockabilly. Velha conhecida do público brasileiro, reza a lenda que a canção foi composta por Freddie Mercury no banheiro.

1979 – I Will Survive, Gloria Gaynor: Hino da militância gay norte-americana (e depois mundial), fenômeno das discotecas… Quem nunca dançou essa em uma festa de casamento?

1964 – I Want to Hold Your Hand, The Beatles: Para encerrar com classe, uma das preferidas dos beatlemaníacos, responsável por emplacar o grupo com força no mercado norte-americano.

Quer ver mais? Dá uma olhada aqui.