Dia da mulher

Greve?

Quando?

Neste 8 de março, dia internacional da mulher.

Se as mulheres, ou melhor, a sua mulher atender ao chamado da greve mundial de mulheres, sua quarta-feira será no mínimo atípica e não porque os meteorologistas preveem chuva para boa parte do Brasil, mas sim porque todas as funções exercidas pela mãe dos seus filhos terão de ser acumuladas por você, o pai. Sim. Todas. Pre-pa-ra.

Se o despertador costuma tocar às 06:30 programe o alarme para soar pelo menos uma hora mais cedo, já que antes de se arrumar para o trabalho você terá de fazer o café, escovar os dentes, pentear os cabelos das crianças, organizar mochilas e lancheiras, fazer com que comam algo saudável, vistam os uniformes e amarrem os tênis para que você, ufa, finalmente consiga se vestir enquanto implora para que elas escovem os dentes mais uma vez.  Quem avisa amigo é: deixe suas roupas separadas antes de dormir para não correr o risco de chegar no escritório com uma meia de cada cor.

(Vamos ignorar a possibilidade de as professoras do seu filho terem aderido à greve porque senão você terá de voltar com as crianças para casa e fuén, seu dia acabou!).

Se você conseguiu colocar as crias nas cadeirinhas e finalmente saiu da garagem saiba que há ainda vários outros desafios pela frente: o trânsito é pesado, estacionar na porta da escola pode ser um pesadelo e ter saído da rota diária para o trabalho fez com que você perdesse meia hora do seu tempo, ou seja, você vai chegar atrasado à reunião marcada para as oito da manhã (lembra que você e seus amigos fizeram cara feia para uma colega de escritório – que é mãe – e que chegou tarde para essa mesmíssima reunião semana passada? Carma é uma coisa pesada e, por isso, a cara feia do chefe essa semana será para você, parabéns.)

Depois de vencida a primeira batalha do dia não relaxe e, principalmente, não desgrude do celular. Você não deve se lembrar, mas todas as vezes que as crianças se machucam/têm febre/dor de barriga a escola liga para os pais e, como o smartphone das grevistas estão desligados, é o seu telefone que irá tocar. Sim, a escola já tentou falar com você em outras ocasiões, mas você estava sempre ocupado,  deixa que a minha mulher cuida disso,  só que hoje ela simplesmente não está disponível, ou seja, não ouse ignorar nenhuma ligação de número desconhecido. Mais uma dica: Dê uma conferida na sua agenda e cancele sua participação em qualquer reunião no final da tarde porque se você não fugir do escritório pelo menos uma hora antes do horário que as crianças saem da escola, corre o risco de ficar preso no trânsito e não chegar a tempo de pegá-las. Lembrete: às quartas-feiras sua mais velha faz judô e sai mais tarde, portanto você terá de distrair o mais novo por uma hora até que finalmente consiga levar os dois para casa.

As crianças costumam chegar da escola famintas e não há nenhuma comida pronta para o jantar, greve é assim mesmo. Coloque água para ferver antes de levar a primeira para tomar banho e quando o segundo entrar no chuveiro jogue o macarrão na panela, dá o tempo certinho. O molho de tomate vai ter de ser o de latinha mesmo, eu sei que você detesta industrializados em geral, mas aposto que já entendeu o drama e por que o jantar aí na sua casa nunca é um banquete dos deuses, não é mesmo?

Mais uma coisa que eu não posso esquecer de te dizer: depois que as crianças comerem e antes de lavar a louça, coloque as meias de molho e os uniformes da semana na máquina de lavar. Sua mulher esqueceu de fazer isso ontem quando chegou do trabalho – quem pode culpá-la, não é mesmo? – e se isso não for feito vai faltar uniforme limpo para as crianças vestirem no resto da semana.

Depois de finalmente tomar seu banho relaxante, cheque as agendas das crias: provavelmente elas têm lição de casa.  Sim, elas têm de fazer a tarefa hoje e com sua ajuda, amanhã não dá tempo porque o dia começa cedinho de novo. Mas quarta é dia de futebol, vai passar jogo do meu time na tv! Pois é, amigo, isso é triste, mas depois que os filhos nascem nem sempre a gente consegue fazer as coisas que quer, na hora que quer, achei que você já tivesse sacado isso.

Meia-noite, a greve das mulheres acabou. Amanhã a mãe dos seus filhos volta à velha rotina que inclui trabalho fora e dentro de casa. Se você está acabado, consegue imaginar como ela se sente todos os dias? A grande lição do dia, foi você quem aprendeu: pai não tem que ajudar, pai tem que criar junto. Que tal começar dividir com ela as tarefas da casa e da vida de forma justa?

PS: Se nossas vidas não importam, que produzam sem nós. Esse é mote da greve internacional de mulheres organizada em pelo menos 50 países em prol dos direitos femininos nesse 8 de março, dia internacional da mulher. A ideia é mostrar como seria o mundo sem as mulheres que são, segundo o IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a maioria da população e também em postos de trabalho nas áreas da saúde, educação e alimentação. Mais informações sobre as manifestações previstas para amanhã e sobre como aderir à greve no site e na página do movimento no Facebook.

Leia mais: Sobre como é difícil criar um filho não machista em um mundo machista