Dia das mães

Vai chegando o dia das mães e começa o desespero: o que dar de presente a elas? O comércio enlouquece junto e oferta produtos de todos os tipos. De livros à joias, passando por roupas, eletroeletrônicos, eletrodomésticos (que não aparecem na nossa frente com tanta frequência quando é dia dos pais, mas isso é assunto para outro post).

“Como é a sua mãe?”, pergunta a propaganda de uma grande loja de departamentos. “Tecnológica? Vaidosa? Esportista?” ou “Bela, recatada e do lar?” Claro que essa é uma forma mercadológica de tentar enquadrar essas mães em algum esteriótipo para facilitar as vendas. Mas você vai se enrolar logo que perceber que essa mãe pode ser todas essas mulheres ao mesmo tempo. Ou nenhuma delas. Pode ser vaidosíssima, adorar um sapato de uma marca luxuosa e, ao mesmo tempo, entusiasta da Corrida de São Silvestre e dos últimos lançamentos de smartphones. E agora, José?

Mas fiquem frios. Eu, como mãe, sei o que a sua mãe adoraria ganhar. A boa notícia é que são presentes que não custam nem 1 real, uma verdadeira pechincha. São tão baratos e vão deixar sua mãe tão feliz que você pode se empolgar e presenteá-la todos os dias do ano, até o dia das mães do ano que vem. Que tal?Lápis e papel na mão? Então anote minhas sugestões:

1. Coloque suas próprias roupas para lavar. E lave. Passe, se for o caso. Também guarde. Raspe seu prato, lave sua louça, pendure sua toalha molhada, guarde seus sapatos, arrume sua bagunça. Organizar o que é seu é um presentão para a mamãe, além de uma bela aula de civilidade. Ganham todos que moram debaixo do mesmo teto que você, aliás. “Minha mãe não liga, adora cuidar da casa”, sempre pensou você. Não esteja tão certo disso, amigo.

2. Não pergunte se a sua mulher, a mãe em questão, precisa de “ajuda”. Vá lá e faça, afinal pai e marido não ajuda, vive junto, cria filho junto. Troque a fralda do filho que também é seu, dê banho, acorde de madrugada quando ele chorar, leve-o para passear, faça almoço, jantar, ponha o bebê para dormir – mesmo que o processo demore loooongas horas. Cansou? Essa coisa de criar junto cansa mesmo, mas é muito mais pesado quando se faz sozinho, acredite. “Minha mulher adora cuidar do nosso filho”, repete você aos amigos. Tenho certeza que sim, mas não esqueça que junto com a cria ela ainda cuida de um outro bebezão, você. E tem que aguentar os outros do escritório. A verdadeira divisão de tarefas, aquela meio a meio, é um presentão e tanto. E totalmente low cost.

Muitos pais e filhos ficam perdidos, mas fazer uma mãe feliz os 365 dias do ano pode ser muito simples e barato, você vai ver. Agora se mesmo assim vocês quiserem nos comprar um presente na loja de departamentos, será muito bem-vindo. Mas tenha certeza que a gente possa trocar, se achar que não tem nada a ver com a gente. Porque talvez você não conheça a gente tão bem assim.

Leia mais: Deixe seu filho longe desse ódio todo

Leia também: Por que eu não vou te visitar na maternidade