Mallu Magalhães, já barriguda, sendo abraçada por Marcelo Camelo. Foto: @mpsantana, perfil "Banda do Mar fãs" no Facebook.

Mallu Magalhães, já barriguda, sendo abraçada por Marcelo Camelo. Foto: @mpsantana, perfil “Banda do Mar fãs” no Facebook.

A cantora Mallu Magalhães, 23, cresceu musicalmente na internet. Em 2007, quando tinha apenas 15 anos, gravou algumas músicas, disponibilizou-as no site MySpace e estourou. Um ano depois começou a namorar com o músico Marcelo Camelo, 37, do grupo “Los Hermanos”, com quem agora tem um grupo, a “Banda do Mar”. Mês passado recebi da editora o livro infantil que Mallu lançou, “Juju Bacana”. Tentei uma entrevista com a cantora, cheguei a mandar as perguntas mas, segundo a assessoria de imprensa da editora, Mallu estava”ocupada com a gravidez”. Depois de publicar o texto onde eu comentava as expectativas (irreais) de que o pós-parto seria mais tranquilo que a gestação, (eu citava o fato de Mallu ter decidido falar com a imprensa somente depois depois que o bebê nascesse), a assessoria da editora entrou em contato novamente afirmando que Mallu iria, finalmente, falar sobre o livro. Aqui está a entrevista e eu, claro, aproveitei também para fazer umas perguntinhas sobre o filho que ela espera para breve.

Blog: Quando surgiu a vontade de escrever e ilustrar um livro infantil?
Mallu Magalhães: Sempre gostei muito de desenhar, de escrever e de crianças. Mas a vontade de trabalhar com isso tudo veio só esse ano. Na mesma época que recebi o convite da Green (marca de roupas infantis) uma amiga, que trabalhava numa editora, sugeriu que eu fizesse um livro infantil autoral. Fiquei muito intrigada com o desafio e cheguei a fazer uma história e iniciar as ilustrações. Mas tenho tido pouco tempo por conta das viagens para tocar e outras demandas da música, ao que tenho dado prioridade.

Blog: É a primeira vez que você escreve ser sem para música?

Mallu Magalhães: Já havia feito crônicas à convite de jornais, prefácio de livros e etc. Mas história é a primeira vez.

Há 4 semanas, Mallu Magalhães postou essa foto em seu Instagram. "Quatro pés", postou.

Há 4 semanas, Mallu Magalhães postou essa foto em seu Instagram. “Quatro pés”, escreveu.

 

Blog: Por que também ilustrar o livro?

Mallu Magalhães: A Green já me convidou para os dois e decidi tentar. Os catálogos da Green tem sido lançados em forma de livro. As histórias antecedem os modelos, fazendo parte do universo da coleção. No meu caso, o fundamento era o conceito de celebração.

Blog: A Juju é uma menina leve e alegre, que adora passar tempo com os amigos. Você é assim também?

Mallu Magalhães: Adoro meu amigos e gosto muito de pequenas festas, jantares, churrascos, desde que sejam com pessoas próximas e queridas… Aí sim, sou muito alegre e contente! Mas não sou muito afeita a aventuras sociais ou à vida noturna das baladas, por exemplo.

Blog: Quem são seus melhores amigos hoje?

Mallu Magalhães: Minha irmã é minha melhor amiga, sem dúvida. Mas fiz grandes amigos por aqui, que já eram amigos antigos do Marcelo. Mantenho muito contato com meus grandes amigos no Brasil e sempre que estou lá lamento ter tão pouco tempo para estar com eles.

Blog: Como é sua vida e rotina em Portugal? 

Mallu Magalhães: Levo uma vida calma, a pé, criativa e alegre. Toco piano, violão, leio as notícias, costuro, jogo videogame e quando tenho fome vou ao mercado comprar comida e cozinho. Gosto muito de correr e aproveito a beira do rio Tejo para fazer os treinos.

Blog: Em que cidade você e Marcelo Camelo estão morando, Lisboa?

Mallu Magalhães: Lisboa, muito embora desde que chegamos tenhamos passado muito tempo no Brasil, com a Banda do Mar e com os Los Hermanos, mais recentemente.

Blog: Seu bebê vai nascer quando? Vai ser no Brasil ou em Portugal?

Mallu Magalhães: Em breve!

Blog: Como você está se preparando para a chegada do bebê?

Mallu Magalhães: Cuidar e amar é muito natural para mim, e me sinto muito capaz de aprender a realizar as tarefas que a maternidade requer.

Blog: Pode me contar o nome e o sexo do bebê?

Mallu Magalhães: Surpresa!! 😛

Leia também: Esqueça o comercial de sabonete para bebê. O pós-parto é como um show de Heavy Metal

Leia mais: Por que eu não vou te visitar na maternidade