Tem sarau pra dedéu nesse findi. Casa Amarela, Artefatos Poéticos, Sarau na Galeria. confira como foi o Sarau da Maria e o que vai rolar de melhor na semana que ‘inicia’. tem Nordeste Psicodélico e Desconcertos de Poesia. se liga nesse efeito feito onda nesse defeito do peito de se acabar e ser refeito. partir pra outra batendo de qualquer jeito imperfeito a mando da poesia. amando. é feito um mundo sem fundo te chamando. um poema vivo se autodeclamando. feito um abraço coletivo do Daniel Marques gritando: “eu vou ser feliz à beça!”. menino-festa. ói ele lá sorrindo tão lindo zoando voando. amor derramando. chovendo molhando: seus mano vão continuar te amando.

… … …

COMO FOI O
SARAU DA MARIA

… … …

Sábado passado fez um frio danado em São Paulo, mas tava quente o clima no Sarau da Maria. Fervia de arte, de música e poesia. De gente contente. Teve Vasqs, Auá, Claire, Silvia Maria e Tarica. Teve homenagens ao grande Luiz Melodia, teve Zé Modesto e Chero da Poesia, teve Deise & João Emilio, Vladinski & Cordeirovich. Teve o som muito bom da Anna Bueno e teve o poeta Carnevalli declamando e simulando slam, como no MAP. Teve muita emoção dedicada à memória do Daniel Marques. Teve o lançamento dos livros do Oswhaldo Rosa e a voz arrepiante da grande Susie Mathias (teve abraços, risos e lágrimas minhas e deles dois). Teve uma roda de viola que eu nem lembro se acabou. Não sei direito como foi que começou. Só sei que foi assim. Teve um sarau que ainda tá rolando em nós. Em mim. Sem fim.

AQUI você acompanha como foi a festa através das fotos pb de Moacir Barbosa. E AQUI, pelas lentes coloridas de Roberto Candido. Espalhei algumas fotos deles pelo post e aproveito para agradecer a amizade, o talento e a colaboração desses dois grandes fotógrafos e amigos.

 

… … …

E VEM AÍ O SARAU
DA CASA AMARELA

… … …

Sábado – 12 de agosto – das 15h às 21h … Sarau da Casa Amarela – Especial … O tradicional “Sarau Anual dos Leoninos’, desta vez, não será no sítio do Edsinho em São Roque, e sim, na própria Casa Amarela, à rua Julião Pereira Machado, 7, em São Miguel. Além do palco aberto, a programação original está mantida, com mais atrações:

>>> Edvaldo Santana: poeta, músico e compositor, lançou recentemente o álbum “Só Vou Chegar Mais Tarde”.
>>> Carloz Torres: (exposição de fotos e venda de livros da Editora Essencial)
>>> Marilia Kubota: lançamento dos livros “Diário da Vertigem” e “Blasfêmeas”
>>> Deise Capelozza & João Emilio: dupla de mpb

Deise Capelozza é militante política, organizadora do Sarau da Maria e cantora. Há 4 anos, no reencontro dos amigos da Vila Maria para o lançamento do Projeto “As Marés”, de Paulo Barroso, Deise interpretou três canções, passando, desde então, a frequentar os saraus da cidade. Acompanhada pelo violonista João Emilio, apresenta canções dos artistas da Vila Maria: Arnaldo Afonso, José Carlos Guerreiro, Jhose Cordeirovich, João Marques, Luis Afonso, Luis Ge e Rogerio Duran.

João Emilio é videomaker e músico. Filho de pai violonista, aos 7 anos de idade iniciou seus estudos na Academia Brasileira de Música, cursando violão clássico. Na década de 80 estudou na Faculdade Paulista de Música onde fez o curso de bacharel em Composição e Regência.

O Sarau da Casa Amarela, um dos melhores da cidade, é apresentado pelo poeta Akira Yamasaki, com o auxílio luxuoso de Luka Magalhães e Escobar Franelas. Estarei lá para curtir poesia, boa música e abraçar velhos amigos.

 

 

… … …

ORTINHO, JUNIO BARRETO
E O NORDESTE PSICODÉLICO

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 22h … Nordeste Psicodélico na Casa Natura Musical … Idealizado pelo cantor e compositor pernambucano Ortinho, o espetáculo convida para uma viagem pelos anos 60 e 70, através da memória musical de um Nordeste que deu ao Brasil novas formas de pensar e fazer arte. No repertório, clássicos de ícones da ‘música psicodélica nordestina’ como: Alceu Valença, Zé Ramalho, Gilberto Gil, Fagner, Ave Sangria, Lula Cortes, Tom Zé, Ednardo, Novos Baianos e outros. Veja esse vídeo sobre a primeira edição do projeto:

O show mistura a sonoridade da música psicodélica com a da música popular de raiz nordestina, acrescentando guitarras lisérgicas, instrumentos indianos, percussões africanas, violas dos cantadores do sertão, pífanos e batuques do sincretismo religioso. Para interpretar as canções pesquisadas por Ortinho e Junio Barreto (que também assina a direção musical) um time da pesada: China, Isaar e Zé da Flauta, além de Ortinho e Junio. Os vocalistas se alternam e se juntam acompanhados pela banda formada por Martin Martan (guitarra), Eder Rocha (bateria), Chicão (teclado), Marcelo Monteiro (flautas e sax), Estevan Sinkovitz (guitarra), Rafael Ferrari (baixo) e Mestre Nico (percussão). Na Casa Natura Musical, à rua Artur de Azevedo, 2134, em Pinheiros. Ingressos no local ou em www.eventim.com.br/casanaturamusical

 

 

… … …

FLIP, PRECONCEITO,
POLÍTICA E CARNAVAL

… … …

Na semana passada escrevi AQUI sobre a importância de uma Flip negra e feminina. Abrir espaço para grandes autores, negros ou mulheres, não é favor nenhum. Temos que quebrar as regras viciadas do clubinho branco e machista, sim. O preconceito existe e precisa ser combatido. Postei o vídeo da história de Diva Guimarães, uma professora negra que pegou o microfone e foi a voz do povo brasileiro oprimido em Paraty. Li (mas acabei nem comentando) sobre o depoimento de escritoras negras que se sentiram estranhas ao acompanhar edições anteriores da Flip. Era uma feira literária branca numa cidade elitista e excludente. Os poucos pretos se sentiam espiados pelas ruas, observados com desdém. ‘O que esses pretos estão fazendo aqui?’, ecoavam feito chibatadas as frases racistas sobre os pedregulhos históricos. Repleta de negros, nas mesas e nas ruas, Paraty foi mais Brasil na semana retrasada. Ao menos, o Brasil que nós, defensores de direitos e oportunidades iguais para todos, queremos que seja. Postei também a entrevista do rapper Criolo a Lázaro Ramos, soltando frases aparentemente sem sentido, mas que nos tocam pela dor que carregam e que não suportamos sentir. Nem desejamos que ninguém sinta. Ninguém. Poderia ter falado sobre os artigos absurdos que li, desmerecendo a verba solicitada pelas escolas de samba do Rio, num momento de grave crise financeira. Crise provocada pelos políticos e poderosos, não pelo povo, que continua trabalhando, tocando em frente e gerando riquezas (que o Estado não lhe retorna).

O carnaval carioca começou marginal, com os sambistas perseguidos pela polícia. É um evento que os pretos excluídos e abandonados nas periferias de uma cidade maravilhosa transformaram na maior festa popular do planeta. Sabem o porquê da gente ler tantas matérias dizendo que eles não merecem investimentos? Porque é assim que funciona a lista de prioridades do poder. O dinheiro do contribuinte, primeiro, tem que alimentar a roda da fortuna deles, políticos e empresários que estão no poder desde Cabral (o Pedro Álvares, não o Sergio). Quando a pilhagem aos cofres públicos passa da conta e os obriga a ‘economizar’, eles diminuem um pouco suas mordomias mais visíveis e fecham as torneiras por onde pingavam alguns trocados para as políticas públicas. Dinheiro para cultura? É mamata, dizem os sugadores profissionais das tetas nacionais. No caso do carnaval, é óbvio que o investimento resulta em lucro. Mas o lucro não pode ser pensado apenas como financeiro. Um governante de visão tem que investir nosso dinheiro e pensar no retorno indireto: social, afetivo, cultural e gerador de novas possibilidades, sejam elas traduzidas por entretenimento, empregos ou pesquisa. Lucro nunca e só de dinheiro. Desconfie de político que não investe em cultura, pesquisa e educação. Mesmo nas crises, eles continuam reservando ‘o deles’, desviando o dinheiro público para suas necessidades imediatas: agradar sua base de sustentação política e empresarial, e se reeleger, perpetuamente. É nas crises que nós, povo, não recebemos sequer as migalhas. Nem carteira assinada, nem férias ou aposentaria. E o povo negro que faz o carnaval continua morrendo de bala perdida, acuado entre a violência do tráfico e a violência da polícia, sem usufruir dos direitos básicos de cidadania. A gente sabe como são tratados os pretos, ou quase pretos, cantou o poeta indignado. Fora preconceituosos e ladrões. Quando será que seremos cidadãos? Ao menos em cidades grandes e ricas, como Rio e SP, exigimos transporte, saúde e educação de qualidade. Padrão Fifa, como protestamos durante a última Copa. Esses (des)governantes, além de dilapidar nosso patrimônio e nosso presente, estão nos roubando, antecipadamente, o futuro melhor que nos impedem de construir. Não se trata apenas de fazer comentários sobre política e economia, apresentar números e críticas ou defender ‘um lado’ da polarização partidária. É de vidas ceifadas que eu estou falando. É de gente. De nós, da nossa vida roubada. Da mínima sensação de bem estar cotidiano que nos negam, governo a governo. Até quando permitiremos isso?

 

 

 

… … …

PÉROLA NEGRA,
TE AMAMOS, TE AMAMOS

… … …

Pouco tempo morei sozinho na casinha da rua Samurais. Talvez um 3 ou 4 meses. Estava sofrido de (des) amor. Virava noites uivando ouvindo discos na vitrolinha doada pela minha amada irmã Tata. Mas eu era um lobo solitário muito bem acompanhado: atravessava madrugadas alternando Beto Guedes e Luiz Melodia, sem parar. Ah, Melô: “tente passar pelo que estou passando”. Tantas lindas canções, tantos versos belos, tantas maravilhas contemporâneas ouvi, curti de tua voz. Tanto você influenciou a mim e meu amigo João, com quem aprendi os primeiros acordes de violão (e a tocar a sua “Salve Linda Canção sem Esperança”). Tanto nossa geração te adorou. Ah, Melô, Pérola Negra, Negro Gato, Negra Melodia.

Lembro de você chegando para um show em minha escola, caminhando pelo páteo do Paulo Egydio, onde cantei tuas canções com meus amigos. Era uma tarde de sol que nunca mais vai se por. Lembro de você cantando com voz grave e olhar espetado: “esses livros que eu leio causam sensações”. Lembro de você, no sesc Pompéia, puxando minha mulher para o palco e dançando com ela o reggae “tava naquela de dar dó, olhando a lua andar só”. Quando ouvi a notícia de sua morte nem quis contar a ela na hora. Como se fosse possível ela não descobrir e, assim, não ser verdade o fato de que você morreu. Fiquei tão triste que perdi a voz. Porque é um pouco da nossa história que você leva consigo. A felicidade que compartilhamos também morre um pouquinho. Nós te amamos, poeta querido, figura ímpar, cantor inesquecível. E lembraremos de ti com saudade. E muito carinho. “Eu vou fazer, amor, um ninho, com amor muito carinho, pra você se abrigar…”
E abrigar todas as magrelinhas desse nosso Brasil sem Melodia.

 

 

… … …

UM SORRISO PARA
DANIEL MARQUES

… … …

Não há palavras que confortem, não há mais o que fazer. Apenas chorar, lembrar, lamentar. E sorrir e se arrepiar ao assistir seus vídeos. Não conheci Daniel Marques pessoalmente. Mas acompanhei a dor de alguns amigos comuns e, através deles, tomei conhecimento de sua atuação poética e política nos movimentos sociais e culturais, de sua alegria e irreverência, de sua fome voraz de vida, de sua revolta contra as injustiças, de sua luta por um mundo melhor para todos. Quando um jovem tão apaixonante nos deixa, assim, devemos ao menos parar tudo o que estamos fazendo, por um breve momento, e nos olharmos, nos tocarmos e abraçarmos. E nos perguntarmos: por que não percebemos, por que não evitamos, por que não o pegamos no colo e o ninamos, por que não acalentamos seu sono, por que não apaziguamos sua dor, por que não preservamos conosco nosso talentoso menino?
Não cuidamos dele porque sequer cuidamos de nós. Na roda viva dos dias, vivemos assim, descuidadamente, até o fim. Nós diante da áspera pedra que tentamos tirar do meio do caminho, em meio ao pó que ralamos, cada dia um pouquinho. E assim seguiremos fazendo, enquanto respirarmos. Como fez o Daniel, que hoje lembramos e saudamos. Só nos resta lembrar… e fazer por merecer sua amizade, seu sonho, sua presença bonita e tão fugaz. Mas eterna.

.

Deixo aqui algumas frases que as pessoas que o conheceram postaram em sua página no facebook. Daniel viverá para sempre na lembrança dos amigos:


“Eu o amei no momento em que o conheci e meu desejo era apresentá-lo a todos os meus amigos”
(Perla Gomes)
“Este meteoro esteve aqui e pudemos vê-lo, senti-lo e ama-lo bem de pertinho”
(Viviane D’Almeida)
“Foi com ele que descobri a doçura e o amargo da vida em dias sem dinheiro”
(Jô Freitas)
“Sabe quando você olha para uma pessoa e mesmo sem conhecer direito, pensa: Queria ser igual a ela!”
(Sarah Regina)
“Sua poesia nos alegrou, nos fez pensar e nos deu força para seguir”
(João Paulo de Cária)
“Militante de várias conquistas, sou a favor de que direcionemos seu nome para algum espaço cultural”
(William Gutierre)
“Eu agradeço por ter tido a oportunidade de ter visto este sorriso, por ter gargalhado junto e por diversos elogios que fiz a beleza genuína dele”
(Maria Angélica)
“Ele era um caldeirão por dentro, muito intenso, o mais corajoso da turma, tava sempre pegando fogo. Louco pra dizer, uma densidade mental que não era intelectual, era carne, osso, sangue, suor e lágrimas”
(Victor Bessa Luna)
“Obrigado por tudo, por cada momento de alegria que nos proporcionou, pela sua luta e militância e por sempre fazer a gente dançar e sorrir”
(Mauro Grillo)
“Um ser iluminado. Um girassol com turbante. O mais lindo sorriso que conheci”
(Verinha Curado)
“A vida te quis com ela para mostrar o que é viver”
(Rafael Rodrigues)
“Eita legado, cada palavra corta como navalha!”
(Michelle Dias da Silva)
“A poesia, a cultura e a arte não serão as mesmas sem você”
(Kleber William)
“Sua Poesia me Devora, Seu Berro me Cala, Sua Beleza me Deixa Enviadada de Alegria e Encanto”
(Aurélio Prates Rodrigues)
“Um revolucionário com a ginga de um jongueiro. Suave nos gestos, mas palavras de fogo, como dizia em um dos versos de um poeta negro que ele declamava nos Saraus. “Eu nasci para gritar! Nem a morte irá me calar.”
(Berenice Viana)

E há muitas outras mensagens lindas, amorosas, elogiosas e comoventes em sua página no facebook. AQUI, leia uma entrevista. E me despeço, solidário à dor de seus amigos e admiradores, deixando um poema dele:

 

 

 

… … …

EXPOSIÇÃO ‘RUGAS’

… … …

A fotógrafa Ana Paula Paiva, que já expôs no Sarau da Maria, agora leva sua mostra fotográfica ‘Rugas’ para a linha amarela do metrô. Segundo ela, “Rugas” segue seu objetivo e viagem, sem roteiro e passagem de volta, para quem sabe olhar o envelhecer com leveza, seguir os processos de vida, repensar e celebrar. De 1 a 31 de agosto, no Metrô Paulista. De 1 a 30 de setembro, no Metrô Faria Lima.

 

 

… … …

DANIEL MEDINA: EVOÉ!

… … …

O cantor e compositor cearense Daniel Medina está gravando seu primeiro disco solo intitulado “Evoé!”, com produção de Saulo Duarte e Igor Caracas, a ser lançado no segundo semestre de 2017. Para produzir este trabalho tão especial, dá início a uma campanha de financiamento coletivo, pelo Catarse, para arcar com alguns custos de produção, distribuição e lançamento. Clique AQUI e fique por dentro das novidades e recompensas.

 

 

… … …

ANA LUISA BARRAL E UM
CROWDFOUNDING DIFERENTE

… … …

A excelente cantora e compositora mineira Ana Luisa Barral lançou campanha de financiamento para a divulgação de seu recente cd, Doçura, na Feira internacional de Negócios na Música, em Belo Horizonte e São Paulo. Saiba mais sobre os brindes e compensações AQUI. E ouça as belas canções do álbum:

 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a agenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras em negrito para acessar os links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

Até 3 de setembro … Exposição #éssepê [fotografias de Tiago Queiroz] … Com curadoria de Marcello Vitorino, o fotógrafo Tiago Queiroz, do Estadão, apresenta conjunto de onze imagens em preto e branco produzidas durante suas andanças pela cidade de SP, utilizando um aparelho celular. Na Casavitorino, à rua dom Antonio de Melo, 114. A entrada é franca, mas as visitas precisam ser agendadas pelo e-mail casavitorinofoto@gmail.com

… … …

Agosto – 18h30 … Êxtase (e outras peças) de Walcyr Carrasco – Leitura dramática … Companhia Satélite faz leitura dramática da peça do dramaturgo. Com Dionisio Neto, Gustavo Haddad, Tuna Dwek e Jade Diniz (clique no cartaz para ler melhor toda a programação). As leituras, em tom minimalista, sem trilha sonora, privilegiam o texto e a composição das personagens. Na Livraria Martins Fontes, à av. Paulista, 509.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 19h … A luta pelas cotas raciais nos bastiões do atraso … Evento (ver debatedores no cartaz) visa fortalecer as conquistas narrando algumas histórias sobre as lutas e a presença negra na Unicamp e na Usp. Na Aparelha Luzia, à rua Apa, 78.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – das 19h às 22h … Oficina de Teatro … Maria Giulia Pinheiro e Luaa Gabanini realizam a oficina “O gênero do texto: a cena”, no Pequeno Ato. Nos dois primeiros meses, estudo e criação de textos. A partir de outubro, exercício cênico para apresentação em dezembro. Público alvo: dramaturgos iniciantes, atrizes e atores interessados em dramaturgia. Todas as quintas-feiras, até 10 de dezembro. Valor mensal: R$250. Inscrições no e-mail magiuppinheiro@gmail.com

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 19h … Sarau da Eliz – 10ª Edição – Rosana Chrispim … Sarau com palco aberto e lançamento do livro ‘Caderno de Intermitências’, de Rosana Chrispim. Na rua Hermínia Andrade Couto Silva, 44-A, em Campinas.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 20h … Encontro de Expressões … Sarau com palco aberto para música, poesia, dança, artes plásticas, espaço para exposição de artesanato, teatro e muito mais. Entrada franca. No Espaço MpbBlues, do Grão Espresso Voluntários, à av. Voluntários da Pátria, 3558.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 20h … Sala Olido apresenta: Wellington Silva … O violonista apresenta composições e arranjos para violão de sete cordas solista. O repertório conta com clássicos do cancioneiro popular, temas da música instrumental brasileira, além de algumas peças de sua autoria.Na av. São João, 473.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 20h … Raquel Martins – no Bar Semente – Lapa/RJ … Cantora e compositora apresenta clássicos da mpb (Tom, Chico, Baden, Benjor) e as canções de seu novo trabalho autoral “Percepções sonoro-poéticas”, ainda em fase de produção. Divide o palco com Marcio Castiga (contrabaixo) e Rodrigo Bucair (percussão). Entrada R$20. Na rua Evaristo da Veiga, 149, no Rio de Janeiro.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 20h … Daniel Tatit e O Samba Que Une A Gente … No Traço de União, à rua Claudio Soares, 73, em Pinheiros (clique no cartaz para ler melhor).

… … …

Quinta-feira, sexta e sábado – 10, 11 e 12 de agosto – 21h … Mostra da Cia Teatroendoscopia … Mostra das três montagens mais recentes da Cia Teatroendoscopia. “Dois perdidos numa noite suja”, de Plínio Marcos (de 2014), “Alma”, de Flávio Marin e Andressa Ferreira (de 2015) e a estréia de “Oração para um pé de chinelo”, de Plínio Marcos. Ingressos a preços populares. No Teatro Municipal de Santo André.
… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 21h … Lucas Santtana – Show Modo Avião – na Casa de Francisca … Cantor e compositor apresenta repertório do novo cd. Acompanhado por Fabio Pinczowski (sintetizadores, baixo e violão), André Lima (sanfona, sintetizadores e baixo), Gilberto Monte (sampler e sintetizador) e Bernardo Pacheco (engenheiro de som). Na Casa de Francisca, à rua Quintino Bocaiúva, 22. Ingressos a R$44.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – 21h … Folk Ao Vivo – Felipe Camara – Participação Capela … O Projeto “Folk Ao Vivo” recebe o cantor e multi-instrumentista Felipe Camara (Folk na Kombi), que lança seu primeiro trabalho solo, “Porta Sonhos”. Particiapação especial do Projeto Capela (Caio Andreatta, Gustavo Rosseb e Léo Nicolosi). No Ao Vivo Music Bar, à rua Inhambú, 229, em Moema.

… … …

Quinta-feira – 10 de agosto – das 23h às 6h … Peixe Elétrico na Festa Candeeiro Encantado … Festa com muito forró, xote e som dançante a noite inteira. Entrada franca até meia noite. Depois, R$10. Na NossaCasa Confraria das Ideias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 18h … Sarau Ermelino Ocupa – 2 anos … Sarau comemora dois anos de “resistência, poesia, histórias, arte, descobrimentos e muito amor”. Nesta edição, além do microfone aberto, pocket-shows de Luck Vas e Warley Noua. Na Ocupação Cultural Mateus Santos, à avenida Paranaguá, 1633.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 19h … Sobre as Baleias – 2ª Temporada … Peça conta a história de Dona Maria, mulher negra e periférica, que sai em busca de seu filho desaparecido. O tema motor da peça é a luta das Mães de Maio, mulheres periféricas e em sua maioria negras e não brancas, que perdem seus filhos diariamente por conta da ação violenta da polícia militar nas favelas e periferias. Na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363, no Bom Retiro. Até 19 de agosto (sextas às 20h e sábados às 18h). Entrada franca.
… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 19h … Picanha de Chernobill na Galeria Olido … Show gratuito da excelente banda gaúcha. Na avenida São João, 463.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 19h … Rock & Tal na Carauari … Dupla dos músicos Mou e Macarrão tocam o melhor do rock nacional e músicas autorais. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8. Entrada franca.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 20h … Show – Sapiranga … Cantor e compositor Sapiranga apresenta as canções do cd “A Popular Música Brasileira”, que tem participações de Zeca Baleiro, Margareth Menezes e Xangai, além dé músicos como Papete Viana e Paulo Lepetit. O álbum, lançado pela Gravadora Cacimba Discos e distribuído pela Canal 3, já foi ditribúido às lojas e está disponível para download gratuito. O show acontece na Casa Mora Mundo, à rua Barra Funda, 391. Contribuição solidária de R$10.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 20h … Belchior – “Tudo outra vez” … Momento de reverência ao grande poeta Belchior em arranjos para dois violões: Wolf Do Vale (que já abriu um show de Bel em Guarulhos) e Davi D’Assunção. O show tem a participação do músico e intérprete Daniel Golinelli e da cantora e compositora Letícia D’Alma. Ingressos a R$10. Na rua João Gonçalves, 439, no centro de Guarulhos.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 20h … Sarau Clamarte de Aniversário … Clamarte é a Cia. Literária dos Amantes da Arte. Sarau comemora quarto aniversário com a presença do cantor e compositor Vidal França e do músico Sebah de Assis, entre outros (clique no cartaz), além do palco aberto. Na rua professor Otávio Guimarães, 393, em Socorro.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h … Isca de Polícia … A banda criada por Itamar Assumpção e formada por Suzana Salles, Vange Milliet, Chagas, LePetit & Cia, lançou disco de inéditas com parceiros como Arrigo, Ortinho, Arnaldo Antunes, Tom Zé e outros. No show, as novas canções e também alguns dos clássicos de Itamar. Ingressos a R$20 e R$10 reais. No Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, à av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 – Parque Ibirapuera.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h … Celso Viáfora e Vicente Barreto em “Uns Caras do Brasil” … Lindas parcerias como “A Cara do Brasil”, “Por Um Fio”, “Linda de Lua”, “A Notícia” e canções como “O Rio Virou Sertão”, “O Zabumbeiro” e “Voltar Pra Casa” serão relembradas pela dupla de cantores e compositores.No PUB do Ipê Clube, à rua Ipê, 103, no Ibiraquera. Ingressos a R$20 e R$30.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h … Bar Brahma apresenta Sander Mecca … Show inédito, mesclando canções autorais e grandes clássicos. Sander iniciou a divulgação do seu projeto solo, fazendo apresentações diárias nos metrôs de SP e agora leva o conceito de #arteemqualquerparte para a esquina mais famosa de SP, acompanhado por Douglas Froemming (produção musical, violão e guitarra) e Tércio Guimarães (piano e metais). No Bar Brahma Centro, à avenida São João, 677. Ingresso R$20.
… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h … Kali Convida: Maria Ó, YMA, Daniel Medina, Oto Gris e Versalle … A banda Kali, de Porto Velho/RO, é composta por Kali Tourinho (voz), João Vedana (guitarra), Danilo Ross (piano e sintetizador), Paulo “Cascão” (baixo) e Felipe Oliveira (bateria). No repertório, músicas do novo disco, “Coisas da Sua Cabeça”, e versões de músicas dos convidados. No Disjuntor, à rua da Mooca, 1747.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h … Sará O Quê? … Sará O Quê? são eventos musicais intimistas com projeções de episódios de “O Milagre de Santa Luzia”, do cineasta Sérgio Roizenblit. A ideia surgiu do encontro entre o cineasta, a curadora e produtora Geórgia Gugliotta e os músicos Caito Marcondes, Dante Ozzetti e Patrícia Bastos, propondo a apresentação de trabalhos musicais e experimentações. Na rua Cristiano Viana, 1430. Nesta edição, o encontro entre o Duofel (Fernando Melo e Luiz Bueno), Carlos Malta e o lendário percussionista Robertinho Silva.

… … …

Sexta-feira – 11 de agosto – 21h30 … Mariana Aydar – Casa De Francisca … Cantora, que idealizou e dirigiu o documentário ‘Dominguinhos’, mostrando um outro lado do seu mestre e amigo, se apresenta com um trio de forró pé-de-serra. Na rua Quintino Bocaiúva, 22.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 11h … Carregue seu Patuá – Encontro no Alpharrabio … Poeta Tarso de Melo promove evento para conversar e ler poemas. Livraria Alpharrabio recebe os escritores da editora Patuá André Merez, Elisa Andrade Buzzo, Fabiano Fernandes Garcez, Jr Bellé, Lilian Aquino, Marcia Barbieri, Ricardo Escudeiro e Rosana C. Chrispim. Na rua Doutor Eduardo Monteiro, 151, em Santo André.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 14h … Lançamento: “Escracho aos torturadores da ditadura” … O Memorial da Resistência realiza mais um ‘Sábado Resistente’, projeto em parceria com o Núcleo de Preservação da Memória Política, lançando o livro “Escrachos aos torturadores da Ditadura”, de Ana Paula Brito. O livro estará à venda por R$40, com renda revertida ao Levante Popular da Juventude. No Largo General Osório, 66.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 13h … “Sarau Simpósio de Artes Integradas – Amparo Literário” – Pretas Panteras … Sarau convida Débora Garcia para lançar seu clipe “Pretas Panteras” (assista, acima, na máteria da Flip) que é uma reverência ao Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha e também ao Dia Nacional da líder quilombola Tereza Benguela, ambos comemorados em 25 de julho. No sarau, organizado pelo escritor Alba Atroz, palco aberto e convidados: a poeta Grazi Rosário, o escritor Adenildo Lima, a multiartista Thata Alves, os poetas D’Santos e Jefferson Santana e os músicos Mano Cákis e Fabio Macca. Na Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes, à rua Henriqueta Noguez Brieba, 281.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 16h … 60ª edição do sarau Poesia é da hora – São Bernardo do Campo … Coletivo poético e ativista organiza saraus mensais para (e com) pessoas em situação de rua em centros de acolhida e ocupações de resistência.

… … …

Sábado e Domingo – 12 e 13 de agosto – das 16h às 22h … 5ª Mostra Bagaceira … A Trupe Lona Preta organiza evento para a criançada. Dois dias de palhaçadas e atividades circenses variadas. Clique no cartaz e leia a programação no rodapé.

… … …

Sábado – 12 de agosto – das 16h às 23h … Slam Sujeira – Carolina de Jesus vive … Coletivo promove a ação ‘O que eu não aprendi na escola’, trazendo sempre um personagem histórico e revolucionário. Nesta edição, Carolina de Jesus (às 17h). Depois tem pocket-show com Victoria Maria & Bia Doxum. Às 19h30 começa a batalha de poesias. No Skate Park, em Poá.

… … …

Sábado – 12 de agosto – das 17h às 22h … 31º Sarau Caiçara … Muita música, arte, encontro e gastronomia num território caiçara tal como na década de 1940: um lugar sem muros, sem cercas e com árvores frutíferas entre as casas de madeira, em meio à mata atlântica ainda preservada. Lançamento de livros, feira criativa e microfone aberto ao público. Com o coletivo Percutindo Mundos, Manifesta, O Caiçara, Turbante-ria, Mana Cozinha, Madame Dú Crochet, Márcio Barreto, Fernando Santos, Danilo Nunes, Marina Machado, Anak Albuquerque, Raquel Rá, Duda Alencar, Carlos Lineu, Claudynha Torres, Gigi Fernandes, Simone Santos, Celso Lima e muito mais. No Sítio Caiçara, Praia do Góes, no Guarujá.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 17h … Antologia Poetrix 5 – SP … Lançamento da antologia que conta com a participação de 43 autores do Brasil, Portugal, EUA e Colômbia. No Espaço Scortecci, à rua dep. Lacerda Franco, 96, em Pinheiros.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 18h30 … 101º Sarau Bodega do Brasil … Sarau promovido pelo músico e cordelista Costa Senna, com palco aberto e convidados. Na Ação Educativa, à rua General Jardim, 660.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 19h … Sarau na Galeria – Edição 45º … Sarau convida a todos, com texto de Daniel Marques: “Diga o que quiser, eu vou ser feliz à beça!”. Com Destilado Do Mar, no som autoral. Escritor Alba Atróz, com o livro “Mil horas sem fim”. Exposição de desenhos em lápis de cor por Katherine Hajdu. Intervenção teatral: “PIquenique Peculiar”. Caricaturas na hora: pague quanto puder com a Chris Hagane. E o palco aberto pra quem chegar. Na EE Geraldo Justiniano Rezende Silva, à rua Basilio Valente de Aguiar, 19, na Vila São Jorge.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 19h30 … Artefatos Poéticos: a poesia à margem … A cada evento este sarau multimídia trabalha um tema vinculado ao universo da poesia. Nesta quarta edição, “A poesia à margem”, com poetas e poesias de todos os tipos dando conta da produção que está à margem da indústria cultural. Além dos poemas, vídeos e performances poéticas e musicais. O poeta homenageado é o multiartista Luiz Carlos Bahia, acompanhado por Luiã Borges. Apresentação de Claudinei Vieira (leia mais convidados no cartaz). Couvert R$15. No 38 Social Clube, à rua Cel. Castro de Faria, 38, na Vila Anglo.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 20h … O Médico e O Monstro – Temporada 01 – Alucinógeno Dramático … O Alucinógeno Dramático Teatro & Pesquisa estreia a primeira temporada do espetáculo baseado na obra de Roberto Louis Stevenson, com tradução e roteiro de Claudemir Santos. Também no sábado que vem, dia 19. Na Aldeia Satélite Espaço Cultural , à rua tenente Luís Fernando Lobo, 118, em São Miguel. Entrada franca.

Depois do espetáculo rola o Sarau Arte Canal do Mês de Agosto, com poemas de José Vicente de Lima, Ivan Neris e Malu Torres. Sacha Arcanjo cantará canções de Luiz Melodia. E o palco aberto pra quem chegar.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 20h … Sandro Premmero no bar do Anão … Músico interpreta clássicos do rock e da mpb. Na rua Curuçá, 435, Vila Maria. Entrada franca.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 20h … Papo na Varanda da VóIta … Grupo Papo de Anjo promove encontro musical com palco aberto e clima caseiro. Pede-se levar comes ou bebes. Na rua Cônego Arnaldo Caiaffa, 150, Tucuruvi.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 20h … Renato Pessoa “A cigarra na Folha de Pedra” … O cantor e compositor Renato Pessoa apresenta repertório autoral inédito. Na rua Bartolomeu Bueno, 78, em Santana de Parnaíba.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 20h … Black Box no Menino Muquito Bar … Banda apresenta o melhor do classic rock. Com Eduardo Osmedio na guitarra, Mau-Mau no baixo, Rogerio Skruzdeliauskas no vocal, Fábio Batista na bateria e Bruno Silva na guitarra. No repertório, Bad Company, Led Zeppelin, Deep Purple, Rolling Stones, Cream, Clapton, Creedence, Beatles, Doors, Pink Floyd, Raul, Mutantes e muito mais. Entrada franca. Na avenida Vila Ema, 5090, na ZL.

… … …

Sábado – 12 de agosto – das 20h às 4h … Peixe Barrigudo Apresenta – 2ª Edição … Segunda edição do evento traz cantores e bandas de diversos estilos, além de exposições e apresentações de artistas do audiovisual, pinturas, teatro e etc. O Peixe Barrigudo é um canal criado por Joel Dias e Victor Carvalho Lima para divulgar arte e artistas de qualidade. Entrada R$15 (na porta) e R$10 (antecipado). Na Casa do Capote, à rua do Capote, 28, em Guarulhos.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 21h … Túlio Borges no Teatro da Rotina … Show intimista ao piano e violão. Participação do bandolinista Victor Angeleas e da parceira Consuelo de Paula. Entradas a R$40 e R$20. Na rua Augusta, 912.

… … …

Sábado – 12 de agosto – 21h … Cabeças Enfumaçadas … Excelente banda formada por Daniela Neris (vocal, gaita e percussão), Ivan Cabeça (violão) e Luis Dias (guitarra solo), toca clássicos do rock e da psicodelia dos anos 60 e 70. No Toca, à rua Antônio Mariano, 338.

… … …

 

Sábado – 12 de agosto – das 22h às 4h … La Nuit du Gainsbarre – Infâme – Estúdio Lâmina … Quinta edição da festa recria a atmosfera sedutora da boemia parisiense em uma celebração da obra atemporal do cantor e compositor Serge Gainsbourg. O show fica por conta da banda Maria Paraguaya & Les Errantes com composições autorais na língua francesa e homenagem a Serge Gainsbourg. Entrada R$20. Na avenida São João, 108.

… … …

Domingo – 13 de agosto – 12h30 … Dias dos Pais no Grão … Arte e gastronomia no cardápio da casa. Além de pratos especiais, tem mpb de muita qualidade com Yann Augusto e Larissa Smid. No Grão Espresso, à rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana.

… … …

Domingo – 13 de agosto – das 14h a 1h … Fórum Aberto #Carnavalderualivre … O Arrastão dos blocos apresenta o I Fórum Aberto #CarnavaldeRuaLivre, um dia de debates, trocas e festa entre os blocos de carnaval de SP. No União Fraterna, à rua Guaicurus, 27. Entrada franca.
… … …

Domingo – 13 de agosto – das 14h a 22h30 … Aniversario 2 anos – Slam Mente Periférica + Slam Racha Coração … A batalha de poesias acontece todo primeiro sábado de cada mês na praça do Gonçalves, em Itaquaquecetuba. Além das batalhas, tem pocket-show, intervenção poética, varal de poesia, exposições e muito mais. Convidados: Slam Racha Coração, Mente Matéria, Raciocínio Notório e Lost Gang.

… … …

Domingo – 13 de agosto – das 17h a 0h … Doces Tardes de Domingo #12 no Kombs … Festa produzida pelo coletivo Jardim Psicodélico mostra ao público bandas que não estão no mainstream. Nesta edição, ‘Os Tulipas Negras’ e ‘Nicolas não tem Banda’. Discotecagem de Edu Osmedio. Em todos os eventos sempre tem artes plásticas, fanzines, exposições e performances. Além da feira de vinil e vídeos da Charada. No Komb Bar, à praça Miguel Ramos de Moura, 175. Na zona leste.

… … …

Domingo – 13 de agosto – 18h … Suindara Rock Sertão + Feira de livros – Patuá no Gambalaia … A excelente banda formada por Giliane Meireles, Valter Gusmão, Zana Cândido e Rico Flautista apresenta seu som estradeiro. Entrada para a apresentação da banda (e possíveis leituras de autores convidados): R$10. A entrada para o espaço da feira de livros é gratuita. A editora Patuá estará com parte de seu catálogo a preços promocionais (a partir de R$10). No espaço da feira, a Ancestrália Estampas vai expor camisetas com estampas artesanais. No Gambalaia Espaço de Artes e Convivência, à rua das Monções, 1018, em Santo André.

… … …

Domingo – 13 de agosto – das 18h às 22h … Salada do Nelson … Três artistas guarulhenses se apresentam no projeto: Victor Cali, De Papini e Gabriel Peri. Pocket-show de abertura por Augusto Cepilo. Na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, à rua João Gonçalves, 439, em Guarulhos.

… … …

Segunda-feira – 14 de agosto – 21h … Cida Moreira Brecht Cabaret – Folias_Estado de Emergência … Cantora narra histórias, “levando ao extremo as imagens sonoras que são crônicas falando dos excluídos, para os que hão de vir, para transformar a realidade através da arte”. No Galpão do Folias, à rua Ana Cintra, 213, ao lado do metrô Santa Cecília. Ingressos a R$60, R$30 e R$15 (revertidos para o projeto Folias).

… … …

Segunda-feira – 14 de agosto – das 23h às 6h … Festa – Viajantes Transantes – Segundas Free … Essa é pra quem vaga por aí nas noites de segunda, sem ter onde ir. Festa para trocar ideias, tocar, declamar, transar pessoas e muita música boa pra dançar até o sol raiar: brasilidades e world music com o dj Brito Andrade. Entrada franca. Na NossaCasa Confraria das Idéias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena.

… … …

Terça-feira – 15 de agosto – 19h … Roda dos Carpideiros … Novo projeto dos Carpideiros, com roda aberta de choro e outras músicas brasileiras instrumentais. No Boteco da Dona Tati, à al. Eduardo Prado, 129. Leve seu instrumento e participe.

… … …

Terça-feira – 15 de agosto – 19h … Poesia com Pecado … Nesta edição, os convidados são Felipe G. A. Moreira, filósofo e poeta carioca radicado em Miami, onde conclui seu doutorado; e Lucas Zaparolli, poeta e tradutor, mestre pela USP. No Quinto Pecado Café Bistrô, à rua Coronel Artur de Godoi, 12 , na Vila Mariana.

… … …

Terça-feira – 15 de agosto – 19h … Jantar dos Refugiados – toda terça – na Fatiado … O jantar é uma parceria da Fatiado Discos e Cervejas Especiais com a Ocupação Leila Khaled que abriga refugiados sírios e palestinos no bairro do Glicério, visando integração social e seu ingresso no mercado de trabalho. A loja de discos e o som funcionam normalmente. Na av. professor Alfonso Bovero, 382.

… … …

Terça-feira – 15 de agosto – 20h … Toca do Autor … Sarau mensal organizado e apresentado pelo músico Alexandre Tarica. Com palco aberto. No bar do Cambridge Hotel, à rua João Adolfo, 108, perto do metrô Anhangabaú.

… … …

Quarta-feira – 16 de agosto – 18h … Desconcertos de Agosto … Sarau criado e apresentado pelo poeta Claudinei vieira. Ninguém melhor que ele mesmo para convidar você: “Desconcertos para acalentar uma São Paulo. Desconcertos para almas assoberbadas, embriagadas, de Poesia. Das que penetram na alma. Estes Estas artistas, poetas, pessoas especiais, do quilate de Rosinha Morais, de Ligia Regina Lima, de Eder Lima, de Jr Bellé, Germana Zanettini, do Coletivo Arte Permanente, com seu Bazar para Tudo, com artesãos do naipe de Wilson Neves, Maria Angela Assuncao, Lúcia Rosa, Luciana Soares da Silva. Do naipe do editor, poeta e anfitrião do Patuscada, o querido Eduardo Lacerda. Desconcertos de Poesia, para arregaçar o coração de São Paulo.” Na rua Luis Murat, 40. Abaixo, alguns poemas que você vai ouvir lá:

COTIDIANO
(Rosinha Morais)

Transpor abismos
Não é fácil.
Não é fácil
Quando se é mulher.
Não é fácil
Quando se é nordestina.
Não é fácil
Quando se é negra.
Não é fácil
Quando se é da periferia.
Não é fácil
Quando os padrões
Não se encaixam.
Mas os abismos,
Eles não mudam
De lugar
Para facilitar o caminho.

(Jr Bellé)

não importa a dureza do dia a dia
uma amacieira crescerá linda
quando eu repomar pros teus braços

a poesia
raro leitor caro poeta
a poesia floresce no capitalismo
como o cogumelo floresce na bosta

LEIA ANTES DE USAR
(Germana Zanettini)

não, aqui não há lugares reservados
[de antemão já lhe adianto:
nem adianta olhar para os lados]

o ambiente não é climatizado
os assentos não são flutuantes
e máscaras de oxigênio
não cairão
sobre suas cabeças

para sua segurança e conveniência
informamos que a vida
não vem equipada
com saídas
de emergência

 

 

 

… … …

Quarta-feira – 16 de agosto – 18h … Lançamento de “O amor não presta para nada” de Ana Esterque … Para falar sobre o amor e a presença da mulher nos contos, a escritora Ana Esterque convida para o lançamento na Livraria Giostri, que fica na Casa das Rosas. No encontro, bate-papo com a jornalista Jéssica Balbino e sessão de autógrafos. Ana escreve porque ama as palavras e, apesar do título do livro, acredita que o amor presta, e presta muito, para tudo. A entrada é gratuita. Na Avenida Paulista, 37.

… … …

Quarta-feira – 16 de agosto – 19h … Leo Middea e Ana Larousse no 512 … Dois artistas da nova geração da mpb aportam em terras gaúchas: Ana Larousse e Leo Middea. Ingressos a R$15 e R$20. No Espaço Cultural 512, à rua João Alfredo, 512, na Cidade Baixa, em Porto Alegre.

… … …

Quarta-feira – 16 de agosto – 21h … Talento MPB – Nô Stopa … Projeto visa apresentar artistas que representem a variedade de estilos e o melhor de nossa música. Nesta edição, Nô Stopa convida Zé Geraldo. Com Nô (voz, violão e bandolim), Zeca Loureiro (guitarra e voz), Wilson Teixeira (viola e voz), Sérgio Carvalho (baixo) e Gustavo Souza (bateria). Ingressos a R$30. No Bar Brahma, à avenida São João, 677.

… … …

Quarta-feira – 16 de agosto – 21h … Raquel Bernardes Quarteto no JazzB … Grupo busca unir diversas linguagens da música instrumental. “Palhaço”, “O Sonho” e “Cego Aderaldo”, de Egberto Gismonti, estão no repertório. Com Raquel Bernardes (voz), Conrado Vieira (piano e arranjos), Jackson Lourenço (baixo) e Jonatan Carvalho Goes (bateria). Na rua General Jardim, 43.

… … …

BOM FINDI A TODOS E
ATÉ A SEMANA QUE VEM!
… … …