Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A ARTE QUE INDEPENDE

A ARTE QUE INDEPENDE

A Focus dança ‘aquelas canções do Roberto’, a poeta Esther Alcântara lança Piracema e este blog comemora dois anos de luta (e de festa)

Neste findi, eu vou ver e ouvir ‘as canções que você dançou pra mim’ (a Focus dança ao som de Roberto Carlos na Galeria Olido). Eu vou ao Bar do Frango ver Esther Alcântara declamar Piracema (e cantar com Irineu de Palmira). Vou sambar d’accord com o grande Elio Camalle. Vou seguir o Sacolinha em

Por Arnaldo Afonso

14/12/2017, 08h23

A ARTE QUE INDEPENDE

Parabéns para o Peixe Barrigudo, para o Sarau das Mulheres Poetas e para os espaços alternativos que resistem

Sarau a dar com pau, canais superlegais, coletivos ativos, teatros lotados e bandas às pampa comemorando aniversário. Insiste não desiste o movimento que o corte no orçamento não desmonta. Vontade crescente de gente louca e determinada seguindo em frente. Caminhando e cantando e botando seu bloco na rua. Criando música política carnaval e cultura. Compondo

Por Arnaldo Afonso

23/11/2017, 11h40