Aê mano aê mina… aqui tem verdade ritmada tem porrada na mentira. tem Sarau da Quebrada tem Slam da Guilhermina. tem Paulo Monarco no Teatro da (anti) Rotina. tem Zé Manoel no Saraoquê. tem o Delírio de um Romance a Céu Aberto: baita cd de mpb premiado no PMB. tem meu texto emocionado no inesquecível show do Vitoru Kinjo. tem expo festa e lançamento de livro. tem o link da programação da Flip e três clipes de ótimos músicos que vão tocar lá. tem cinema e teatro pra rir pensar e se emocionar. tem eventos do Movimento Negro tem muita luta muita coisa injusta acontecendo. não fuja não finja que não vê. não diga que não é com você. não fica só vendo tv. assuma: é o país que você ama. seu tempo sua gente. o futuro é uma criança que acena pra você. e lhe pergunta o porquê. por que? não minta. não se omita. grita o que sente. fala tudo o que sempre quis dizer. e nunca mais deixe ninguém responder por você.

 

… …. …

VITORU KINJO.
GRAVEM ESSE NOME

… … …

Estive no Teatro da Rotina, sábado passado, para assistir ao show de Vitoru Kinjo. Ele cantou acompanhado por Guilherme Kafé (baixo, violão e voz), Ivan Banho (percussão) e Fernando Seiji Sagawa (sopros), além da participação muito especial de Eduardo Colombo (vocais e performances de dança). Vitoru é um jovem cantor, compositor, pesquisador, artista visual e performer paulistano. Seu primeiro disco ‘Kinjo’, apresenta esse afetuoso abraço entre sons nipo-maranhenses e cirandas afro-asiáticas, além de ritmos como ijexá, choro, baião e rock. Após o show, ainda muito emocionado, escrevi o texto abaixo (que divido em quatro partes, entremeadas pelas canções do cd):

1 … Estávamos lá quando a luz do mistério chegou e cegou. acendeu e ascendeu. sei lá se aconteceu. olhos vermelhos peito doído coração enlutado éramos Sandra Marici e eu. eles entraram Vitoru e Edu cantando a capela dançando em câmera lenta como num ritual de guerra. mas era de paz que tratavam. suavemente cantavam. nossos olhos olhavam molhavam lavavam a alma a sala a água descendo as escadas do teatro e inundando a secura da cidade de São Paulo. eram cânticos de louvor ao trabalho ao suor aos avós eram modas e modos de amor à vida à família e à terra. de respeito e reconhecimento à memória de quem fez de quem faz cada dia e deixa sua caligrafia amorosa na areia da história.

2 … Lembravam pássaros batendo asas uma luta de sumô delicada uma festa de acasalamento uns passos de reggae um teatro nô uma ciranda leve. a ousadia de querer e o risco de tentar. parecia que eles iam se jogar. dos morros dos sonhos de onde nem sei. do alto do abismo de ser. a queda pra dentro pro centro da vida. num salto quase acrobático. o ritmo íntimo a pulsação decidida. a banda tocava na medida precisa da intensidade sentida. a batida da canção do sertão do Brasil do Japão. o boi o cordel o hai kai. Bowie Caymmi Gonzagão. Londres samurai Maranhão. o coração da mistura. a bravura que move era love era amor no idioma que for. the world is one o mundo é um. a verdade cria a rima. o som as vozes e o silêncio em harmonia. a sinfonia interior. em sintonia com o amor.

3 … Um sentimento percorrendo o tempo. o que não esqueço nem lembro. O que sempre tive e ainda tenho. o desejo ancestral. o real. o corpo reaprendendo o movimento transcendendo. a correnteza de dentro o nascimento dos rios a música levando-nos despindo-nos nós nus de emoção. a inserção num momento maior. o pé desenhando caminhos no chão a mão lapidando belezas no ar o vento o fogo a terra o mar. a comunhão. parecia um feitiço. eu não sei se era isso que havia nem sei mesmo se de fato aconteceu. mas eu ouvia quase via era nítida a sensação. as ondas as luzes o compartilhamento do alimento físico artístico. a doação.

4 … Havia esperança no ar um incenso de alegria uma poeira densa de poesia uma camada de magia a neblina fina da ilusão. o encantamento raro de quem comove porque toca o ponto chave onde o humano ainda é pleno de paixão. eu nem sei se eram elas se era eu se eles estavam lá ou o que será que aconteceu. talvez tenha sido apenas um grupo em absoluto delírio o rascunho de um grande projeto o ensaio de um sonho coletivo. mas havia algo ali, sim, e nós ainda sentimos a emoção. foi tão bom que até parecia imaginação. Arte… Verdade… Viagem… fomos seduzidos abduzidos para outra dimensão. ou não… estivemos ali todo o tempo e fomos, por um momento, o que somos e há muito esquecemos. por medo, egoísmo e repressão. tudo de bom que podemos ser e viver, quando escolhemos. encantaria encantamento encantação.

KINJO, O CD >>> Na definição do próprio autor, o cd “é movido por uma utopia musical e sócio-pessoal na busca de um bem viver comum. Ele parte da imaginação sobre nossas raízes, sempre transculturais, mas ligadas ao presente e ao passado do mundo e da terra, para uma música que seja ao mesmo tempo antropofagicamente ancestral e contemporânea”. Não deixe de ouvir esse cd repleto de brasilidades e belezas várias misturadas. AQUI você acessa o cd na íntegra. Vitoru lançará em breve o clipe de uma linda canção inédita que apresentou no show, em defesa da despoluição do Rio Tietê. Aguardemos.

 

 

… … …

15ª FLIP

… … …

A 15ª Festa Literária Internacional de Paraty tem Lima Barreto como autor homenageado e, nesta edição, ocupa o entorno da Praça da Matriz, onde acontecerão as mesas literárias do programa principal, reunindo os maiores nomes da literatura nacional e internacional (os encontros serão exibidas pelo telão no Auditório da Praça, com 700 lugares cobertos e gratuitos).

No mesmo espaço ocorrerão as mesas do Flip-Flipinha, agregando autores do programa principal com o programa educativo. A Praça da Matriz será o espaço de leituras e meditações, de onde sairão os cortejos literários dos autores pelo Centro Histórico de Paraty. As árvores da Praça, como nos anos anteriores, estarão ocupadas pelos Pés de livros, com leituras feitas pelos mediadores de leitura do curso de Formação da Flip.

Na Casa da Cultura acontecem, ainda, as mesas da Flipinha (formação de leitores) e o programa da FlipZona (cultura, educação e tecnologia para o jovem nas plataformas digitais) e da Flip+ (teatro, música, cinema, literatura), como a exposição do Museu da Língua Portuguesa. Todos os eventos são gratuitos. O programa se completa com debates, exposições e lançamentos. Veja aqui a programação completa. Mais informações no site Flip.org.br

NAVEGAR NOITES MUSICAIS >>> Festival em Paraty traz três ótimos shows de jovens cantores e compositores: Daniel Medina (quinta – dia 27), Felipe Antunes (sexta – dia 28) e Luiz Gabriel Lopes (sábado – dia 29), com discotecagem de DiMangaba (todos os dias). Na Casa do Papel, na Flip, às 21h30, com entrada franca. Ouça e saiba mais sobre eles:

DANIEL MEDINA >>> Músico e ator cearense, atuou e compôs trilhas para espetáculos teatrais. Prepara seu primeiro disco, ‘Evoé’. Dele, ouça também ‘Onde estivemos todo esse tempo?’, ‘Nós ao Vivo’ e ‘Lágrima de Índio’.

FELIPE ANTUNES >>> Músico, compositor e escritor paulistano, lançou três discos com a banda Vitrola Sintética. Lâmina é seu primeiro álbum solo. Não deixe de ouvir ‘Esse moço’ e ‘Vai por mim’.

LUIZ GABRIEL LOPES >>> Compositor mineiro, membro das bandas Graveola e TiãoDuá, já lançou os cds ‘Passando Portas’ e ‘O fazedor de rios’. Agora prepara ‘Mana’, com participação de Mauricio Pereira e Ceumar.

DESCULPE, ME AFOGUEI >>> Estreia no Brasil, nesta FLIP, o curta de animação “Desculpe, me afoguei”, sobre o drama dos refugiados sírios. O filme é uma produção da organização humanitária Médicos Sem fronteiras (MSF) em colaboração com o estúdio libanês Kawakeb e fala diretamente do caso dos sírios que tentaram chegar à Europa, fugindo da guerra que desde 2011 exilou quase 5 milhões de pessoas. A rejeição experimentada por eles, porém, se repete em outras regiões, no mar e em terra. Muitos países deixaram de lado sua obrigação de oferecer proteção e assistência a quem foge de conflitos, perseguição e violência. Em vez disso, construíram muros e barreiras.

O curta é inspirado em uma carta supostamente encontrada no corpo de uma das muitas pessoas que se afogaram no Mediterrâneo, vítimas da política cínica que prevalece em nossos dias. Embora ninguém confirme a veracidade da carta, o que ela descreve é real e essa realidade é inaceitável. Desde 2015, mais de 55 mil pessoas foram resgatadas por MSF no Mediterrâneo. O curta (6,35 min) será exibido ao ar livre, com o uso de uma bicicleta multimídia equipada com projetor. Na quinta-feira, dia 27, às 18h30, 19h e 19h30 na fachada da Casa da Cultura e às 20h45 e 21h na rua da Cadeia. Na sexta-feira, dia 28, às 18h30, 18h45, 20h45 e 21h na rua da Cadeia.

 

 

… … …

ADEMIRO ALVES,
O ‘SACOLINHA’

… … …

Com a intenção de ocupar o espaço público, principalmente as áreas abandonadas da periferia, Ademiro Alves, o Sacolinha, pôs em prática seu projeto “Literatura e Paisagismo- Revitalizando a Quebrada” no bairro Jardim Revista, em Suzano. Ele escolhe paredes sujas em locais degradados e as limpa, pinta, pagando a um grafiteiro para escrever trechos de seus poemas, ao lado de desenhos, procurando interagir com o espaço. Às vezes, até planta uma árvore. O trabalho deve se estender também ao bairro Miguel Badra. Foi a forma que esse escritor e participante ativo de saraus encontrou para inserir a literatura no cotidiano da periferia. Após tomar conhecimento de seu belo trabalho, li suas entrevistas e separei algumas frases (clique nas fotos para ler melhor os textos pintados):

“Quando a pessoa passa na viela sem lixo, mas com cor, os olhos agradecem por ver aquilo. Tem gente que nunca foi à biblioteca, mas está lendo os poemas. A literatura no muro é algo novo. É provocar as pessoas a pensar sobre a humanidade, sobre o pensamento humano”.

“O pessoal costuma tirar foto, isso significa orgulho para o bairro. Se (antes) não tirava foto, é porque não tinha autoestima. Um morador disse que a imprensa só vinha cobrir a criminalidade e agora vem por uma causa melhor”.

“Todo o trabalho é feito sem subsídio ou patrocínio. Se eu vendo R$500 de livros no mês, R$250 vão para o projeto”.

“A gente se preocupa muito em malhar o corpo e às vezes esquece de malhar a mente. Os olhos veem cor no bairro, não só o cinza”.

“Quando comecei o projeto, alguns vizinhos passaram a limpar suas calçadas, tirar o mato, para ficar mais bonito. O pessoal começa a ter uma sensação de pertencimento”.

“A melhor paga que recebi da população foi quando estava capinando atrás do ponto de ônibus e aí chegou um senhor e disse: ‘Você está de parabéns, viu. Muito obrigado!’. Eu capinando ali e uma lágrima escorreu. Caramba, isso é uma boa paga”.

Ademiro Alves, o Sacolinha, tem sete livros publicados: “85 Letras e um Disparo” (2007); “Graduado em Marginalidade” (2009); “Estação Terminal” (2010); “Peripécias de Minha Infância” (2010); “Manteiga de Cacau” (2012); “Como a Água do Rio” (2013); e “Brechó, Meia-Noite e Fantasia” (2016). Metade do valor de venda vai para o projeto. Uma das intervenções foi feita pelo grafiteiro Raça. Todas as outras são de Todyone. Se você quiser colaborar com o projeto, entre em contato pelo e-mail sacolagraduado@gmail.com

 

 

… … …

NA LOJA DE
INSTRUMENTOS MUSICAIS

… … …

Essa é puro besteirol: um amigo músico postou nas redes sociais e eu achei divertido replicar aqui. Um vendedor de instrumentos foi anotando (e coletando com colegas) os pedidos mais esquisitos que os músicos amadores (e profissionais) lhe fizeram na loja ao longo dos anos. Claro que os músicos vão achar mais graça, por conhecer a maioria dos termos. Mas não é preciso ser músico pra rir do violão Gianecchini (ao invés de Giannini) ou da guitarra Mel Gibson (pode isso, Arnaldo?). Mas deve ser um metaleiro muito louco o cara que pediu um ‘decaptador’ para sua guitarra. Tadinha dela, gente… (cliquem no cartaz para ler melhor)

 

 

… … …

SARAU DA MARIA
VEM AÍ

… … …

No dia 5 de agosto, sábado, a partir das 19h30, acontece mais um Sarau da Maria. Vai ter palco aberto, claro, e alguns convidados muito especiais. Na parte musical, as cantoras Anna Bueno e Susie Mathias. Na poesia, Maria Giulia Pinheiro e Rafael Carnevalli. E o escritor Oswhaldo Rosa lança dois livros num só: “O Domador de Cometas” (poesia) e “A Bomba que Falta” (contos). No post de quinta-feira que vem, eu falo melhor de cada um deles. O evento será no Clube Vila Maria, à rua Profa. Maria José Barone Fernandes, 483. Entrada R$8. Apareça!

 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a agenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras em negrito para acessar os links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

Até 3 de setembro … Exposição #éssepê [fotografias de Tiago Queiroz] … Com curadoria de Marcello Vitorino, o fotógrafo Tiago Queiroz, do Estadão, apresenta conjunto de onze imagens em preto e branco produzidas durante suas andanças pela cidade de SP, utilizando um aparelho celular. Na Casavitorino, à rua dom Antonio de Melo, 114. A entrada é franca, mas as visitas precisam ser agendadas pelo e-mail casavitorinofoto@gmail.com

… … …

Até 30 de julho … Mostra ‘O Homem que caiu na Terra’ … Mostra celebra os trabalhos de David Bowie no cinema. São mais de vinte filmes com participação do ícone da cultura pop, além de debates e oficinas. Ingressos a R$4 e R$2. Na Caixa Cultural Rio de Janeiro, à av. Almirante Barroso, 25, no centro do Rio. Veja AQUI a programação completa.

… … …

Até 30 de julho – Sexta-feira, sábado e domingo – 28, 19 e 30 de julho … O Meu Lado Homem – um cabaré de escárnio … Espetáculo musical inspirado na obra obscena Cartas de um Sedutor, da premiada escritora Hilda Hist. Sápata Magáli (interpretada pelo ótimo Luís Mármora), personagem de sexo indefinido, é apresentadora de um cabaré mínimo. Acompanhada pelos músicos Lincoln Antonio (piano e violão) e Simone Julian (sopros), relembra fatos de sua vida, canta e permite à plateia um passeio pelo seu coração. A cada noite, um artista convidado será a inspiração dos sonhos de Sápata. Sexta e sábado (21h) e domingo (19h). Ingressos a R$20 e R$10. No Teatro João Caetano, à rua Borges Lagoa, 650, perto do metrô Santa Cruz.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – das 18h às 22h … Rockambole on STAGE … Segunda edição do projeto traz três bandas. Medulla toca o disco “Deus e o Átomo”, Magnólia lança o single “Entropia” e Concha mostra o cd “Camaleão”. Ingressos a R$20. No Teatro Adamastor, à av. Monteiro Lobato, 734, em Guarulhos.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 19h … Mulher, Negra, Viva: troca de experiências sobre ser negra em SP … Roda de conversa dá continuidade ao #JulhoDasPretas na parceria entre a Marcha das Mulheres Negras de SP e a Casa 1. Na rua Condessa de São Joaquim, 277, no Bixiga.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 19h … 18º Encontrão ZL Cultura – Apresentação 2º Edital Fomento Perifa … Encontro para apresentar os propósitos dos diversos coletivos periféricos, tirar dúvidas sobre o edital e fortalecer suas ações culturais. Na Okupação Cultural Coragem, à rua Vicente Avelar, 53 – Cohab II – Itaquera.
… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 20h … Craca e Dani Nega no Itaú Cultural – Show de Lançamento do Clipe … A dupla vencedora do Prêmio da Música Brasileira (melhor álbum de música eletrônica) faz show de lançamento do primeiro clipe, “Papo Reto”, dirigido por Day Rodrigues, com participação de Roberta Estrela D’Alva, Preta Rara e atrizes dos coletivos negros de teatro de SP. Segunda a dupla, ‘é uma música em homenagem à todas as mulheres, um grito contra toda e qualquer forma de opressão, um papo reto que fortalece a luta pelo protagonismo feminino negro’. No show, presença da banda Dispositivo Tralha: Gil Duarte Mokõi Ygarussu, Arnaldo Nardo, Jovem Palerosi e Eloiza Paixao. Na avenida Paulista, 149.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 20h … Encontro de Expressões … Concorrido sarau organizado por Cale Narman na ZN. Microfone e espaço aberto para todas as artes. Entrada franca. No Grão Espresso, à rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 20h … Leo Cavalcanti no Loki Bicho … Ouçam que linda essa canção do Leo, jovem cantor e compositor (filho do grande Péricles Cavalcanti) que se apresenta acompanhado por Bruno Serroni. Entrada R$20. Na rua Chácara do Carvalho, 109.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 20h … QuintaAsOito Com: Tula Pilar e Convidados … Tula Pilar apresenta o show ‘Sou uma Carolina’, em comemoração ao dia da Mulher Negra Afro Caribenha. Com a Banda Raizarte e os convidados: Naldo Reggae, Geraldo Magela do Brasil, Jessé Siqueira, Pedro Lucas, Dandara Pilar, Andrezão, Projeto Ori Quilombo, Zá e Clarianas. Exibição do filme ‘Carolina, o filme’ e bate-papo com a diretora Camilla Lima. No Espaço Clariô, à rua Santa Luzia, 96, em Taboão da Serra.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 21h … Paulo Monarco no Teatro da Rotina … Cantor e compositor mostra parcerias inéditas feitas com Marcelo Jeneci, Romulo Fróes, Totonho (& Os Cabra), César Lacerda, Bruno Batista e Achiles. E mais as lindas canções do cd Dois Tempos de Um Lugar, dele com Dandara (de quem falei AQUI ), além de outras já gravadas por Aíla, Duda Brack e Dulce Quental. No aconchegante espaço que abriga um grupo de teatro e sempre abre suas portas para shows de artistas alternativos: Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912.

… … …

Quinta-feira – 27 de julho – 21h … Thalita & Cleyton – Afro-Sambas … Dupla Cleyton Fernandes e Thalita apresenta onze afrossambas, do célebre disco de 1966, composto e gravado por Baden Powell e Vinicius de Morais. Os arranjos, do violonista Paulo Bellinati, dão nova roupagem às músicas. Ingressos a R$55. No Tupi or not Tupi, à rua Fidalga, 360.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 18h … Arraiá da Sexta no Instituto Sarath … Apresentação do Trilha Trio: violino, percussão e violão trilhando caminhos e viajando pelas culturas do Brasil. Entrada a R$10 e R$15. Na rua Humberto I, 183, na Vila Mariana.
… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 18h … Lê Guedes & Paulo Miranda na Carauari … Dupla apresenta seu repertório eclético. Lê vem com Gonzagão, Zé Ramalho, Alceu, Caetano, Raul e Zeca Baleiro. Paulo mostra suas influências de bossanova, choro, baião, samba e jazz. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 19h … Sarau das Águas … Sarau faz homenagem ao professor Antonio Braga. Com palco aberto e o músico Fernandes. No Espaço Formação, à rua Cambuci do Vale, 109, na Cidade Dutra.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 19h … Duo Pê Éfe no Quinto Pecado Café Bistrô … Filó Silva e Pedro Milanesi Lopes trazem arranjos inovadores para músicas que vão desde os anos 60 (Benjor, Elis e Tincoãs), 70 (Gil, Caetano, Alceu e Melodia), entrando nos 80 (Paralamas e Cazuza), 90 (Chico Science e Cassia Eller) até canções de Céu, Metá Metá e Los Hermanos. Entrada R$15. Na rua Coronel Artur de Godoi, 12, na Vila Mariana.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 19h30 … Slam da Guilhermina / Julho de 2017 … O evento é dividido em dois momentos: Roda Livre e Slam. No primeiro, todos podem declamar, cantar, falar textos autorais ou não. No segundo acontece o Slam, que tem característica competitiva. O coletivo Slam da Guilhermina é formado por Emerson Alcalde, Uilian Chapéu, Cristina Assunção e Rodrigo Motta. A batalha de poesias faladas, acontece desde fevereiro de 2012 na ZL, ao lado do Metrô Guilhermina-Esperança, sempre nas últimas sextas-feiras do mês.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 20h … Master Class – Cristina Amaral – Montagem Cinematográfica … Formada no Curso de Cinema da ECA, Cristina Amaral encerra o “1º Encontro Empoderadas: Mulheres Negras no Audiovisual”, com a aula “Montagem cinematográfica”. Com Andrea Tonacci, coordena a produtora Extrema Produção Arti´stica. Entrada franca. Na Aparelha Luzia, à rua Apa, 78.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 20h … Sarau na Quebrada … Nesta edição do sarau tem exibição de curtas, música autoral, sorteio de livros e intervenções. Microfone aberto. No Bar Sarau na Quebrada, à rua Galileia, 131, em Santo André.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 20h … Workshop de Cantos de Umbanda em Coro – 1o. encontro … Canto coral para a Bbm-aventurança com cantos tradicionais da Umbanda, com a educadora musical, regente coral e mestre em Musicologia Elisabet Just. Os sete encontros, sempre às sextas-feiras das 20h às 22h, terão como base as práticas de Umbanda do Instituto ARCA (rua Debret, 26A – sobreloja). Mais informações pelo e-mail elisabet.just@hotmail

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 20h … Aurora Ao Vivo apresenta: Jardins de Mandala e Caraná … Show com as bandas Jardins de Mandala (power trio psicodélico) e Caraná (quinteto que mistura baião, samba e rock). Entrada R$10. Noa rua João Moura, 503, sala 12.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 20h … Stereotupi no Sesc Vila Mariana – Lançamento do EP Cobra Coral … Banda lança seu primeiro ep, Cobra Coral, alternando música e oralidade com referências de trip hop, carimbó, psicodelia, ragga e pontos afro-indígenas brasileiros. Com Caco Pontes (voz, violão e efeitos), Denis Lisboa (bateria e percussão), Gustavo Cabelo (guitarra), Igor Medeiros (sintetizador e samples) e Paula Klein Flecha Dourada (voz). Participação de Adriana Aragão, Jonathan Silva e Rodrigo Ogi. Na rua Pelotas, 141, perto do metrô Ana Rosa.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 21h … Laboratório Ganjah Dudaíra … Show com Duda Brack e Daíra, cantoras da nova geração da mpb. Gaúcha radicada no Rio, Duda mostra as músicas de seu cd “É”. Daíra antecipa as canções de “Amar e Mudar as Coisas”, álbum que lança ainda este ano com releituras de Belchior. Ingressos a R$10 e R$20. Na rua do Rezende, 76, no Rio de Janeiro.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 21h … Música no foyer – A voz do violão … Aninha Ferrini e Wellington Silva apresentam um show composto por canções de Guinga, Paulo César Pinheiro, Dori Caymmi, Baden Powell, Chico Saraiva e Heitor Villa-Lobos. O duo conta com a participação especial do clarinetista André Fajersztajn. Os músicos têm em comum o interesse na pesquisa, arranjos e interpretação de peças de grandes compositores do cancioneiro popular, para explorar as mais diversas possibilidades rítmicas, harmônicas, melódicas e estruturais presentes na música brasileira. No Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, à av. Pedro Alvares Cabral, s/n, portão 2, no Parque Ibirapuera.

 

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 21h … Sará o Quê? … “Sará o quê?” são shows, projeções de filmes e saraus promovidos pelo cineasta Sérgio Roizenblit (O Milagre de Santa Luzia) com o apoio da produtora Geórgia Gugliotta e dos músicos Caito Marcondes, Dante Ozzetti e Patrícia Bastos. Na Viração Filmes, à rua Cristiano Viana, 1430. Com comidinhas e bebidinhas, a colaboração é na base do ‘pague o quanto acha que vale/pode’. Nesta edição, apresentações de Arthur Nogueira, Filipe Massumi e Zé Manoel. Ouça e saiba um pouco sobre cada um deles:

ARTHUR NOGUEIRA >>> Cantor, compositor e violonista. Interessado nos cruzamentos entre poesia e canção popular, lançou os álbuns “Mundano” (2009), “Sem Medo Nem Esperança” (2015) e “Presente (Antonio Cicero 70)”, em comemoração aos 70 anos do poeta carioca, seu principal parceiro. Tem canções interpretadas por Gal Costa, Cida Moreira e Ana Carolina.

FILIPE MASSUMI >>> Cantor, compositor e violoncelista. Foi diretor musical do Teatro Oficina e participou, como instrumentista, de shows de Junio Barreto, Ná Ozzetti e Zé Miguel Wisnik. Como músico e arranjador, integra projetos das cantoras Laura Diaz e Suzana Salles. Concebeu, com o dj Propulse, a trilha sonora do filme “Travessia”, de João Gabriel.

ZÉ MANOEL >>> Cantor, compositor e pianista. Lançou os cds “Zé Manoel” (2012) e “Canção e Silêncio” (2015), além do livro-cd infantil “O Inventor do Sorriso”, com o escritor Walther Moreira Santos. “Delírio de um Romance a Céu Aberto”, seu álbum premiado no Prêmio da Música Brasileira, reúne composições de Zé e parceiros nas vozes de Elba, Amelinha e vários artistas.

 

 

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – 21h30 … Landscapes – Música e Poesia – Benjamim Taubkin e Natália Barros … Projeto propõe criar paisagens sonoras ao vivo, a partir do encantamento provocado pelo encontro do repertório de diferentes artistas, estimulados pelo acaso e pela conexão entre texto, som e atuação. Benjamim Taubkin, Sérgio Reze e Ricardo Herz serão responsáveis pelas músicas, e Natália Barros, Marília Garcia e Roberta Estrela D’Alva pela poesia. Ingressos a R$55. No Tupi or not Tupi, à rua Fidalga, 360, na Vila Madalena.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – das 22h às 3h … Pink Floyd Experience BR – Casa Amarela Pub … Banda paulista formada em 2010 homenageia o Pink Floyd e apresenta o trabalho autoral de seus integrantes: Philipe Antunes (voz, guitarra, violão), Samuel Denicol (baixo e samplers), Anderson Vilar (bateria e percussão), Wilton Carvalho (sax, violão e guitarra) e Graciana Camacho (backing vocal). Participação especial de Carlos Beetz (teclados). Na rua dr. Mariano J. M. Ferraz, 96, em Osasco.

… … …

Sexta-feira – 28 de julho – das 23h às 2h … Forró Vem Vindo – no Al Janiah … O Forró Vem Vindo traz seu som balançado, embebido na fonte dos forrós instrumentais: Sivuca, Hermeto, Dominguinhos, Luis Gonzaga, Jackson do pandeiro e outros célebres compositores. Com Guilherme Kafé (voz, violão e baixo elétrico), Ed Woiski (guitarra), Ivan Banho e Ariel Coelho (percussões) e Pedro Henning (bateria). Na rua Rui Barbosa, 269, no Bixiga.

… … …

Sábado e domingo – 29 e 30 de julho – 12h … Lançamento – Fera Neném … Formada em 2014 por Gustavo Cabelo (baixo e voz), Lia Biserra (voz), Pedro Gongon (bateria e voz) e Peri Pane (guitarra e voz), a banda lança o álbum homônimo “Fera Neném”, com repertório autoral. Participação das cantoras Suzana Salles e Iara Rennó e do cantor Danislau, do grupo Porcas Borboletas. Ingressos de R$6 a R$20. No Sesc Belenzinho, à rua Padre Adelino, 1000.

… … …

Sábado – 29 de julho – 15h … Bodegaia da Pompeia – com o Música da Gema … A feijoada deliciosa do mestre Manoel Gaia, acompanhada pela mpb de primeira do Música da Gema: Luiz Cláudio de Santos (voz e violão), Zé Vital (voz e percussão) e Peri Oliveira (pandeiro). Couvert R$6. Na rua República Argentina, 80, em Santos.

… … …

Sábado – 29 de julho – 15h30 … Pré-Lançamento – Escalpo, de Ronaldo Bressane – em Paraty … O autor mergulha sua prosa num universo que mescla o marginal e o pop: Ian Negromonte é um quadrinista gaúcho decadente em crise pós-separação que, em meio às manifestações políticas de 2015, cruza com Miguel Ángel Flores, escritor chileno fugitivo da ditadura de Pinochet. O encontro os leva a uma longa e inusitada jornada por diversas cidades da América do Sul, incluindo Paraty. ‘Escalpo’ tem cenas permeadas de crueldade e suspense. Na Casa Sesc, à rua Santa Rita, na Flip, em Paraty.

… … …

Sábado – 29 de julho – 16h30 … SESC apresenta: Picanha de Chernobill … Banda formada por Matheus Mendes (voz e contra-baixo), Chico Rigo (segunda voz, guitarra) e Leonardo Ratão (bateria e percussão) apresenta as canções dos seus três discos cds, além de algumas inéditas. No Sesc Parque Dom Pedro II, à praça São Vito, s/nº, no Brás.

 

… … …

Sábado – 29 de julho – 17h … Sarau Poesia é da hora – na estrada (Paraty) … ‘Poesia é da hora – na estrada’ é mais um projeto do coletivo ‘Poesia é da hora’ que tem o intuito de realizar saraus esporádicos fora da cidade de SP. Poetas do Tietê e Coletivo Autônomo dos Trabalhadores Sociais são os convidados especiais deste evento em Paraty-RJ. Na programação:
16h30 – Concentração dos poetas, músicos, ativistas na Rua José do Patrocínio, 235 (centro).
16h40 – Início do cortejo poético com caminhada até Rua do Comércio, 46 (Estande da Editora Futurama), com leitura de poesias, panfletagens e música.
17h – Inicia-se o sarau no estande da editora com microfone aberto.
18h – Recital poético dos autores da antologia da editora Futurama.
19h – Poesias curtinhas para encerrar (só frases ou versos curtos)
19h30 – Encerramento

Além do sarau ‘Poesia é da hora – na estrada’, o coletivo realiza: saraus com o povo de rua em centros de acolhida e ocupações de resistência (há mais de cinco anos); sarau kids (com molecada das escolas públicas); boletim Poesia é da Hora (que é transmitido todo domingo às 11h40 através da rádio Cantareira Fm), Canal Poesia é da Hora (vídeos dos saraus e eventos), projeto Suing de Maloqueiro, que acontece duas vezes ao ano, levando alguma arte do povo de rua (música, literatura ou artes manuais) para dentro de centros culturais da cidade.

 

… … …

Sábado – 29 de julho – 17h … Violada SP recebe Rodrigo Caçapa … A Violada é um circuito autoral onde violeiros e violeiras apresentam ao público suas composições cantadas e instrumentais. Nesta edição, o violeiro e compositor Rodrigo Caçapa faz show com sua viola dinâmica e seus ponteados nordestinos e siderais. O músico lançou o cd “Elefantes na Rua Nova” e atualmente desenvolve o projeto “O Coco-Rojão e as Violas Eletrodinâmicas: Pesquisa e Criação” aprovado no edital Rumos Itaú Cultural. Na Casa Mora Mundo, à rua Barra Funda, 391.

… … …

Sábado – 29 de julho – 17h … Homenagem a Ernesto Nazareth … O Duo Sai Conde e Guilherme Lamas lança na Fazenda Pereiras o disco “O Alvorecer” em homenagem ao grande pianista e compositor Ernesto Nazareth. O repertório inclui músicas que são pouco conhecidas do grande público. No programa, feira de orgânicos (17h), concerto (18h) e jantar (19h30). Há a possibilidade de hospedagem na fazenda. Informe-se pelo e-mail eventosfazendapereiras@gmail.com

… … …

Sábado – 29 de julho – 18h … Sarau Perifatividade no Círculo de Cultura … Coletivo Perifatividade atua na região do Ipiranga promovendo saraus com música, opinião, leitura, educação popular e defesa dos direitos humanos. Nesta edição, lançamento do livro “Luz e Som”, do poeta Cláudio Laureatti e outros convidados (clique no cartaz para ler melhor). Com palco aberto, na rua doutor Benedito Tolosa, 729, no Parque Bristol.

… … …

Sábado – 29 de julho – 18h30 … Pink e o Cérebro – Pink Floyd Tributo na Arena Cervejar … O melhor de todas as fases do Pink Floyd com cervejas artesanais especiais. Na rua Mourato Coelho, 972, na Vila Madalena.

… … …

Sábado – 29 de julho – 19h … 40º. Sarau dos Conversadores … Sarau acontece todo último sábado de cada mês. Nesta edição, o cantor e compositor Flávio Lima divulga o cd “Txá” e o cantor e poeta Aldy Carvalho se apresenta com o violinista Bá. Presença da poeta Tayná Sena, do rapper Americano Fiduhenrique e do poeta cordelista Varneci Nascimento. Com palco aberto, sorteio de livros e cds e a participação d’Os Conversadores, Edson Tobinaga e Cacá Mendes, com sua música e poesia. Na Livraria da Vila, à alameda Lorena, 1731. Entrada franca.

… … …

Sábado – 29 de julho – das 19h às 4h … Festa Julina – Casa Clam … Festa com shows (Tão São Quanto Francisco, Pé de Bananeira e As Despejadas), exposições (Alexandre G. Vilas Boas, Julia Fischer e Acsah Lírio), discotecagem (Luja Madalena, Cesário Lima e Renata Barbosa). E mais: bebidinhas, comidinhas, agitos e palco aberto pra quem chegar. Entrada R$5 até 21h (após, R$10). Na Casa Clam, à av. Rotary, 98, em Guarulhos.

… … …

Sábado – 29 de julho – 19h30 … Meu Aniversário. Mon Anniversaire. Mein Geburtstag. My Birthday … A cantora Carô de Oliveira comemora aniversário com show. No repertório, canções de seu primeiro cd (em fase de produção), parcerias com Bráu Mendonça, Nelson Roberto de Oliveira, Valdir Dafonseca , Lu Sousa, Elô Ribeiro, Nando Távora, Wellington Faria e Márcio Pereira, além de clássicos da mpb. Com Bráu Mendonça (violão), Fernando Salles (baixo), Evandro Neves (percussão) e participação de Nando Correia. Entrada vip para quem confirmar presença antecipadamente. Na Botica, à rua André Ampére, 215, no Brooklin.

… … …

Sábado – 29 de julho – 20h … Flying Chair – Lançamento do primeiro disco … O show (às 21h30) abrange desde novas composições até músicas como “Sonífera Ilha” (que Ciro Pessoa compôs quando era membro da banda Titãs), “Inundação de Amor” (composição que foi gravada pela Banda Ira! nos anos 90), e “Cabine C – Na Primavera” (uma ode à pioneira banda de pós-punk que Ciro fundou nos anos 80). A Flying Chair é formada por Ciro Pessoa (voz), Claudio Costa (guitarra/slide), Chico Marques (guitarra/backing vocal), Diego Basanelli (baixo/backing vocal) e Pedro Leo (bateria). No Estúdio Na Cena, à rua Dr.Jesuíno Maciel, 1859, no Campo Belo.

… … …

Sábado – 29 de julho – 20h … Karla da Silva convida Iara Rennó e Nega Duda … O projeto ‘Negra Melodia’ se inspira na canção de Jards Macaé (conhecida na voz de Itamar Assumpção), para celebrar a similaridade entre a música negra brasileira e a de outros ritmos do mundo. Para tanto, as três cantoras apresentam composições de artistas consagrados e autorais, passeando por samba, soul, rap, dub e blues. No Centro Cultural Vila Formosa, à av. Renata, 163.

… … …

Sábado – 29 de julho – 21h … Ian Ramil em SP – Teatro da Rotina … No show do cantor e compositor gaúcho as músicas dos cds Ian (2014) e Derivacivilização (2015), além de inéditas. Participação de Juliana Cortes e Helio Flanders. Ingressos a R$20 (antecipado) e R$40 (na hora). Na rua Augusta, 912.

… … …

Sábado – 29 de julho – 21h … Tarumã na Fábrica de Caleidoscópios … O grupo Tarumã é formado por Carlos Moreno, Alê Moreno, Marcelo Barum, Daniel Pessoa e Daniel Sanches. Com 26 anos de estrada, trazem no repertório muitas culturas e cantares. No quintal do Teatro Imaginário da Fábrica de Caleidoscópios, com participação do cantor (e anfitrião) Kleber Albuquerque. No repertório, claro que não vai faltar essa pérola aí do vídeo (ouça). Ingressos a R$20. Na rua Chá de Frade, 25, na Mooca.

… … …

Sábado – 29 de julho – 21h … Mauricio Pereira no Teatro de Bolso do IV Mundo … Pocket-show com as canções do sexto disco de Mauricio, “Pra Onde Que Eu Tava Indo”, e versões delicadas de músicas como Trovoa (minha preferida), Truques com Facas e outras. Com acompanhamento de Tonho Penhasco na guitarra. Na praça Jesuino Bandeira, 124, na Vila Romana.

… … …

Sábado – 29 de julho – 21h … Sábado com Krakatoa Trio … Noite de brasilidades com o trio interpretando clássicos do forró, xote, xaxado e baião. Couvert R$5. Na rua Tomazzo Ferrara, 291, no centro de Itaquera.

… … …

Sábado – 29 de julho – 21h … Sapo Kambô no Menino Muquito Bar … Sapo Kambô é um trio de música instrumental que utiliza bandolim, guitarras, contrabaixos, cavaquinho e teclado. Os músicos Chon, Giuliano del Sole e Bruno Rocha imprimem sua musicalidade ao mesmo tempo que uma bateria eletrônica convida o ouvinte para uma dança. Os samplers seguem a tendência da diversidade que a banda apresenta, com bases africanas, orientais e brasileiras. Na avenida Vila Ema, 5090, na ZL.

… … …

Sábado – 29 de julho – 23h … BRÉA Especial – Low Eyes comemora 8 anos de carreira … O projeto Bréa foca na música regional contemporânea brasileira: tudo o que se desenvolve no sentido de valorizar expressões regionais e nativas, seja em releituras ou em estéticas híbridas. Dentro desse espírito, o dj Low Eyes, que já teve bandas autorais, bandas covers e está nas pistas desde 2009, prepara sua mistura de estilos e brasilidades para comemorar oito anos de atividade. No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269, no Bixiga. Entrada R$10.

… … …

Domingo – 30 de julho – 13h … Domingo na Paulista – Corcel e Folk na Kombi … Tarde de folk na Paulista. Banda Corcel (formada por Andressa Fellini, Bárbara Hipólito, Fernanda Giocondo e Milena Tavares) se apresenta às 13h e o Folk na Kombi (Bezão, Jonavo e Felipe Camara), às 16h. Em frente ao Centro Cultural Fiesp, à aAvenida Paulista, 1313.

… … …

Domingo – 30 de julho – 13h … 40 anos de Punk Rock na Zona Norte … Apresentação das bandas Invasores de Cérebros, Lixomania, Juventude Maldita, Situation 9 e Sludge Hands. Na Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha< à rua Franklin do Amaral, 1575.

… … …

Domingo – 30 de julho – 15h … Sarau da Paulista completa 1 ano … Sarau organizado por Rubens Jardim (o Rubão), Cesar Augusto de Carvalho e Claudio Laureatti comemora um ano de poesia, amizade e troca de ideias. Ponto de encontro de poetas de várias gerações, seu objetivo é mostrar que ‘o lugar do poeta é onde possa inquietar e o lugar da poesia são todos os lugares’, lema da Catequese Poética, movimento cultural liderado por Lindolph Bell, nos anos 1960. Participavam, além de Bell, os poetas Rubens Jardim, Luiz Carlos Mattos, Iracy Gentilli, Jaa Torrano, Carlos Voigth, Ana Cristina de Mattos, Iosito Aguiar, Germinal de Amor, Aghy Camargo, Naire e Edson Roberto Santana, entre outros.

Recentemente, Rubão lançou o livro “50 Anos de Catequese Poética”, uma antologia para resgatar a história do grupo e as leituras públicas realizadas pelo movimento. Mesmo sob ditadura, eles ocupavam as ruas de São Paulo, com livros debaixo do braço, declamando e distribuindo poemas à população. Além do Sarau da Paulista, Rubão também utiliza as redes sociais pra disseminar a “Catequese Poética Eletrônica” e manter vivo o mesmo princípio que norteou o movimento: restabelecer o vínculo da poesia com a oralidade e reaproximar o poeta do povo. Desde 2011, divulga as mulheres poetas em seu blog www.rubensjardim.com

Parabéns ao Rubão e a todo o pessoal do Sarau da Paulista, pelas muitas iniciativas e pelo primeiro aniversário. O sarau tem palco aberto inclusive à outras linguagens: dança, circo, contação de história, música e artes plásticas. Participe, e vá lá para conhecer um pouco a poesia e as muitas histórias desses grandes poetas. Na av. Paulista, esquina com rua Peixoto Gomide.

 

… … …

Domingo – 30 de julho – 15h … Chama Poética – A Voz Do Violão … Duo A Voz do Violão se apresenta no projeto Chama Poética com seu repertório que revela as 5 vertentes da canção brasileira através do violão! Com AninhaFerrini (voz) e Wellington Silva (violão). Entre as canções, poemas declamados por Alberto Eloy e Fernanda De Almeida Prado. Entrada franca. Na Livraria Cultura, à av. Paulista, 2073.

… … …

Domingo – 30 de julho – 15h … DiscoteKombi #1 convida Projeto Radiola … Criado pelo coletivo Sarau do Vinil e pensado com o intuito de circular pela cidade o projeto DiscoteKombi busca a valorização da cultura do vinil e ‘tem a proposta de ocupar o espaço público para empoderamento sóciocultural’. A kombi vai estacionar na Vila Inglesa com os djs Itamar, Grilo e William, do Projeto Radiola, com muita música e discotecagem no Vinil, do hip hop ao samba. Em frente ao Empório Santa Breja (Adega), na rua Constantino Maroqui, 117, em Santo Amaro.

… … …

Domingo – 30 de julho – das 16h às 22h … Sarau Do Vale 28° Edição … Há mais de dois anos o sarau abre espaço na ZL para músicos, poetas, grafiteiros e quem mais chegar. Com campanha do agasalho, palco aberto e convidados. Nesta edição, com Yunei Rosa, Marcy Santos, Guilherme Maurelli, Sapo ZL, Letul e Fantasmas Vermelhos (ouça o clipe deles). Na rua Wladimir Cardoso, 4, Recanto Verde do Sol.

… … …

Domingo – 30 de julho – 18h … Baile do Padilha – Part. Suzana Salles e Bloco TodoMundo … Com duas entradas: a primeira de samba repleta de clássicos, como “Se Acaso Você Chegasse”, “Samba do Ziriguidum” e “Brasil Pandeiro”. A segunda com forró e marchinhas, como “Sabiá”, “Cintura Fina”, “Riacho do Navio” e vários outros sucessos. Entrada R$30. No Tupi or not Tupi, à rua Fidalga, 360, na Vila Madalena.

… … …

Domingo – 30 de julho – 19h … Forró na Padoka – Trio Angelim … Trio de forró pé-de-serra, com triangulo, zabumba e sanfona, faz a festa na Padoka com clássicos de Gonzagão, Dominguinhos e Trio Nordestino. Na praça Waldemar Bassis, 78, Jardim Brasília. Entrada franca.

… … …

Quarta-feira – 2 de agosto – 19h … Viegas – participação especial Karol de Souza e M. Sário … Cantor e compositor Viegas apresenta o show Alquimia Sonora, acompanhado pelo beat maker e guitarrista Nixon Silva e pelo percussionista Tyago Silva. Participam Msário e Karol de Souza. Entrada franca. No Centro Cultural Olido, à avenida São João, 473.

… … …

Quarta-feira – 2 de agosto – 19h30 … Comunidade do Conto … Coordenados pela Associação Cultural Literatura no Brasil, um grupo de escritores se reúne uma vez ao mês para discutir, escrever e estudar o gênero conto. Os contos são construídos em cima da discussão e do tema apresentado. “Depressão e síndrome do pânico: um olhar além dos rótulos” é o tema desta edição, com mediação da psicóloga e arteterapeuta de abordagem junguiana, Suzana Matsumoto. No Centro Cultural Francisco Carlos Moriconi, à rua Benjamin Constant, 682, em Suzano.

… … …

Quarta-feira – 2 de agosto – 21h … Gringa Music apresenta – Joana Reais – de Portugal … Cantora-atriz-performer, a portuguesa Joana interpreta as canções de seu cd “a Lisboa”, lançado em 2015. Com Leo Costa (violão), Marcos Paiva (contrabaixo) e Kabé Pinheiro (bateria). Entrada R$10. No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269, no Bixiga.

 

 

… … …

BOM FINDI A TODOS E
ATÉ A SEMANA QUE VEM!

… … …