Hoje você vai ouvir uma grande cantora entoando lindas canções daquelas que já não se fazem mais. Ou melhor, se fazem, sim. Daquelas lindas canções que já não se ouvem mais. Porque não tocam em lugar nenhum. Não tocam no rádio nem na tevê. Porque o jabá ladrão ocupou o lugar da nossa grande canção. Mas aqui você vai ouvir e se emocionar com melodias sutis febris de acelerar o coração. Com letras feitas de poesia, tesão e imaginação. Pra acender o sentimento, alertar o pensamento e acordar a razão. Obras de uns cabrabão como Conrado Pera, Achiles Neto, Bruno Batista, Zeca Baleiro e Paulo Monarco. Pérolas sonoras interpretadas cantadas e encantadas pela voz supravoz altavoz baitavoz belavoz alvavoz vivavoz de Dandara. Ela é ‘a cara’.

… …. ..

VÁRIAS DANDARAS

… … …

1 – O SHOW >>> TR3S (grafado assim mesmo) é o nome do show que acontece hoje (quinta-feira, 13 de julho) no Tupi or not Tupi, à rua Fidalga, 360, na Vila Madalena. Três artistas de gerações distintas se juntam. Celso Viáfora, cujos álbuns influenciaram a produção de Bruno Batista, cujas canções (de ambos), ofereceram material para a força interpretativa de Dandara. Revezando-se no palco e acompanhados de seus violões, as músicas de Bruno e Celso têm Dandara como vértice. Eu tava louco pra falar sobre Dandara na semana passada. Mas, ao ver que ela faria esse showzaço, guardei a vontade pra hoje. Então, já é. Vamos curtir Dandara agora. Lá no show e aqui:

2 – OS PARCEIROS >>> Era bela dela de Dandara a voz clara e cristalina costurando a delicada melodia de ‘Corte e Costura’, do compositor revelação da mpb, Conrado Pera. Foi assim, através dessa canção dele, que conheci o canto e a presença iluminada de Dandara. Lembro de Conrado sendo entrevistado num programa de tevê e dizendo: “ah… agora eu quero cantar com Dandara!”. Ele a chamou e ela cantou lindamente… Desde então, passei a acompanhar seus vídeos, discos e shows. Eu também já tinha conhecimento do enorme talento de Bruno Batista, por isso, não foi surpresa descobrir Dandara cantando em seu cd e valorizando ainda mais aquelas canções incríveis que ele faz (e seus belos videoclipes). Conrado, Bruno e Dandara são alguns dos muitos talentos da nova mpb, aquela música que o mundo venera e que não toca nas emissoras de rádio e tevê nacionais. Nossa grande arte boicotada pelo sistema corrupto e corruptor do suce$$$$o fácil, que veicula em sua programação diária, há alguns anos, cerca de 80% de canções de um único gênero musical (nem importa dizer qual). Mas aqui, neste espaço vivo e alternativo, a propina não tem vez e a diversidade reina soberana. As canções se impõem, por beleza e merecimento. Como essas que a Dandara canta aqui pra gente:

3 – AS CONJUNÇÕES >>> Nas minhas andanças pelos saraus, conheci o contador de causos e ativista cultural Eufra Modesto. Era 2015 (creio), e estávamos na programação do projeto Revelando São Paulo. Eu o acompanho pelas redes sociais, mas só tornei a vê-lo pessoalmente no ano passado, num show na Casa Mora Mundo. Papo vai, papo vem, soube que Eufra é pai de Dandara. As conjunções harmoniosas entre arte e vida seguem acontecendo: nesta semana, quando mandei menagem para Dandara, convidando-a para um Show da Maria (mais o Paulo Monarco), soube que ela está grávida e que mora atualmente em Zurique, cidade onde minha filha, a bailarina Carolina de Sá (fã de Dandara), desembarcou no domingo para uma temporada de danças e cursos. Eu e minha filha, Dandara e seu pai, Bruno e Conrado, Zurique, os saraus e a neném que está vindo aí… Somos elos felizes dessa corrente contente somos braços pernas e mentes de um movimento amplo somos vozes e instrumentos de mudança na dança da transformação. A arte que nos toca, nos une e que tanto amamos fazer é plena desse amor que move e aprimora tudo, cria encontros que parecem fortuitos, mas que juntam as mãos livres dos que querem melhorar o mundo. É esse amor que retorna pro artista e que o faz produzir mais, mesmo quando, às vezes, ele se veja sem ânimo, incentivo ou paz. Mesmo assim, a gente ama viver disso. E fazer isso. Pode nem dar grana, mas não há nada mais bonito!

4 – O PRÊMIO >>> Após alguns meses da criação deste blog, inventei um tal de ‘Grande Prêmio Arnaldo Afonso’ para escolher o melhor objeto artístico de 2015 (ver AQUI). Era só um mote bem-humorado pra elencar e elogiar grandes obras de artistas alternativos. O livro ‘A Puta’, de Marcia Barbieri, foi incontestavelmente eleito, por sua fúria, carga poética e linguagem (in)tensa, inquietante e inovadora. Marcia acaba de lançar ‘O Enterro do Lobo Branco’. Ainda não li, mas recomendo: ela é, sem dúvida alguma, uma das maiores escritoras do País. Se eu fosse realizar uma segunda edição do Prêmio, entre as belas obras que vi, li e ouvi no ano passado, escolheria o cd “Dois Tempos de um Lugar“, de Dandara e Paulo Monarco, como o melhor objeto artístico de 2016. Um cd de temas e questionamentos hipercontemporâneos, mas com qualidade e densidade poética e musical típica dos melhores discos de mpb dos anos 70. Ouça algumas canções do cd e leia (abaixo) o que escrevi sobre o talento de Dandara e Paulo Monarco. E sobre essa pequena obra-prima que eles criaram.

 

DOIS TEMPOS DE UM LUGAR

5 – MEU TEXTO SOBRE O CD >>> O humano na fronteira entre os mais ousados sonhos e amassado sob o peso de suas tacanhas limitações. O mistério de nunca saber e sempre querer descobrir, relacionar, ligar, religar, imaginar coisas, mundos, possibilidades. Nossas crenças frágeis, nossa religiosidade insustentável, o animal racional lutando contra o acaso, avançando contra seu próprio atraso e não admitindo admitir sua falta de sentido. Sua contradição de ser pensante e vivo, fadado à morte e ao limbo. Um dia tudo será só pó estelar, de onde vim, vieste, viemos e para quê? Para passar sem saber o porquê. Para viver, sentir, contemplar. Inventar e partir. Sem jamais aceitar que não deixaremos vestígio algum, além de rudimentares objetos, desenhos, vídeos e cds girando em naves vazias pelo cosmos. Um dos cds precisa ser este, de Dandara e Paulo Monarco, um arco amplo de nossas motivações iludidas. E lindas. As vozes, violões e canções que eu não ouvia desde os grandes discos dos anos 70. É música brasileira inteligente, adulta e triste. É música musical, autoral, melodiosa, raivosa e amorosa. Antes de tudo, talentosa. O ser humano é um conflitante e sensível animal. Tolo e apaixonante. Grandioso e admirável em sua pequenez e imperfeições. Tantos grandes livros já li sobre isso. Mas arrepia mais reaprender através de canções. Monarco e Dandara esculpiram na pedra bruta da dor de amar uma (des)encantada joia rara. ‘Dois tempos de um lugar’ é um temporal devastador. Atemporal, veio para sempre tocar. E nos tocar, retocar, ensinar. Tocar sem ter final. É o som da batida do coração (demasiado humano) ecoando no espaço sideral. All. All. All…

 

6 – A INSPIRAÇÃO >>> Pra terminar essa sequência infindável e merecida de loas, elogios e constatações da óbvia qualidade artística de Dandara, publico dois poemas que a audição do seu cd (com Monarco) me fez recordar. Enquanto ouvia essa joia musical, me vieram à mente esses dois textos, de Neruda e Gullar, que comentam sobre a finitude de nossa frágil condição humana. E sobre o amor que cultivamos e deixamos, nossa obra que fica para além de nós. É quando somos imortais.

Poema de Ferreira Gullar
Morte de Clarice Lispector
(do livro ‘Na Vertigem do Dia’)

Enquanto te enterravam no cemitério judeu
de São Francisco Xavier,
(e o clarão de teu olhar soterrado
resistindo ainda)
o táxi corria comigo à beira da Lagoa
na direção de Botafogo
as pedras e as nuvens e as árvores
no vento
mostravam alegremente
que não dependem de nós


Poema de Pablo Neruda
Canto XV
(do livro ‘Ainda’)

Nós, os perecíveis, tocamos metais,
vento, margens do oceano, pedras,
sabendo que continuarão, imóveis ou ardentes,
e eu fui descobrindo, nomeando todas as coisas:
foi meu destino amar e despedir-me.

 

.

… … …

IN’ROLLANDO STONES
NO SHOW DA MARIA

… … …

Finalmente chegou. É neste sábado que as pedras vão rolar: dia 15 de julho, tem In’rollando Stones no Show da Maria. A banda do Francisco Fanca (popularmente conhecido por Mick Jagger do Limão) virá com Carlinhos, Leite, Edmundo & Cia, tocando Stones, Beatles, Raul e rock nacional. E ainda tem o pocket-show de abertura com Toninho Rodrigues (do Lhamas) e Vanderlei Moraes (o Radumé) com clássicos do rock. No Clube Vila Maria. Entrada R$10 (renda revertida aos músicos).

FRANCISCO FANCA >>> Escrevi um texto comentando minha amizade com o Fanca (e nem falei da canção que fiz sobre ele, em 2003, olhem lá a data – clique nas imagens abaixo, para ler melhor a letra da música). Ficou assim:


Era 1980 e eu estava no festival do Colégio Paulo Egydio, na Vila Maria. Alguns amigos que hoje fazem o Sarau da Maria acontecer, também estavam por lá (cheios de espinhas no rosto). Eu, Oswaldo e Marici participávamos da banda do cantor baiano Edigar Mão Branca (de quem ja falei AQUI). Nós ganhamos o festival, ficamos felizes, bebemos pra chuchu e fizemos muitos amigos. Mas eu soube, décadas depois, que nesse mesmo dia, já poderia ter conhecido uma grande figura, de altíssimo astral e coração imenso, que só vim a conhecer em 1996, quando fui trabalhar no Estadão. Seu nome é Francisco Fanca e nossa velha e grande amizade poderia ter começado em 1980. Ele estava lá, nesse mesmo festival. Tocava num grupo chamado Sombra do Vento, cujo poético nome nunca esqueci. Hoje ele é o Mick Jagger do Limão, carinhoso apelido que ganhou, desde que realizou o sonho juvenil de montar uma banda e tocar os grandes rocks dos Stones. Não sei se é do rock, se é da alegria de cantar e fazer amigos ou se é da pureza da alma que ele tem. Mas o Fanca está cada vez mais jovem. Tenho a impressão de que, qualquer dia desses, vou encontrar com ele, ainda adolescente, num certo festival dos anos 80. Aí nós vamos ficar amigos antes do tempo, sorrir, fumar um, falar dos Stones e contar nossos planos de virar superstar. É amigo, véio… Acho que você já chegou lá. Neste findi, o Fanca vai comandar a festa e arrepiar a galera do Show da Maria. É o nosso Mick, vestindo sua fantasia e sendo quem ele quiser. E Fanque-se quem puder!


.

 

… … …

OS CABEÇAS ENFUMAÇADAS
SÃO MESMO “FODA!”

… … …

Na sexta-feira passada, enquanto eu trabalhava, vários amigos se deliciavam com a apresentação dos Cabeças Enfumaçadas, no Bar e Mercearia Carauari, na Vila Maria. Em meio às prateleiras de enlatados, o rock rolou pesado… Recebi mensagens de pessoas maravilhadas com a voz da Dani e com o som visceral, viajante e psicodélico que eles fazem (leia o que já escrevi sobre eles AQUI). O trio é formado por Daniela Neris (vocal, gaita e percussão), Ivan Cabeça (violão) e Luis Dias (guitarra solo). No repertório, clássicos de ícones do rock e da mpb: John Lennon, Bob Dylan, The Animals, Janis Joplin, Raul Seixas, Zé Ramalho e muitos outros. Pra quem não foi lá (como eu), deixo AQUI as fotos do Roberto Candido, o fotógrafo oficial dos saraus (e também dos shows de rock). Neste sábado, tem show dos Cabeças no Santa Sede:

Sábado – 15 de julho – das 20h às 4h … Cabeças Enfumaçadas … O guitarrista Ivan Cabeça e a cantora Daniela Neris comemoram niver com showzão no Santa Sede, à av. Luiz Dumont Villares, 2104, perto do metrô Parada Inglesa. Parabéns aos dois!

 

… … …

O QUE É QUE É QUE
A CASA AMARELA TEM?

… … …

Ela tem. Como diria o grande Dorival Caymmi, ‘tem graça como ninguém’. Fomos pra lá em tchurma, eu & meus best friends do Sarau da Maria: Cida, Kita, Helen, Verônica e Marici. Fazia meses que eu não aparecia. Estava com uma saudade doida e doída. Meu coração acelerou logo na entrada. Olhei de fora, respirei fundo e adentrei. Imediatamente senti que a magia continuava presente. No local, no chão, no ar, nos olhos, nos abraços, nas vozes que declamam, cantam, conversam e sorriem. Logo no começo do sarau já fiquei superemocionado simplesmente por estar ali, assistindo Selma Baia e o grupo Auá interpretando Baden e citando João Caetano. Como não marejar os olhos? Como não arrepiar a pele? Como não se sentir participando de algo maior e transformador? Como não se sentir em casa, acolhido e feliz, em meio a tantos artistas, amigos e irmãos? Esse sarau que o poeta Akira Yamasaki organiza e apresenta tem toda essa graça e mistério. E não sou só eu que afirmo. Vejam as lindas palavras que a escritora Adriana Aneli escreveu em seu blog (clique na imagem abaixo para ler melhor). Ela colocou foto de Akira e Sueli, citou Paulo D’Auria, falou de cinema e amizade, de táxi e cidades, de gente à procura. De gente à procura de gente. Falou da gente:

Desta edição, participaram como convidados a própria Adriana Aneli, o poeta Caetano Lagrasta Neto e o coletivo Poetas do Tietê. Além deles, o palco aberto teve músicos e poetas emocionantes. Tantos que nem vou citar (foram quase 7 horas de sarau). A Casa Amarela fica na rua Julião Pereira Machado, 7, em São Miguel Paulista. Se você nunca foi, te vira e vai no próximo. A gente sai de lá mais leve e sonhador. Enquanto isso, (clique nos nomes) e acompanhe um pouco da festa vendo as fotos tiradas pelo Luka Magalhães e pelo Carloz Torres (da Editora Essencial), que está com uma bela exposição no local. Leiam o que o Carloz escreveu sobre esse domingo:

“Quando entro na Casa Amarela a expectativa é a mesma. O inesperado canta seus atributos nas prosas, poesias e canções. Viajo naquela nave Amarela pelo cosmos, deslumbrado. Desta vez foi a presença poderosa do grupo Poetas dos Tietê. Admiráveis no vigor na palavra, manifestam a cidadania, a poesia, nossos direitos, nossas misérias, nossas glórias, nossas humanidades. Amo de coração. Peróla Negra com Arnaldo Afonso e o Ayrton Mugnaini Jr, coisa rara, deliciosa… Paulo Miranda você faz o amor ficar mais lindo nestas terras rugosas. E os poetas Mario Neves, Inês Santos, Akira Yamasaki, Celia Maria Ribeiro, quanta gente linda… O que me elevou para o alto e já voltei foram os elogios à minha exposição de fotos. Parabéns por esse domingo poético, queridos amigos da Casa Amarela”.

Ontem, feliz da vida, o Akira postou mais um poema de amor, amizade e admiração para essa sua nossa tão amada casa:

casa amarela

quantas canções, quantos poemas?
quantos sorrisos, quantas emoções?
quantas palavras cabem na casa amarela?

quanto afeto, quanta ternura?
quantos abraços, quantos sonhos?
quantos poetas cabem na casa amarela?

quanta resistência, quantas utopias?
quanto amor, quantas estrelas?
quantos amigos cabem na casa amarela?

 

.. … …

ARNALDO AFONSO (EU!)
NO ENCONTRO DE UTOPIAS

… … ..

Neste sábado, antes de ir ao Show da Maria sacudir o esqueleto (e algumas banhas) ao som dos Inrollando Stones, eu participo do Encontro de Utopias, um dos saraus mais legais de éssepê, organizado por Regina Tieko, Fábio Abramo, Cleusa Santo e Renato Pessoa. A todos eles, desde já, agradeço imensamente o convite (na semana que vem eu conto como foi). Sempre gosto de lembrar que o ‘Utopias’ grava as performances e as disponibiliza no youtube. Esses registros, de alta qualidade técnica, oferecem grande visibilidade aos artistas alternativos, o que lhes é sistematicamente negado pelo rádio, tv e mídias impressas. Portanto, ensaie bem e vá lá participar. Nesta edição, além do palco aberto e deste poeta e blogueiro que vos escreve, estarão presentes mais dois convidados. Um, é o compositor e instrumentista Yvison Pessoa, co-fundador e ex-integrante do Quinteto Branco e Preto. O outro, é Paulo Dantas, poeta e contador de ‘causos’. Neste 15 de julho, das 17h30 às 20h, no Centro Cultural São Paulo, à rua Vergueiro, 1000. Entrada franca.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a agenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras em negrito para acessar os links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

Até 16 de julho – 19h … Exposição Do Cinza à Cor – no Shopping Santana Parque … ‘Do Cinza à Cor’ apresenta fotografias em pb (de Fabio Brito) e a transformação dessas cenas em pinturas (de Marcos Farrell) para despertar a reflexão sobre a importância do amor entre o ser humano e o animal, principalmente no contexto urbano. Os quadros (e o livro que retrata essa relação) estarão à venda e parte será revertida para a ONG Abeac – Associação Bem-Estar Amigos da Célia, que cuida de mais de 1200 animais. No Santana Parque Shopping, à rua conselheiro Moreira de Barros, 2780.

… … …


Até 30 de julho … Abertura – Mostra ‘O Homem que caiu na Terra’ … Mostra celebra os trabalhos de David Bowie no cinema. São mais de vinte filmes com participação do ícone da cultura pop, além de debates e oficinas. Ingressos a R$4 e R$2. Na Caixa Cultural Rio de Janeiro, à av. Almirante Barroso, 25, no centro do Rio. Veja AQUI a programação completa.

… … …

Quinta e sexta – 13 e 14 de julho – 18h … 1ª Semana de Formação Cultural e Política do Fórum de Cultura da Zona Leste … Ciclo de encontros conta com a presença de diversos artistas, ativistas e educadores que discutem e desenvolvem seus trabalhos e ativismo a partir de: vivências, pesquisa, formação, intervenções artísticas/políticas e etc. Confira AQUI a programação. Na Okupação Cultural Coragem, à rua Vicente Avelar, 53 (Praça Brasil) – Cohab 2, próximo a estação José Bonifácio da CPTM.

… … …

Quinta e sexta – 13 e 14 de julho – … Trampa … Formada por André Noblat (vocal), Pedrinho “Bap” Cardoso (baixo), Rafael Maranhão (guitarra), Arnoldo Ravizzini (bateria) e Rodrigo Vegetal (guitarra), a banda brasiliense Trampa traz as músicas de seu terceiro cd ‘Viva La Evolución!’ para celebrar o dia do rock com dois shows em éssepê. Na quinta-feira, a partir das 18h, se apresenta com as bandas Livre e Norte Forte no Espaço Som, à rua Teodoro Sampaio, 512, em Pinheiros (ingressos a R$10 e R$20). Na sexta-feira, a partir das 19h, divide a noite com as bandas Alarmes, Hover e Alaska, no Augusta 339, na rua Augusta (ingressos a R$20 e R$30).

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 19h … Exibição Do Filme ‘Mulheres Negras Projetos De Mundo’ … A convite da Marcha das Mulheres Negras de São Paulo, o premiado filme será exibido. Após a exibição, roda de conversa com Andreia Alves (bailarina e pós-graduada em Dança e Consciência Corporal e integrante do grupo Ilú Obá De Min), Ana Paula Santana Correia (feminista negra, mestra em Ciências Sociais pela Unifesp e coordenadora do Centro de Defesa e Convivência da Mulher Casa Anastácia) e Day Rodrigues (produtora cultural, educadora, feminista negra e diretora do filme).No Espaço Muss, à rua Bento Freitas, 66.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 19h … Sarau Quinta em Movimento … Sarau psicodélico com os sons do poeta e músico Bahia e com Makenzo Kobayashi lançando seu livro de contos Paraíso Volúpio. Na avenida comendador Santana, 183, no Capão Redondo.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 19h … Fios de Choro convida: João Poleto … O quarteto Fios de Choro, formado por Allan Gaia (pandeiro), Wanessa Dourado (violino), João Pellegrini (violão de 7 cordas) e Lincoln Pontes (cavaco), recebe sempre um convidado da cena do choro e da música instrumental para intercâmbio. Nesta edição, Joa~o Poleto, flautista e saxofonista que dedicou grande parte de sua carreira à composic¸a~o de trilhas de teatro. Na Casa Barbosa, à rua Rui Barbosa, 559.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 19h30 … Cordas & Vocais – com Julio Maria, Cibele Codonho e Filó Machado … O jornalista Julio Maria, do Estadão, conta saborosas histórias de grandes músicos e músicas da mpb, ao som do violão de Filó e da voz de Cibele. No teatro do Sesc Consolação, à rua doutor Vila Nova, 245.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 19h30 … Otis Trio e A Fundação … Noite com dois grupos da nova cena paulistana de jazz autoral: o Otis Trio (21h30), com João Ciriaco (contrabaixo), Flavio Lazzarin (bateria) e Luiz Galvão (guitarra), e A Fundação (23h), com Marco Nalesso (guitarra), Luis Felipe Lucena (contrabaixo, cello), Rafael Cab (bateria, saxofone), Nobru Teixeira (sintetizador), André Belizário (percussão) e Yuri Braga (percussão). Ingressos a R$25 e R$35. Na rua Cardeal Arcoverde, 742, em Pinheiros.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 20h … Acústico Ekena + J. Horsth (Young Lights) … Ekena mostra as canções de seu disco ‘Nó’, que trazem à tona questões relativas aos relacionamentos de hoje e a luta das mulheres em meio a uma sociedade machista. J. Horsth (Young Lights) mostra seu lado mais contido em uma apresentação solo, que mescla composições autorais e versões. Entrada R$10. Na Sensorial Cervejas, Cafés & Discos, à rua Augusta, 2389, nos Jardins.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 20h … Luedji Luna – no Loki Bicho … Show da cantora e compositora baiana. Entrada R$20. Na rua Chácara do Carvalho, 109.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 20h … The East West Band no Point do Falcões … A banda homenageia um dos maiores gaitistas de Chicago, Paul Butterfield, interpretando seus sucessos e lados b. Com MaurusBlues (voz & gaita), Fernando Hipólide (guitarra), Felipe Barba (baixo) e Eduardo Camargo (bateria & backing vocals). Discotecagem de Dinho Garcia. No Box Park Internacional, à av. Guarulhos, 3679.

… … …

Quinta e sexta – 13 e 14 de julho – 21h … Dia Internacional do Rock … Roqueiros comemoram com duas noites de shows. Na quinta, Vitrola Mágica (Lançamento do EP) e Cahorro Urubu (Tributo ao Raul Seixas). Na sexta, Redhood Revenge (Red Hot Chilli Peppers), Legendarium (Classic Metal) e Bloody Sabbath (Tributo ao Black Sabbath). Entrada R$10. No São Jorge Music Bar, à av. Tancredo de Almeida Neves, 759, no centro de Guarulhos.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 21h … Xaxado Novo + Tambor de Crioula – na Festa Candeeiro Encantado … Festa pra se acabar de dançar ao som do Tambor de Criola, do Xaxado Novo e da discotecagem com brasilidades. Até 0h, entrada free. Depois, R$10. Na Nossacasa Confraria das Ideias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena.
… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 21h … Betto Ponciano – Do Folk ao Caipira … O talentoso violeiro apresenta seu show com canções autorais que tratam da relação do ser humano com a natureza (e as consequências desta relação). Entrada R$20. No Brazileria, à rua Clélia, 285.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 21h … Tarumã – no The Orleans … O Tarumã tem 26 anos de estrada e atualmente é formado por Carlos Moreno, Alê Moreno, Marcelo Barum, Daniel Pessoa e Daniel Sanches. Reconhecido por seus sofisticados arranjos vocais, o grupo apresenta as canções do cd ‘Palavriá’ e convida o músico paulistano DMoraes para participação especial. Na Vila Madalena, à rua Girassol Miúdo, 398.

… … …

Quinta-feira – 13 de julho – 22h … Show Bolerojazz com Monica Elizeche … O Projeto, idealizado pela cantora paraguaia Monica Elizeche, é um convite a conhecer mais sobre as raízes culturais latino-americanas através do bolero e dos estilos aos quais se misturou, influenciando outros novos. No All of Jazz, à rua João Cachoeira, 1366, na Vila Olímpia.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 14h … CineRock – Woodstock – 3 Dias de Paz, Amor e Música … Exibição do filme e debate. Em 1969, quase 500.000 pessoas se reuniram em uma fazenda em Bethel, Nova York, para três dias de paz e música. Esta versão do diretor documenta o festival desde sua montagem até a limpeza, com imagens icônicas de Jimi Hendrix, Janis Joplin, Joan Baez, Crosby, Stills and Nash e outros. Na Casa de Cultura do Butantã, à av. Junta Mizumoto, 13, no Jd. Peri.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 18h … Sarau Ermelino Ocupa – Eu quero ver a coisa toda, o tempo todo … Sarau com microfone aberto e convidados (clique no cartaz para ler melhor). Na Ocupação Cultural Mateus Santos, à avenida Paranaguá, 1633.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 18h … Slam Fluxo LGBT … Edição especial do Slam em parceria com o Centro de Cidadania LGBT. Com pocket-shows dos convidados Rodrigo Ciampi, Androide sem par, Renato Pessoa e Anna Bueno. No Largo do Arouche.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 19h … Todos os sons – no Carauari Bar e Mercearia … Uma noite de muita mpb com Tinho Ribeiro (violão) e Edu Vergel (voz) fazendo releituras dos clássicos de Caetano, Melodia, Belchior, Geraldinho, Xangai, Alceu e outros ícones da nossa música. Entrada franca. Na praça Carauari, 8, na Vila Maria.
… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 19h … Lançamento do livro ‘João & Maria’, sonetos de Leonardo Antunes … Leonardo Antunes, é poeta, tradutor e professor de Língua e Literatura Grega na UFRGS. A entrada para o evento é gratuita e o exemplar estará à venda por R$40. Na Patuscada – Livraria, Bar e Café – à rua Luís Murat, 40, na Vila Madalena. Leia um dos sonetos do livro ‘João & Maria: Dúplice coroa de sonetos fúnebres’:

A coroa de João

Ninguém soube o motivo ou a razão
No dia em que João chegou cansado,
Depois de um turno duplo e um baseado,
Trazendo um trinta-e-oito em sua mão.

Não era o que esperassem de João,
Um moço sempre tão bem-comportado,
Avesso aos maus costumes e ao pecado,
Assim como se espera de um cristão.

Entrando em casa, foi de sala em sala
A fim de despedir-se dos parentes –
Da mãe, da avó e da irmã recém-nascida.

Então, depois dos beijos, veio a bala:
Cravou-a à própria testa, penitente,
João com seu revólver suicida.
… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 19h … Festa de lançamento do livro ‘Vibração e Descompasso’ … Festa de lançamento das crônicas poéticas de Clara Baccarin com pocket-show de Renata Swoboda & as Black Freedas e de Luciana Barros, cantoras que musicaram poemas da escritora. A entrada é gratuita e o exemplar estará à venda por R$35. No mezanino do Hi No Me Sushi Bar, à rua Mourato Coelho, 885, na Vila Madalena. Aqui, um conto do livro (clique na imagem para ler melhor):

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 19h30 … Banda Terapia de Grupo – No Metrópole … O baixista Felipe Pellegrini e banda tocam clássicos do rock. Na av. Santa Marina, 626, na Água Branca.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 20h … Babel … Babel é o projeto que une a compositora e cantora Dami Baz aos compositores, instrumentistas e cantores Danilo Moura e Fabio Miranda. A apresentação mescla idiomas, ritmos e canções autorais em língua guarani, portuguesa e espanhola. Na Casa Mora Mundo, à rua Barra Funda, 391.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h … O Meu Lado Homem – um cabaré de escárnio … Espetáculo musical inspirado na obra obscena Cartas de um Sedutor, da premiada escritora Hilda Hist. Sápata Magáli (interpretada pelo ótimo Luís Mármora), personagem de sexo indefinido, é apresentadora de um cabaré mínimo. Acompanhada pelos músicos Lincoln Antonio (piano e violão) e Simone Julian (sopros), relembra fatos de sua vida, canta e permite à plateia um passeio pelo seu coração. A cada noite, um artista convidado será a inspiração dos sonhos de Sápata. Até 30 de julho, todas as sextas, sábados (21h) e domingos (19h). Ingressos a R$20 e R$10. No Teatro João Caetano, à rua Borges Lagoa, 650, perto do metrô Santa Cruz.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h … Lançamento do EP de Wilson Alves … ‘Projeto Música de Sexta’ recebe o ótimo cantor e compositor Wilson Alves, com participação especial da cantora Aninha Ferrini. O ep surgiu, segundo o artista, de uma necessidade pessoal de falar sobre a força e o universo da periferia. “Eu sempre morei no Capão Redondo e esse tema é recorrente na maioria das minhas composições.” Ouçam:

Wilson é acompanhado por Rogério Clementino (baixo), Jonatan Carvalho (bateria), Liw Ferreira (guitarra), Átila Silva (trompete), Valber Oliveira (trombone), Kesia Pessoa (clarinete), Beatriz Pacheco (sax soprano), Danilo Rocha (sax alto). A cantora Bruna Prado abre a noite. Ingressos a R$30 e R$15. No Espaço Cia da Revista, à al. Nothmann, 1135, perto das estações Santa Cecília e Marechal Deodoro do metrô.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h … Saraoquê? … ‘Saraoquê?’ são eventos musicais intimistas, dois shows cada noite, mais projeções de episódios de “O Milagre de Santa Luzia”, do cineasta Sérgio Roizenblit. A ideia surgiu do encontro entre o cineasta, a curadora e produtora Geórgia Gugliotta e os músicos Caito Marcondes, Dante Ozzetti e Patrícia Bastos.

Nesta edição, o contrabaixista Rogério Botter Maio (acima) apresenta seu quinto cd autoral “Sobre o Silêncio”, acompanhado de violão e piano. A cantora Dani Mattos & o Toque de Bambas (abaixo) trazem o show “Cronistas da Cidade”, com roda de samba, poemas e esquetes de radionovelas que retratam de maneira sensível e bem humorada a cidade de São Paulo.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h … Dora Bueno canta – no Grão Expresso Café … Cantora e atriz interpreta clássicos da mpb no novo point de saraus e shows da ZN. Entrada franca. Na rua Voluntários da Pátria, 3558. Entrada gratuita.

No mesmo local, no sábado à tarde, os músicos Mou Vidinha, Felipe Jimenez e Sandro Mendes apresentam canções autorais e releituras, além de apresentarem o cd ‘Rock&Tal Trio’.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h … Ornitorrinco Apresenta: Jardim Psicodelico com Capitão Bourbon …  Olha aí o pessoal legal da ZL fazendo show em Curitiba. Com Vander Bourbon (voz/guitarra), Eduardo Osmédio (baixo), Fábio Batista (bateria) e Ciro Mad (teclado). A banda prepara seu segundo cd, “Terra em transe”, homenageando Glauber Rocha: um álbum conceitual com sonoridades psicodélicas, blues e rock’n’roll. Entrada R$15. No Ornitorrinco, à rua Benjamin Constant, 400, em Curitiba. No sábado, a banda faz show em Santa Catarina (ver abaixo).


No sábado, 15 de julho, às 20h, o Capitão Bourbon se apresenta no Mercado Pirata, à rua Quatrocentos e um, 111, no Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 21h30 … Estéreo MIS – Plutão Já Foi Planeta … Banda potiguar de indie pop/rock ‘Plutão Já Foi Planeta’ é a convidada de julho do projeto que abre espaço para a música independente. O grupo, formado em 2013, é composto por Natália Noronha, Gustavo Arruda, Sapulha Campos, Vitória de Santi e Renato Léllis. Seu cd conta com participações das cantoras Liniker e Maria Gadú. Ingressos a R$14 e R$7. Na avenida Europa, 158, no Jardim Europa.

… … …

Sexta-feira – 14 de julho – 22h30 … XXXbórnia na Trackers … Festa com as bandas Mel Azul, 2DE1, Giovani Cidreira e Coronel Pacheco. Discotecagem a cargo de King Pindalbas (lounge), Mario the golden goat/Lucefer (pista vinil) e Fetusborg/Dr. Herman (pista preta). Entrada R$30 (mas tem várias promoções). Na rua dom José de Barros, 337.

… … …

Sábado – 15 de julho – das 9h às 16h30 … Oficina: Canto de dentro para fora … Com a cantora, instrumentista, compositora e professora de canto Nani Barbosa. Mestranda em Música pela ECA-USP, Nani é especialista em Canção Popular pela Faculdade Santa Marcelina-SP e musicoterapeuta graduada pela Faculdade de Artes do Paraná. A oficina propõe um espaço de acolhimento, escuta, experimentação e aprendizado individual e coletivo para a voz, especialmente a voz cantada. Parte do princípio de que o canto, como atividade total do corpo, favorece e aflora todo o potencial humano e precisa ser artesanalmente descoberto. Serão também trabalhadas canções e paisagens sonoras vocais em grupo. Custo R$90. Na Casa Tombada, à rua Ministro Godoi, 109.

… … …

Sábado – 15 de julho – 14h … Sarau do Urbanista Concreto … Sarau organizado e apresentado por Germano Gonçalves em parceria com a Força Cultural. Nesta edição, presença do escritor Muramashi Taomé, do poeta O Trovador Obscuro e de Tião Brega (clique no cartaz para ler melhor).

… … …

Sábado – 15 de julho – 14h … 13ª Feira Libertária + Exibição do doc ‘Ecos da Periferia’ … Produtos artesanais, naturais, veganos ou orgânicos a preços populares e à venda por produtores em afinidade com princípios anarquistas: apoio mútuo, autogestão, agroecologia e diversidade. Neste mês, além da feira, exibição do documentário ‘Ecos da Periferia: Entrelinhas e Letras’. Na rua Alcides de Queirós, 161, em Santo André.

… … …

Sábado – 15 de julho – 15h … Música Da Gema … Banda formada por Carlão do Tempero (voz e percussão), Peri Oliveira (percussão) e Luiz Cláudio de Santos (voz e violão) apresenta clássicos do samba e da mpb. Couvert R$6. Na Bodegaia da Pompéia, à rua República Argentina, 80, em Santos.

… … …

Sábado e domingo – 15 e 16 de julho – das 15 às 21h30 … Inverno Cultural III – Folk Music Brazil … Terceira edição do evento que visa difundir a cultura independente, criando conexões entre diferentes linguagens artísticas para unir e dar espaço aos talentosos artistas, sem restrição a nenhum tipo de expressão: fotografia, literatura, poesia, pintura, cinema, teatro e workshops, além de muita música folk (clique no cartaz para ler melhor a  programação). Na Associação Cultural Cecília, à rua Vitorino Carmilo, 449.

… … …

Sábado – 15 de julho – 16h … Recital e Conversa Com Siba … Aula espetáculo do músico pernambucano Siba, acompanhado de sua guitarra e da percussão e voz de Mestre Nico. Evento integra a programação de Férias do Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141. Entrada franca.

… … …

Sábado – 15 de julho – 16h … Lançamento da antologia de contos “Primeiramente” … Lançamento da antologia “Primeiramente”, pela Alink Editora. São 17 contos, 17 autores e uma certeza: Fora Temer. A resistência na literatura. Com organização de Sonia Nabarrete e Vanessa Farias (clique no cartaz para ler os autores). Na Sensorial Discos, à rua Augusta, 2389. Abaixo, um trecho do conto “O catador de latinhas”, de Nanete Neves:

“Gosto mais quando é aquele povo de vermelho. Eles são mais gente fina. Eles chegam na gente de um jeito diferente, mais na moral, entende, dotô? O caso é que sempre que é esse pessoal de verde-amarelo a coisa rende mais. Eles gosta de ficar na frente daquele pato de prástico bem no meio da avenida, e enchem o caneco até esvaziar o isopor dos manos que vende cerveja”
… … …

Sábado – 15 de julho – 16h … 44° Sarau Lapada Poética … Coletivo Tantas Letras convida a todos para a maniFESTAção de quarto aniversário do sarau. No programa, lançamento do livro “Estilhaços”, de Jayme Perin Garcia, poeta, fotógrafo e integrante do Coletivo. E o palco aberto para toda manifestação artística. No Bar Ferradura, à rua prof. Gieg, 15, em São Bernardo do Campo.

… … …

Sábado – 15 de julho – 16h … Roda de conversa #5: Escritas urbanas … A última roda do ciclo de encontros do #KDmulheres discute a literatura e a poesia produzida por mulheres nos saraus e dentro do movimento do hip hop. Participam a poeta Elizandra Souza, a dj Luana Hansen e o Sarau das Pretas faz uma intervenção cenopoética. A mediação é da jornalista Lívia Lima. Na praça Roosevelt, 100.

… … …

Sábado – 15 de julho – das 16h às 22h … Expo Panorâmicas … Exposição é resultado do processo de residência artística do artista carioca Thiago Montano, no Acolá – Diversão e Arte. Imagens criadas a partir do uso da câmera de aparelho celular no modo “panorama”, subvertendo o uso do aplicativo e desconstruindo a imagem no ato de fotografar. O Acolá é um espaço cultural independente administrado por Simone Jablkowicz e Aieda Freitas. Na rua Cataguases, 48, no Jardim São Paulo.

… … …

Aos sábados – até 29 de julho – 18h … Aonde nasce o arco íris? … O Coletivo Cultural Sankofa apresenta o espetáculo que, através da história de um menino e sua boneca, trata dos limites e dos padrões sociais impostos no brincar, buscando contribuir para a experiência de uma infância sem rótulos. No Viga Espaço Cênico, à rua Capote Valente, 1323.

… … …

Sábado – 15 de julho – 18h … Noite de contos para adultos: Histórias para desfolhar … A contadora de histórias Elaine Dauzcuk inaugura a “Casa da Lua”, um espaço para a arte com terraço e teto de estrelas. Histórias ‘para desfolhar, deixar cair, deixar fluir’. Ingressos a R$25. O valor de apoio ao meu trabalho é 25,00. Na rua Conceição Alés, 17, perto do metrô Belém.

… … …

Sábado – 15 de julho – 18h … Céu Zói – Arraiá Julino … Céu Zói é o encontro musical dos artistas Nina Oliveira e Gabriel Peri. No show, uma mostra da produção individual e conjunta deles, e de suas influências da música nordestina e afro-brasileira. Na Creuza Cultural, ‘local de fogueiras culturais’. Ingressos a R$10. Na rua Raul Pompéia, 547.

… … …

Sábado – 15 de julho – 18h … Cena de poesia: o poema como ato/encenação … Sob curadoria de Mauricio Salles Vasconcelos, o projeto ‘Cena de Poesia’ destaca obras de poetas que fazem literatura como experiência de conceitualidade e performance. De maio a novembro, em sábados alternados, 13 poetas realizarão atos/encenações. Nesta edição, o poeta e editor Gabriel Kolyniak, autor dos livros ‘Discórdia’ e ‘Partilha’, apresenta ‘De Ônibus na Serra’. Na Livraria Acervo, à rua Artur de Azevedo, 723, próximo à praça Benedito Calixto. Entrada franca (bar no local).

… … …

Sábado – 15 de julho – 18h30 … Festa de 5 anos do Pimp My Carroça … Evento comemora 5 anos de atividades em prol da visibilidade dos catadores de materiais recicláveis, contabilizando 845 catadores atendidos, 769 artistas participantes, 1613 voluntários envolvidos em Em 42 cidades de 12 países. Na festa, lançamento do aplicativo Cataki e exposição de #MiniMyCarroças pintadas por mais de 150 artistas, entre eles: Emicida, Mundano, iaco Viana, Mag Magrela, El Gatuno, Enivo, Alex Kaleb Romano, Ozi, Paulo Ito, William Mophos, Quinho Fonseca, entre outros. No Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, à av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2.

… … …

Sábado – 15 de julho – das 19h às 4h … Festa no Capote … O evento abre com exibição do curta “Orgulho da Nação”, do diretor Rafael Loureiro (grupo Polissemia). Na sequência, Andre-242 faz discotecagem. Depois, shows com as bandas guarulhenses Acapulco Drive-in e Carbônica, que recebem os mineiros do Benedict Trio. Entrada R$10. Rua Capote, 28, em Guarulhos.

… … …

Sábado – 15 de julho – 19h … Sarau A Plenos Pulmões … Encontro bimestral de poesia, dança, teatro e outras manifestações artísticas, sob o comando do poeta e produtor cultural Marco Pezão. Com palco aberto. Na Casa das Rosas, à avenida Paulista, 37.

… … …

Sábado – 15 de julho – 19h30 … O Som do Bando e Banda JAM – Rock dA Padoka … Padaria alternativa promove encontros e shows de rock e mpb na ZL. Sebah de Assis e o Som do Bando tocam clássicos de Sá & Guarabira, Almir Sater, Renato Teixeira, João bá e Rolando Boldrin. Depois, a banda Jam faz supertributo ao Led Zeppelin. Com Sandro Prêmmero (baixo e vocal), Jonathas Queiroz (guitarra e vocal) e Elias Caju (bateria). Entrada franca. Na praça Valdemar Bassi, 78, no Jardim Brasília.

… … …

Sábado – 15 de julho – 20h … Sarau Mora Mundo … A aconchegante Casa Mora Mundo promove sarau com microfone aberto a poetas, músicos e performers. Sarau com quentão, lanchinho, caldinho, cerveja gelada e uma cachacinha boa. Na rua Barra Funda, 391.

… … …

Sábado – 15 de julho – 20h … Espaço Excalibür apresenta Luciana d’Avila … Luciana, cantora e compositora mineira que participa com frequência de saraus e encontros musicais em SP, apresenta as canções de seu cd ‘Falando de Amor’. Couvert R$10. Na rua São Mateus, 265, em Juiz de Fora.

… … …

Sábado – 15 de julho – 21h … Carol Naine – no Casarão da Mariquinha … Cantora e compositora carioca radicada em SP, Carol Naine se apresenta no Casarão da Mariquinha. Carol , talentosa criadora de canções, concorre ao Prêmio da Música Brasileira, com a canção ‘Dizputa’. Ingressos a R$15. Rua Alfredo Cardoso, 2, no centro de Mogi das Cruzes.

… … …

Sábado – 15 de julho – 21h … Show de lançamento do CD “Consequências” … Lançamento do primeiro CD solo do cantor e compositor Rogério Baraquet, com acompanhamento de Paulo “maestro Pepê” Silva (baixo), Douglas “Dodô” Arruda (bateria), Ruth Mernezes (teclado), Priscila Suzuki (vocal), Tiago Jones (violino), Caroline Matos (violino), Esther Lira (viola) e Clara Schlicht (violoncelo). Participação de Sidarta, Débora Gozzoli (flauta) e Cássio Peixoto (trompete). Ingressos a R$10. No Teatro Municipal de Santos, à av. Pinheiro Machado, 48, em Santos.

Sábado – 15 de julho – 21h … Jane Mara & Trio … A cantora Jane Mara apresenta o show “Clube da Esquina e clássicos da música mineira”. Entrada R$30. No Bistrô Esmeralda, à rua Esmeralda, 29, na Aclimação.

… … …

Sábado – 15 de julho – 22h … Up the Irons … Banda cover do Iron Maiden apresenta os clássicos da “Donzela de ferro”. No Tchê Café, à av. Washington Luis, 5628. Entrada R$10.
… … …

Domingo – 16 de julho – 10h … Campanha de arrecadação de roupas e alimentos (Okupa Alcântara) … Campanha de doação de roupas, alimentos, mantimentos e brinquedos para as famílias que moram debaixo do viaduto Alcântara Machado. Ao fim da campanha, sarau com os Poetas do Tietê, o Coletivo Poesia é da hora e Sobrevivente 01. Na av. Alcântara Machado, 888, no Brás.

… … …

Segundas-feiras de julho (dias 17, 24 e 31) – de 19h às 22h … Oficina de Invenção de Canções … O compositor e cantor Kleber Albuquerque convida interessados em música & poesia para a oficina de invenção de canções que ocorrerá toda segunda-feira de julho, no quintal do Teatro Imaginário da Fábrica de Caleidoscópios, na Mooca. A proposta da oficina é proporcionar a experiência de práticas de composição poético-musical coletiva entre os participantes, de modo a estimular a inventividade artística, o intercâmbio de ideias e o florescimento de inspirações. Para cada encontro avulso, o investimento é de R$50. Vagas limitadas. Informações e reservas pelo fabricadecaleidoscopios@gmail.com

Domingo – 16 de julho – das 15h às 23h … Samba Rock Plural na Casa das Caldeiras … Apostando na diversidade, a segunda edição do SRP traz Vitrolla 70 e Tássia Reis, além do Projeto Radiola e atrações inéditas. Na Casa das Caldeiras, à avenida Francisco Matarazzo, 2000, na Água Branca.

Domingo – 16 de julho – das 16h a 0h … Samba do Sol com DJ Tutu Moraes e Je Treme Mon Amour … Festa com muitas atrações: dj Tutu Moraes (da festa Santo Forte), dj Kim Cotrim (residente), Roda de Samba, com o Projeto Roda de Moça, Roberta Oliveira e o Bando de Lá convidam Paula Sanches, Priscila Amorim e Anita Galvão Bueno, alé, da festa do Je Treme Mon Amour. Discotecagens variadas, roda de chorinho com o grupo Choro de Mesa, feira de artes e de vinil. Entrada franca (couvert opcional R$5). No Centro Cultural Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119, na Vila Madalena.

Domingo – 16 de julho – das 16h à 1h … Festa ExCêntrica #14: Celebrando Elza Soares … Idealizado por Dani Mã, o projeto tem como objetivo reunir pessoas num encontro festivo mensal, em casas de anfitriões generosos, para lançamento de uma música inédita (de Dani) em atmosfera criativa e coletivista. Grandes cantoras e músicos se alternam durante toda a festa. Entrada de R$10 a R$25. Na rua Agariba, 132.

Domingo – 16 de julho – das 17h à 0h … Alternapalooza: Jukebox Dreams … Festa com várias bandas, como The Scuba Divers, Concha, OZU, Thrills & The Chase, e barracas expondo produtos e artes: Bosque das Fadas, Capsule Electronic Studio, Ivan Jabbur, Woytoy e By Mí – Arte Manual. Entrada R$10. No O Quinto, à av. senador Pinheiro Machado, 51, em Santos.

Domingo – 16 de julho – 18h … E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante x Ventre – no CCSP … O trio carioca (Ventre) e o grupo paulistano (E a Terra…) se juntam para mostrar seus trabalhos. No Centro Cultural São Paulo, à rua Vergueiro, 1000. Entradas a R$25 e R$12,50.

Domingo – 16 de julho – das 18h às 23h … M.Takara, Valério e Chankas … Muito som legal com M.Takara (Hurtmold), Valério (HAB) e Chankas (Hurtmold), no Breve, à rua Clélia, 470. Entrada R$15.

Segunda-feira – 17 de julho – 15h … Cantando histórias – Oficina de férias para crianças … Utilizando o encantamento das histórias para ensinar música de forma lúdica e divertida, a oficina ministrada por Cris Miguel acontece nos dias 17, 19 e 21 de julho, das 15h às 17h. No Espaço Rasa, à rua Heitor Penteado, 220/236. Saiba mais no site http://www.espacorasa.art.br/

Segunda-feira – 17 de julho – 15h … Peixe Barrigudo Ao Vivo – 4ª Edição … Quarta edição da festa do Peixe Barrigudo, canal criado por Joel Dias e Victor Cali para divulgar artistas de teatro, música, fotografia, poesia, artes plásticas, cinema e toda forma de expressão. No Ateliê Coletivo 308, à rua Paschoalina Migliorini, 121, em Guarulhos.

… … …

Segunda-feira – 17 de julho – 22h … Festa – Viajantes Transantes – Segundas Free … Essa é pra quem vaga por aí nas noites de segunda, sem ter onde ir. Festa para trocar ideias, tocar, declamar, transar pessoas e muita música boa pra dançar até o sol raiar: brasilidades e world music. Entrada franca. Na NossaCasa Confraria das Idéias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena.

Terça-feira – 18 de julho – 13h … 2º Seminário Regional Sobre Gênero e Masculinidades … Evento discute masculinidades com recorte de etnia e raça. Homenagem ao líder sul-africano Nelson Mandela e destaque para a Justiça Restaurativa (clique no cartaz para ler melhor a programação). No Consórcio Intermunicipal Grande ABC, à av. Ramiro Colleoni, 5, Santo André.

Terça-feira – 18 de julho – 19h … Poetas Ambulantes na Linha Esmeralda … Coletivo realiza intervenções poéticas com saraus e distribuição de poemas em ônibus, trens e metrô. A poeta Maria Giulia Pinheiro lança seu livro “Avessamento”. Passageiros que declamam, ganham livro. O encontro será às 19h na plataforma da Estação Santo Amaro (Parte da CPTM), com saída às 19h30.

… … …

Terça-feira – 18 de julho – 19h30 … A mulher preta e o feminismo … Cronistas do Tamanduateí debatem o tema com mediação do jornalista Marcelo Mendes e participação de Bergman de Paula (historiadora), Ivani de Souza (psicóloga) e Dulci Lima (autora do livro “Desvendando Luíza Mahim: Um mito libertário no cerne do Feminismo Negro”). Na Casa da Palavra, à praça do Carmo, 171, em Santo André.

… … …

Terça-feira – 18 de julho – 21h … Al Jam Session – com Yannick Delass … Jam Session, sempre às terças-feiras, promove encontro musical entre musicos brasileiros e estrangeiros. Com Yannick Delass e convidados. Couvert R$10. No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269.

… … …

Quarta-feira – 19 de julho – 18h … Budega da Terê convida Letícia D´Alma … Cantora e compositora se apresenta no Espaço Popular Tereza de Benguela, à rua soldado Antônio Agostinho Martins, 329, em Guarulhos.

… … …


Quarta-feira – 19 de julho – 19h … Sonoridades – Nixon Silva convida … O produtor musical Nixon Silva promove show com artistas que já produziu (clique no cartaz para ler melhor). Na Galeria Olido, à av. São João 473. Entrada franca.

… … …

Quarta-feira – 19 de julho – 19h … Lançamento do livro “Cruzando continentes”, de Richard Amante … Viajar de carro de Pequim a Londres parece uma loucura, mas foi exatamente isso que fizeram Richard Amante e os irmãos Edgar e Paulo Scherer, durante 56 dias. Devido a grande quantidade de vídeos e fotos incríveis dessa jornada, eles criaram um livro multimídia usando realidade aumentada. Para cada capítulo, há uma página na net com as imagens que não couberam nas 320 páginas. O livro custa R$42. No Julinho Clube, à rua Mourato Coelho, 585.

… … …

Quarta-feira – 19 de julho – 20h … Sons do Brasil apresenta – Sapiranga – show “Viva Voz” … Sempre abrindo espaço ao artistas alternativos, o projeto do produtor musical Serginho Sagitta traz o cantor e compositor Sapiranga apresentando repertório autoral. Ingressos a R$20. No Centro Cultural Santo Amaro, à avenida João Dias, 822.

… … …


Quarta-feira – 19 de julho – 21 … Slam do Grito – Aniversário de 4 anos … Slam do Grito é um torneio de Poesia Falada que ocorre todas as penúltimas quartas do mês com microfone aberto, lançamento de livros e a competição que vale vaga para a Copa do Mundo de Poesia na França. O sarau organizado Ket Chup, Janaína Moitinho e Everton Batista completa quatro anos e convida para a festa os parceiros do Sarau do Vinil, a discotecagem de Bibo Quesada, Michele Santos (Sobrenome Liberdade) para lançar seu livreto artesanal “deve ser isso” e ainda o pocket show de RobSoul Za. No Nosso Bar – Trecão Lanches e Aperitivo, à rua Nova Louzã, 66, no Ipiranga.
… … …

BOM FINDI A TODOS E
ATÉ A SEMANA QUE VEM!

… … …