Num país seguro

O governo não é formado por bancadas de igrejas

E gestões públicas não são entregues de bandeja

Num país seguro

Não se combate violência com violência

E ninguém confunde amamentação com indecência

Num país seguro

Os ministérios são ocupados por mulheres

E facas se dão o luxo de ser apenas talheres

Num país seguro

Ministros relatores não caem do avião

E bifes não são feitos de carne e papelão

Num país seguro

Mulheres fazem abortos com segurança

E dentro de cadeias não nascem crianças

Num país seguro

Criminosos não ocupam cargos no senado

E pessoas se aposentam no prazo combinado

Num país seguro

Direitos fundamentais trabalhistas não são suprimidos

E sabe-se quem é a vítima do sistema e quem é o bandido

Num país seguro

A lei vale o mesmo para negros e para brancos

E o Estado não governa a serviço dos bancos

Num país seguro

Mulheres não têm medo de violência no parto

E têm a sorte de ficar com seus filhos no quarto

Num país seguro

Ninguém é condenado sem que haja prova

Nem perde direito adquirido em virtude de lei nova

Num país seguro

Pessoas têm medo de ter um helicóptero com cocaína

E não de ter filho negro, filho com deficiência, filha menina

Num país seguro

As pessoas têm medo

De coisas que a gente nem pode imaginar

Como formiga voadora

E fantasia de avatar

Em vez de temer mandados coletivos

E intervenção militar