Um novo ano começa na semana que vem e eu acredito que o mundo possa se tornar um lugar muito melhor com algumas medidas de proibição de determinadas práticas. Desculpem-me se o texto for anti democrático, mas essa coisa de democracia não anda mesmo muito em alta no Brasil.

 

Começo com a proibição da fabricação de lençóis sem elástico para forrar os colchões. Uma vez que inventaram o lençol com elástico os lençóis sem elástico deveriam ter sido automaticamente suprimidos do universo, mas ninguém fez isso e agora eles continuam por aí, à solta, aterrorizando as pessoas. Portanto, acredito que 2018 começaria muito bem com esta primeira medida de proibição.

 

Outra coisa que deveria ser proibida a partir de 2018 é porta giratória. Ninguém gosta de porta giratória, exceto as crianças, que fazem péssimo uso da mesma, resultando quase sempre em choro. Porta giratória é sempre lenta demais, dando a sensação que você é o ponteiro das horas num relógio ou rápida demais, dando a sensação de que você é a cebola girando no processador de alimentos. Para piorar, inventaram a porta giratória automática, que não respeita o seu ritmo e te faz galopar sutilmente para que a parte de trás não atinja suas nádegas. Portas giratórias deveriam sumir a partir de 2018.

 

Portões cuja largura não é suficiente para passar com o guarda chuva também devem ser suprimidos, evitando que nós tenhamos que virá-los e, consequentemente, a água escorra toda pela lateral, em cima de parte dos nossos ombros, em cima da bolsa, em cima de outras pessoas.

 

Coentro também deveria ser proibido a partir do primeiro dia útil deste ano, uma vez que coentro é assumidamente uma coisa horrorosa, capaz de estragar até a melhor comida do mundo. Todos os que gostam de coentro sabem que estão errados. É como gostar de Mc Donald’s. Eu gosto, mas tenho consciência de que aquilo é uma porcaria, embora eu aprecie a porcaria. Coentro é igual.

 

Soutien adesivo é outra coisa dessa lista. Aqueles que não têm alça, nem nada nas costas. Eles são apenas duas conchas de silicone acopladas que grudam nos peitos. Aquilo é assim: para quem não tem peitos perfeitos, fica uma porcaria e para quem tem peitos perfeitos é absolutamente desnecessário. Ou seja, não tem nenhuma razão para existir.

 

Mensagens de voz na caixa postal do celular também deveriam ser proibidas a partir de 2018. Ninguém sabe ouvir aquilo. E quando descobre, encontra recados de 2012, um avisando que o casaco já está pronto no tintureiro e outro da sua tia avó que não percebeu que não desligou a chamada e há 40 minutos de gravação dela falando com outras pessoas.

 

Sapato de bico fino, por razões básicas de anatomia. Simplesmente não faz sentido porque ninguém tem o pé triangular. E uma série de outras coisas. Fanta uva. Regata masculina. Brinquedos musicais para crianças que moram na sua casa. Aquelas fitinhas vermelhas que dizem que abrem o pacote de bolacha e nunca abrem. Cabide que escorrega. Enfim. Há muita coisa que não deveria existir e ainda existe. Contamos com a colaboração de 2018. Já dizia o sábio, muito ajuda quem pouco atrapalha.