Globo/Fabio Rocha

Globo/Fabio Rocha

Nesta quarta-feira, 12, o ex-BBB Marcos Harter prestou depoimento sobre o caso de suspeita de agressão contra Emilly Araújo na Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, após intimação.

Ele chegou na delegacia às 11h e deixou o local por volta das 14h, e não falou com a imprensa em nenhum momento. O depoimento foi ouvido pela delegada-titular Viviane Costa Ferreira, que falou com jornalistas que estavam no local.

“Quando o delegado de polícia toma conhecimento, tem obrigação de apurar. Fiz a diligência na emissora na segunda-feira com o fim de angariar provas. Naquele momento, foram solicitadas imagens de câmeras e foram feitos convites para Emilly e Marcos comparecerem à delegacia”, explicou a delegada ao EGO.

Emilly também será chamada para prestar depoimento, que deve ocorrer na próxima segunda-feira, 17. Marcia Noeli, diretora da Divisão de Atendimento à Mulher da Polícia Civil do Rio de Janeiro disse que foi instaurado inquérito para investigar a agressão. “Ainda estamos investigando a questão da violência doméstica. Se for provado, de um modo geral, a pena é de 1 a 3 anos. Quero deixar claro o quanto é importante falarmos sobre o tema. Muitas mulheres se sentem culpadas, acham que a culpa é delas. Digo sempre para as mulheres denunciarem”, disse Marcia.

A final do BBB17 ocorre nesta quinta-feira, 13. Emilly é uma das finalistas do programa, junto a Ieda e Vivian, e o vencedor será escolhido pelo público.

Relembre. Na última segunda-feira, 10, Marcos foi eliminado do Big Brother Brasil após a delegada Viviane Costa visitar a casa e concluir que houve indícios de agressão contra Emilly, com quem Marcos tinha um relacionamento dentro do reality.

Segundo a delegada, houve abuso psicológico da parte de Marcos com Emilly. “Depois de muita apuração, a delegacia da mulher esteve aqui com a gente e concluiu que teve agressão na última festa. Por isso, a gente decidiu tirar o Marcos do programa. Então, o Marcos foi eliminado”, disse.

Na terça-feira, 11, Marcos se pronunciou sobre sua expulsão em seu perfil do Twitter. Marcos se defendeu em seu perfil no Twitter dizendo que nunca teve a intenção de machucar Emilly. “Como todo casal, passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar o nosso emocional ao limite, e, consequentemente, os nervos à flor da pele. Repito: jamais tive a intenção de machucá-la ou agredi-la, estou surpreso com tudo o que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil”, escreveu num comunicado.