O que se viu em várias mostras de decoração ao longo do ano que chega ao fim foram propostas que fazem do lar um refúgio para o caos do dia a dia. Chegar em casa, tirar o sapato, sentar em um sofá confortável e receber amigos: uma rotina simples que pode ser vestida de várias formas para propor acolhimento ao dono da casa e, claro, aos seus convidados. 

(Anelisa Lopes escreve sempre às terças. Acompanhe alguns de seus projetos e referências no Instagram: @a81_design)

Cada vez mais, a arte de viver bem tem tomado conta das residências e, com isso, a preocupação em oferecer um ambiente acolhedor, porém, funcional e atemporal. Em 2018, os projetos não devem fugir deste conceito.

 

Texturas nos objetos de decoração, como palha, ratan e bambu, e na tapeçaria vão ser personagens importantes para compor este cenário, acompanhados de mobiliário de formas arredondas e curvilíneas com revestimento de veludo que “abraçam” as pessoas.

Veludo se mantém em alta em 2018 (foto: Pixabay)

As plantas e folhagens, que harmonizam com estampas florais, ainda estarão muito presentes para tornar os ambientes mais orgânicos, lembrando que em

2017, a cor Pantone foi a greenery ou verde folha, combinado a tons de rosa acinzentado. Para 2018, a Pantone elegeu Ultra Violet, um tom forte de púrpura, como a cor oficial, tom que será visto em elementos furta cor, que também estarão em alta no próximo ano.