foto: Pixabay

 

Faço 40 anos depois de amanhã. Mas já?! Nem parece que passou tudo isso. Coisa maluca é esse negócio da passagem do tempo, que a gente nem sente, né? Aliás, até se surpreende.

 

Nos últimos anos, andei perdendo a conta e confundindo a minha própria idade. “Será que eu tenho isso mesmo? Peraí…”, foi um pensamento frequente. E olha que eu achava que isso só fosse acontecer quando eu estivesse mais velha.

 

Bom, quarenta é mais da metade da vida para maior parte da população, já que, em média, o brasileiro vive 75 anos. Mas quando a gente chega aqui, se dá conta de que ainda tem um caminho inteiro para criar, pra construir. Chega com a cabeça a mil e cheia de planos.

 

Afinal, quantos de nós passou pelos 40 do jeitinho que imaginava? Se é que você pensava nisso, quando era mais jovem. Eu tenho amigas que dizem não ter pensado nos 40 quando eram novinhas. Outras confirmaram que, antigamente, achavam que quem tinha essa idade já estava velho. Velho não, peraí! (risos).  Meu filho de nove anos acaba de me dizer que acha que 40 é pouco. Talvez porque, de fato, nós, os pais, que somos as referências, estejamos aprendendo a chegar aqui de um jeito bem melhor que as gerações dos nossos avós.

 

Eu estou cheia de energia e ainda mais cheia de sonhos. Sei que eu tenho muito a realizar. E meus filhos vêem essa minha pulsão de vida. De verdade, é a mesma motivação dos 20, que me pôs no mundo, me fez correr atrás dos sonhos mais incríveis e me fez traçar planos e trabalhar duro para chegar até aqui tranquila.

 

Mas a maturidade nos mostra que uma parte da previsão sempre escapa, claro. No meu caso, a tal tranquilidade que esperava ter aos 40 ainda não está nas minhas mãos. Ainda.

 

Se Deus quiser, tenho tempo. Energia e determinação. Viva! Tenho descoberto que esse desejo também é responsável por fazer de mim uma jovem mulher de 40. Acima de tudo, alguém que está vivendo intensamente um claro, não idealizado e dedicado processo de REINVENÇÃO.

Se os 40 sempre foram assim e só eu que não sabia, até que não foi ruim a surpresa.

 

* E pra você, qual o valor do tempo?

Nem preciso dizer que acho que vale a pena ver o vídeo, né?!

 

Siga também:

Facebook/ Mãe Sem Receita

Instagram: @maesemreceita