A maternidade exige de nós, mulheres, uma disposição incrível para se superar! Mas não apenas…

Quem é mãe precisa ter sensibilidade para encontrar saídas únicas para questões que nunca foram experimentadas.

Educar também exige habilidade para conseguir enxergar cada filho na sua singularidade. Uma boa mãe precisa ser capaz ainda de reconhecer as habilidades e as qualidades de um filho, mas também precisa conhecer as dificuldades de cada um. Os filhos não são e nem serão perfeitos. Nem nós. Ainda bem!

Também não há saída única para um mesmo problema. E, muitas vezes, o que está nos manuais e revistas, não funciona com a gente. O que fazer, então?

O jeito é experimentar! Tentar. Construir… Caminhos que muitas vezes serão únicos. Mas que podem fazer toda a diferença.

Deixo aqui o meu depoimento para uma saída nova que encontrei para um desafio que envolve a matemática e o comportamento de uma criança de 7.  Não tem receita, mas pode valer o exemplo.