9999

Mas que coisa incômoda, uma sensação de inquietude tomou conta de mim, não consigo nem pensar direito. Em alguns momentos chego sentir a falta de ar, parece que estou à espera de uma notícia ruim, fico o tempo todo pensando no que pode acontecer, não gosto de me sentir assim.

A ansiedade é uma sensação que tem a capacidade de mudar o ritmo respiratório comprometendo a qualidade de vida, interferindo no humor, no sono, na produtividade, trazendo em alguns casos um grande impacto na saúde.

Quando nos sentimos ansiosos o cérebro prepara o corpo para se defender mudando a frequência cardíaca, elevando a pressão arterial e consequentemente interferindo na respiração, ficando claro que é importante tratar não somente o físico, mas também o emocional.

De nada adianta jogar a culpa no estresse, nas contas que se tem a pagar, no chefe que é muito rígido, no marido que não ajuda com as crianças, pois cada um tem a responsabilidade de cuidar de si mesmo, de buscar o próprio bem- estar.

Na psicoterapia é possível trabalhar mudanças de comportamentos, crenças, visão de vida que de alguma forma são determinantes na forma em que se recebe uma notícia ruim, em como manejar situações que precisam ser enfrentadas, sendo fundamental aprender a lidar com essas situações com mais leveza, diminuindo produção de estresse interno.

É muito importante entender que os pensamentos também podem nos determinar se escolhemos nos apavorar, ou inquietar-nos com o futuro, tudo isso favore o aumento da ansiedade. A partir do momento que damos chance aos pensamentos negativos já se desencadeia no corpo reações que estão armazenadas na memória, assim já se libera uma série de substâncias que nos levam ao estresse, a tristeza e ao aumento da ansiedade.

O budismo, a física quântica, a psicologia positiva, nos revelam que quando nos entregamos aos pensamentos ruins ou aguardamos que eles aconteçam, entramos em uma frequência ruim, como se formássemos um bolsão de negatividade ao nosso redor. Desta forma cabe a nós nos permitirmos a mudar esse padrão, buscando formas mais efetivas que promovam nosso bem-estar.

Algumas dicas simples que podem diminuir a ansiedade:

– Se organize no dia anterior com tudo que irá precisar no dia seguinte, evitando levantar correndo e já saindo de casa de mau humor;

– Tome um bom café da manhã, não esqueça que irá precisar de uma boa dose de energia para enfrentar o dia;

– Evite pronunciar palavras negativas, procure não reclamar, isso só promoverá mais estresse interno e o pior, você mesmo pode fazer mal a si mesmo com essas atitudes;

– Não acredite que se algo ruim acontecer isso possa ter o poder de determinar o resto do seu dia, aprenda a apagar o que incomoda e aproveite o resto do tempo que tem para se divertir;

– A psicoterapia é um excelente caminho para entender como funciona e buscar recursos para mudar comportamentos;

– Se perceber que está ficando inquieto e ansioso, reserve cinco minutinhos para parar, inspirar e expirar, contando cinco tempos cada um;

– Não esqueça de que a vida não é só trabalho, filhos e casa para organizar, é preciso sair e jogar conversa fora, dar risadas, mesmo se tiver sozinho, vale um cinema, uma caminhada para relaxar.

Dê um basta na ansiedade, afinal viver como um elástico esticado só pode resultar em um grande estrago, não concorda?