Se você nunca se sentiu lesado em função do comportamento de outra pessoa não sabe como é a sensação de decepcionar-se não só com o outro, mas também consigo mesmo. Muitas vezes essa decepção se dá porque projetamos em uma pessoa a bondade, o acolhimento, mesmo que muitas vezes a mesma deixe rastros do seu lado sombra.

Parece que esse é um perfil frequente atualmente, pessoas manipulando outras em prol de benefícios próprios, querendo passar uma imagem irreal de si mesma.

Muitas vezes as mesmas se infiltram em locais que normalmente se encontram pessoas mais abertas e dispostas a relacionamentos de confiança, podendo então agir com mais tranquilidade.

Infelizmente, temos nos deparado com frequência com pessoas que manifestam esse comportamento, sempre buscando tirar vantagem, mesmo que isso signifique se apropriar do que não lhe pertence.

Quando paramos para pensar percebemos que ignoramos as pistas que foram deixadas pelo caminho, a voz doce em momentos inadequados, pequenas manipulações para arrumar algo que deseja e até mentiras que vão surgindo no decorrer da convivência.

Como sempre digo, essas pessoas nos dizem quem são e geralmente se vangloriam contando histórias do que possuem, sempre tentando se reafirmarem com títulos e status inexistentes. O manipulador é o reflexo do que estamos vivendo em nosso país, onde as relações são degraus somente para benefício próprio, mesmo que isso revele o o que na verdade são, nada.