conversa

Uma pergunta pesada que implica em fatores que vão além do afeto, do eu te amo, porém é preciso refletir sobre essa questão: você educa seu filho dentro da realidade?

Na pressa de responder logo a essa pergunta muitos pais dirão que sim, mas com certeza posso afirmar que muitos não se despem da imagem ideal pedagógica de pais para mostrar a realidade.

Como assim? Você pode se questionar, vou discorrer um pouco sobre esse assunto e você poderá identificar em qual grupo se encontra. Sinceramente espero que no grupo da realidade, pois seu filho merece isso para crescer como um adulto feliz.

No decorrer dos anos, principalmente com o fortalecimento da psicologia na educação dos filhos, percebemos que muitos pais perderam o time, não aproveitaram para mostrar aos filhos no momento certo de que também são falhos, que na tentativa de acertarem não só com eles, mas em diversas situações, erraram e que isso faz parte da nossa evolução como pessoa.

Pois é, na tentativa de seguir roteiros para uma boa educação dos filhos esquecemos o real e partimos para a teoria. Claro que a psicologia, que aliás é minha área de trabalho, é maravilhosa, mas será que trabalhamos em consultório justamente essa questão de como os pais se mostram para seus filhos? Por que nunca podem gritar, só falar baixinho, mesmo quando estes vêm tirando notas baixas, ou quando fazem uma tremenda sacanagem com um colega?

Entendam que não estou aqui incentivando que se perca o controle, mas da importância de mostrar que está bravo mesmo, e que não aceita determinados comportamentos. Pode até aproveitar esses momentos e contar a eles que nem sempre foi bom aluno, que também já sacaneou alguém, mas que isso não é correto, que já ensinou a eles os deveres e obrigações para com a família e para com as outras pessoas.

Mostrar-se verdadeiro nas relações com os filhos é muito importante para o desenvolvimento moral e de personalidade deles, além de estabelecer com os mesmos uma relação mais autêntica. De nada adianta dizer a ele que devolva a lapiseira que encontrou no chão da sala de aula, se quando recebe a conta do restaurante percebe que se esqueceram de computar a sobremesa, mas você fica feliz e sai sem pagar.

E agora te pergunto, será mesmo que têm educado seus filhos como deveriam ou continuam usando a Bíblia das boas maneiras, sem assim mostrar quem são e pensam na realidade.

Fica a reflexão.