A nossa passagem pela Terra é constituída por experiências, todas elas definem quem somos e como nos comportamos. Dentro de nós há sempre o desejo de sermos felizes e de conquistarmos um espaço, uma família, amor, sustento e acima de tudo, a paz.

Apesar de todos sermos capazes e termos direito de sentirmos esse estado de felicidade e realização, muitos não conseguem. As razões racionais para isso são muitas, se entrevistarmos mil pessoas cada uma terá um argumento bem elaborado para o fato de não estar sentirem-se realizado.

A questão que abordo aqui é o quanto você diz sim à vida, as conquistas que tanto anseia? Pode parecer uma brincadeira de minha parte, mas não é. Somos os principais responsáveis pela nossa vida, por alcançar sonhos e realizá-los. Você pode argumentar e dizer que nunca teve oportunidade ou mesmo que a vida é dura, que parece que o mundo está contra você.

Digo que acredito em você, aceito a sua dor como real, mas também posso dizer que em algum momento um não se estabeleceu dentro de você e como é inconsciente talvez não tenha identificado ainda. Muitas vezes fazemos alguns acordos que nos mantêm ligados à história de nossos familiares, como um laço de fidelidade à dor, a falta de prosperidade, a infelicidade em relacionamentos, entre outros.

Antes que algo grite dentro de você e saia dizendo que tudo isso é muito louco, porque de alguma forma é mesmo, pare um pouco e pense que situações  vem repetindo em sua vida atual que se assemelha a sua história familiar? Já se sentiu culpado alguma vez por estar feliz, por fazer uma viagem quando outros de sua família não tiveram a mesma oportunidade? Cobrado ou mesmo repreendido por estar em uma situação superior no trabalho? Estar vivendo uma historia de amor sendo que ninguém na sua família seja bem casado?

Poderia dar inúmeros exemplos, porém acho que já consegui dar uma ideia de algumas situações que repetimos padrões ou mesmo somos invalidados em muitas de nossas conquistas porque de alguma forma mudar, ser feliz, prosperar vai contra toda uma história familiar.

Acho importante deixar claro que sempre há o membro da família que consideram a ovelha negra, o que contesta, o que ousa ser diferente e isso pode ser agressivo para os que permanecem sem ação. Descrevo aqui um padrão que se repete em muitas famílias, mas é claro que não é uma regra e que há outros núcleos que agem de outras formas. Mas escrevi esse texto para que você  se questione o porquê que as coisas não andam, que temos a impressão que tudo se repete.

Chegou o momento de parar e repensar que aliança é essa que você parece estar sendo fiel que impede de prosperar em várias áreas de sua vida. E, se de alguma forma isso fizer sentido, se permita buscar ajuda de um profissional que possa auxiliar nas mudanças necessárias para que este padrão se dissolva e possa realmente ir de encontro com o seu desejo real, que com certeza é de ser feliz.