relacionamento

Uma vez recebi uma mulher no consultório e ela me relatou sentir-se muito sozinha, o esposo não a compreendia, mesmo que explicasse a ele o que sentia e o que esperava de um casamento, ele estava satisfeito com a vida que tinha ao lado dela. Mas ela buscava nele um homem que não existia. Queria alguém mais animado, queria contar do seu dia, a opinião dele para certas atividades que pretendia fazer.

O relato dessa mulher vem carregado de dor, talvez umas das piores dentro de um casamento, a solidão mesmo estando ao lado de alguém. Não cabe aqui questionar a atitude dele no sentido que ele era assim, reservado, chegava cansado e talvez não tenha aprendido a importância de compartilhar, mas infelizmente para essa esposa isso era de extrema importância.

A solidão é um dos piores sentimentos, a sensação de não ter ao lado uma pessoa que nos acolha, entenda e ouça pode levar à depressão, apatia e muita dor. Entramos em um casamento certo de que nos sentiremos seguras, apoiadas em nossos projetos, esperamos ser olhadas com interesse.

Porém tenho ouvido cada vez mais pessoas de ambos os sexos reclamando sobre sentirem-se sozinhos, ficando claro que independe do sexo, parece que muitos casais se perdem e esquecem os cuidados que uma relação a dois necessita para manter-se saudável e viva.

Todo relacionamento precisa de diálogo, conversar, dar risadas juntos, compartilhar bons e maus momentos, dar apoio ao outro, acolher, são comportamentos que visam a fortalecer a vida do casal, fazendo com que se fortaleçam os laços de afeto e cumplicidade.

Nem sempre estamos muito bem para acolher o que o parceiro nos conta, muitas vezes o dia foi difícil, cheio de complicações, porém é necessário separar trabalho, o financeiro, os filhos e se dedicar ao outro, para assim manterem-se unidos na escolha que fizeram de terem uma vida juntos.

Pare e preste um pouco de atenção, será que você está fazendo realmente a sua parte?