Quando lemos alguma frase como a do título do texto nas mídias sociais prontamente compartilhamos e nos identificamos com algo mais profundo a respeito desse estado maior de alegria. Mas, será que você tem conseguido ser feliz com o que você é hoje?

A felicidade ainda é muito idealizada, ouço todos os dias no consultório pessoas repetindo a mesma frase: só serei feliz quando for magro. Eu entendo perfeitamente o que essa resposta engloba, eu como mulher também me sinto bem e feliz por estar com um peso saudável, em poder colocar uma roupa que tem um caimento bonito. Mas será que colocar a felicidade, a vida e as relações em cima dessa ideia é o caminho real para sentir-se feliz?

Casais brigando quando chegam em casa à noite, porque um quer comer uma costela assada e o outro quer legumes; recusa convites dos amigos para sair porque está acima do peso, tem uma vida sexual pobre porque está com gordurinhas localizadas e não relaxa frente a ideia de que o parceiro pegará em sua cintura. Esses são pequenos exemplos do que ouço diariamente e te pergunto: o que você está fazendo com a sua vida e com a oportunidade de ser feliz? Por que você coloca na ideia do corpo magro esse peso?

A felicidade é um estado interno em que conseguimos acessar um bem-estar maior independente de situações e aquisições externas. É o liberar para sentir, para viver o presente. Quando estamos adormecidos colocamos a felicidade fora, pulamos de prazer em prazer na tentativa vã de um dia ser feliz por completo. Tudo é superficial, sem qualidade, o mundo pode girar mais em torno da quantidade.

Mas quando vamos acordando para o que realmente pode nos proporcionar a felicidade gratuita e real, vamos nos deparando com uma imensa alegria só por existirmos, por poder contemplar uma flor, abraçar o filho pela manhã, de acordar todos os dias e ter a oportunidade de respirar. Tudo ao nosso redor é motivo para encher nosso peito de amor, conseguimos identificar dentro de nós a felicidade autêntica.

Depositar nas formas corporais toda a ideia de felicidade pode ser um tanto frustrante, já que como seres normais que somos, esse corpo magro se torna um tanto inacessível para muitas pessoas e não é garantia de felicidade.

Quando começamos a viver o presente, automaticamente muitos aspectos de nossa vida mudam, além de aprendermos a sermos felizes no agora e aproveitarmos isso ao máximo. O nível de ansiedade cai drasticamente e a possibilidade de ficarmos em paz com a comida e com o peso se torna muito mais real.