56

Não tem emocional que aguente tamanha tortura, estar do lado de uma pessoa que só reclama do que você faz é um sacrifício que não vale a pena.

Quando escolhi ficar ao seu lado queria uma vida feliz, imaginava um relacionamento leve, queria dar risadas e falar o que penso sem medo de ser repreendida. Afinal, estar ao lado de quem se ama precisa ser algo gostoso e na pior das hipóteses lidar com pequenas diferenças que afinal fazem parte de qualquer relacionamento.

Essa situação é bem comum de ser ouvida nos dias atuais, queixas de relacionamentos afetivos dos quais um sempre é muito lesado emocionalmente, afetando a autoestima de forma preocupante. Muitas vezes um dos parceiros tenta várias opções, como conversar, explicar, entender, até que em algum momento é preciso dar um basta em tudo para poder sobreviver em paz.

Cansei, chega! Às vezes esse basta demora demais a acontecer. Passam-se anos, muitos deles perdidos em um relacionamento que em nada agregava, só somava mais mágoas.

Por que é tão difícil para algumas pessoas dar um basta em um relacionamento que só faz mal? Sei lá se isso importa agora, pois é momento de repensar a vida e recomeçar sem culpa, sem medo de ser feliz.

Tomar a decisão de recomeçar é um ato de extrema coragem, é preciso engatar a primeira marcha e sair sem olhar para trás, valorizar-se a si mesmo em primeiro lugar.  Difícil? Até pode ser. Não estou dizendo que será tranquilo, mas quando sabemos o nosso valor como pessoa, a força vem, a segurança nos faz respirar e seguir com força extra na bagagem.

O que precisa ficar claro é que tem relacionamentos que não há cumplicidade, onde os desejos não se cruzam e os sonhos seguem direções opostas, sobram somente mágoas ao invés de carinho. Nesse momento se houve tentativa de resgate sem sucesso, é importante se permitir serem felizes separados, até para preservar o que de bom se construiu nessa história.

Não tenha medo, na vida podemos ter vários recomeços, podemos reeditar nossa história e optar por um relacionamento mais construtivo, afinal, críticas não são bem-vindas quando não são construtivas para a relação a dois.