Outro dia que você perdeu o controle e comeu mais do que deveria. Essa situação é comum nos dias de hoje, milhares de pessoas acordam todos os dias dispostas a comerem corretamente, mas de repente, algo acontece e tudo se perde.

Nesse momento começam aparecer os pensamentos negativos gerados pela baixa autoestima, que você se autorrotula de incapaz, tudo porque não conseguiu controlar a crise de compulsão, mais uma vez.

O que vem acontecendo é algo muito simples, mas que praticamente todas as pessoas que querem perder peso ignoram, que são os malefícios das dietas da moda ou restritivas. Junto a esse fato tem vários profissionais que fortalecem esse comportamento quando trabalham com esse foco.

E quanto mais a preocupação com o corpo, mais se ignora os verdadeiros gatilhos que o levam a não prestar a atenção nos aspectos de sua vida que não estão bons em detrimento da imagem refletido no espelho.

O corpo que sempre funcionou certinho em algum momento reage em função do comer errado, com muitas frituras, doces e massas. Reclama do excesso, e não do consumo de uma boa massa no domingo ou de uma sobremesa. A grande questão é que você começa a maltratar o corpo exagerando e depois fica bravo com os resultados. Parte para uma dieta restritiva e aos poucos percebe que tem um novo problema para lidar além do peso, a compulsão alimentar.

Se você tem um carro que funciona somente a gasolina e coloca diesel ou álcool, o que irá acontecer? Pense. O corpo é uma máquina que precisa de uma alimentação equilibrada e saudável.

Mas onde foi que você se perdeu que começou a usar a comida como um grande amortecedor? O que em sua vida não está lhe proporcionando satisfação? Está faltando prazer? Está correndo atrás de resultados no emprego e está ficando muito ansiosa ou mesmo deprimida? O namoro ou casamento não anda bem? Ou a solidão está te esmagando e a comida acaba por ocupar o lugar de um grande conforto e prazer?

São tantos os motivos que somados a outros fatores podem se tornar um grande gatilho, por isso é importante pensar com carinho: por que tem se maltratado tanto? O que está precisando no momento é de um colo, de um profissional que trabalhe esses gatilhos que estão te desestruturando, antes que o rombo seja muito grande e só reste tratamentos com medicações e até cirúrgicas, se chegar a um peso extremo.

Preste atenção no que está colocando boca adentro, mesmo sendo saudável é preciso ter equilíbrio, restrições levam a um déficit e a vontade de comer aumenta ainda mais. Lembre de seu carro, ele vai mostrar claramente que colocou o combustível errado e você irá respeitar na próxima vez quando for abastecê-lo. Então faça isso com você também. Abasteça primeiro o seu coração resolvendo as pendências que estão te deixando mal, e depois conseguirá comer e alimentar o seu corpo com muito mais amor e respeito.