Que fique bem claro: eu não me comparo de maneira alguma à Rachel Green ou Jennifer Aniston; apenas adoro esse episódio de 'Friends'  Foto: Reprodução

Que fique bem claro: eu não me comparo de maneira alguma à Rachel Green ou Jennifer Aniston; apenas adoro esse episódio de ‘Friends’ Foto: Reprodução

Eu me considero uma mulher bem resolvida com minha autoestima, com as escolhas que fiz para minha vida e com minha imagem. Maaaaaas, a crise de fazer trinta anos me pegou! E em muitos sentidos. Mas por aqui vou falar da questão da beleza, às vezes eu tinha a sensação de que de um dia para o outro, do dia 26 para o 27 de março, tudo iria cair. E, hoje, posso dizer que não foi assim. Na verdade, agora com trinta anos e me sentindo mais experiente, percebo que as mudanças na pele começaram aos vinte e poucos – isso pode ser desanimador ou não, dependendo do seu ponto de vista. Para derrubar essas neuroses, conversei com a dermatologista Carla Vidal que me contou o que, realmente, acontece em termos de beleza quando completamos 30 anos.

“Até os 20 anos as mulheres não se preocupam com nada. ‘Eu não vou envelhecer, eu sou eterna’. Quando chega aos 30, cai a ficha: ‘a minha pele não é assim, acho que eu envelheci, apareceram manchinhas que eu não tinha”, diz a dermatologista sobre o que está acostumada a ouvir no consultório.

Antes de falar sobre quais são os sinais de envelhecimento são mais comuns ao 30 anos, Carla ressalta que a aparência depende muito de outros fatores além da idade. “Se aos 20 anos, uma pessoa tem o hábito de tomar sol sem protetor, aos trinta anos ela verá as consequências. Aos 30 anos ela vai ver o que não fez aos 20 e daí por diante.”

Segundo a dermatologista, aos 30 anos é normal notar rugas finas em volta dos olhos (também conhecidos como pé de galinha) e algumas manchas na pele. No entanto, para quem é fumante ou consome bebida alcoólica, os sinais de envelhecimento são mais aparentes.

Voltando a minha experiência, o que mais me incomodava é uma linha de expressão na testa – que eu sei milimetricamente a localização dela – e algumas manchas. Também já percebi que o meu contorno facial e dos olhos não são os mesmos de 20 anos, mas isso não chega a ser um problema. Uso a linha com vitamina C  da ROC, a C Superieur, no rosto e nos olhos, Dense Filler 3D da Adcos e o Vichy Liftactiv Serum 10 Olhos e Cílios. Mas não sou disciplinada com os cremes, ou seja, passo quando sobre tempo e isso é raro. Por outro lado, uso o protetor solar religiosamente. Para receber os 30 anos melhor, resolvi fazer os lasers Fotona com o dermatologista Aldo Toschi, após três sessões percebi redução significativa das manchas, olheiras e acnes (que apareciam na TPM) e bochechas mais definidas. A minha linha de expressão de estimação ainda existe, mas só para mim, outras pessoas não conseguem vê-la.

Preocupações e cuidados em cada fase da vida, segundo Carla Vidal
30 anos
-O mais comum é ter manchas na pele e, se for o caso, é a hora de começar a usar cremes clareadores; outros tratamentos indicados são laser e luz pulsada. O botox é indicado para reduzir os ‘pés de galinha’;
– Usar protetor solar sempre, mesmo quando estiver chovendo;
– Lavar o rosto com sabonete adequado ao tipo de pele;
– Usar cremes que promovam a renovação celular e estimulem a produção de colágeno, portanto eles precisam conter ácidos como o hialurônico, glicólico, retinóico – dependendo de cada pele. Deve-se usar uma fórmula para o rosto e outra para os olhos.
– Também é o momento de começar a cuidar mais do corpo. Usar sabonete apenas no colo, costas, axilas, genitais e nos pés. Usar diariamente à noite hidratantes com ácido hialurônico.

40 anos
-Nessa idade, é natural começar a perder o contorno do rosto, a definição das maçãs e do maxilar.
– As rugas que eram finas aos 30 anos já se tornaram mais profundas e aparecem mesmo quando você não sorri, principalmente, se você não tiver tratado antes.
-As marcas de expressão também aparecem na testa e quem tem a pele mais rosada também pode começar a perceber os ‘vazinhos’.
– Os cuidados são os mesmos que são indicados para os 30 anos, mas os cremes precisam ter ativos mais potentes.
– Recomenda-se o uso do sabonete, tônico adstringente e protetor solar de manhã; à noite, basta trocar o protetor solar pelo creme firmador.

50 anos
-Além do que já foi notado anteriormente, a pele fica mais fina, seca, o contorno facial piora significativamente e também nota-se menos volume nos lábios e maças do rosto.
– Nesta fase, é indicado investir em preenchedores, laser de CO2 ou de N Yag.
– Para recuperar o contorno facial, pode se fazer um procedimento cirúrgico para implantar um fio chamado ‘Silhouette’.
– O preenchimento com ácido hialurônico é indicado para recuperar o volume.

Aos 60 e 70 anos
-A flacidez é intensa nessa idade e percebe-se o aparecimento da papada e as pálpebras caem.
-Os lasers ablativos são indicados, esse tipo de procedimento é mais agressivo do que os citados anteriormente.

Lembrando que esse post é apenas informativo, antes de qualquer procedimento você deve verificar a indicação do seu médico.