A atriz Megan Fox e um de suas inúmeras tatuagens

Está pensando em fazer uma tatuagem, mas tem medo de enjoar do desenho? Saiba que esse é o principal motivo que leva uma pessoa tatuada até um consultório para fazer uma remoção. Estudo da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP-SP) mostra que entre as principais razões alegadas para remover uma uma tatuagem é ter enjoado do desenho; seguido por dificuldade para conseguir emprego (36%) e retirar nome de ex-namorado (12%).

“Hoje é mais fácil fazer uma tatuagem. Existem mais estúdios à disposição e com condições de limpeza e segurança que tranquilizam o cliente. Mas a tatuagem continua sendo definitiva e, se feita de forma impulsiva, pode gerar algum tipo de arrependimento”, afirma o cirurgião plástico Dr. Fernando de Almeida Prado, Presidente da SBCP-SP e idealizador do levantamento.

Foram ouvidos 378 cirurgiões plásticos no estado de São Paulo. O levantamento revela que 37% dos cirurgiões já realizaram algum procedimento para remoção de tatuagens.

Veja o ranking com os dez principais motivos alegados para a remoção:

 1.        Enjoou da tatuagem                                  (54%)

2.        Empecilho para arrumar emprego       (36%)

3.        Retirar nome de ex-namorado                (12%)

4.        Mudança de Religião                                (5%)

5.        Foi mal feita                                                (4%)

6.        Por sofrer preconceito social                   (4%)

7.        Mudança de estilo de vida                       (1%)

8.        Alergia ao pigmento                                 (1%)

9.        Acidente deixou desfigurada                   (1%)

10.    Formou queloide                                       (1%)