O Dia Mundial do Bipolar (WBD) – uma iniciativa da Rede Asiática de Transtorno Bipolar (ANBD), da Fundação Internacional Bipolar (IBPF) e da Sociedade Internacional de Transtornos Bipolares (ISBD) – será celebrado a cada ano no dia 30 de março, data do nascimento de Vincent Van Gogh, que foi postumamente diagnosticado como tendo provavelmente transtorno bipolar.
A visão do WBD é trazer a consciência ao mundo do transtorno bipolar e eliminar o estigma social. Através da colaboração internacional, o objetivo do Dia Mundial do Bipolar é trazer informação à população mundial sobre os transtornos bipolares –  que irá educar e melhorar a sensibilidade da população para a doença.
O transtorno bipolar é uma distúrbio cerebral que causa mudanças incomuns no humor, na energia, nos níveis da atividade e na habilidade de realizar tarefas do dia a dia. Os sintomas do transtorno bipolar são graves e diferentes dos altos e baixos normais que todo mundo passa de vez em quando. Estima-se que a prevalência global de transtorno bipolar esteja entre 1 e 2% e pode chegar a uma taxa tão alta quanto 5% sendo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, a sexta maior causa de deficiência ou incapacitação no mundo. Para resolver este problema global, precisamos, portanto, de uma solução global.

Com o apoio de especialistas de renome de todo o mundo, grupos como ANBD, IBPF e ISBD estão apoiando esforços para investigar causas biológicas, metas de tratamento com drogas, melhores tratamentos, métodos apurados de diagnóstico, além dos estudos dos componentes genéticos da doença e do desenvolvimento de estratégias para poder se viver bem com o transtorno bipolar. Essa iniciativa é apenas o começo. O sucesso profissional dessa empreitada depende da integração de diversos segmentos sociais.

Para saber mais sobre Vincent Van Gogh, clique aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Vincent_van_Gogh%27s_health