Vermmer

Vermeer. “Moça com brinco de pérola”. Fonte: wga.hu; google imagens.

 

Certa vez li nalgum lugar que da psicologia feminina só o diabo entende.

Freud, o criador da psicanálise, se perguntou sobre o que a mulher quer do homem, para responder que ela quer a função sintética do eu. Traduzindo: quer que o homem lhe diga, quando ela perguntar, o que escolher: qual brinco usar, qual saia lhe cai melhor, que dieta seguir, se tinge ou nã0 o cabelo ou se usa reflexo etc. E ai do homem que desprezar as perguntas, ela vai perguntar a outro e a confusão está armada.

Psicólogos, psicanalistas e machismos à parte, de fato eu tenho de admitir que mistérios aparentemente indecifráveis envolvem as mulheres.

Por exemplo, nunca soube se uma mulher prefere ir ao CABELEIREIRO a fazer sexo.

Se prefere DANÇAR a namorar.

Se prefere saborear uma BARRA DE CHOCOLATE a receber um beijo.

Se prefere um HOMEM TOLO a um inteligente, de espírito. – Se bem que aqui, diga-se de passagem,  no ensaio de Victor Hénaux que Machado de Assis traduziu, Queda que as mulheres têm para os tolos, está escrito: “Hoje, graças a Deus, a verdade se descobriu: veio a saber-se que as mulheres escolhem com pleno conhecimento do que fazem. Comparam, examinam, pesam, e só se decidem por um, depois de verificar nele a preciosa qualidade que procuram. Essa qualidade é… a toleima! [ser tolo]” Segundo o texto, a maior parte das mulheres prefere os tolos, porque superficiais e fingidos em seus galanteios, já que incomoda a elas a profundidade e falta de jeito do homem de espírito.

Se prefere o FILHO recém-nascido ao marido. – Curiosos são os casos de mulheres que se casam, têm filho, porém após o parto concentram toda a sua atenção no recém-nascido, esquecendo o cônjuge, o que faz com que muitos casamentos acabem após o parto.

Enfim, minha cara leitora, quem me dera uma luz para clarear tão complexas questões, em especial a envolvendo a ida ao cabeleireiro; questões que deixam psicólogos, psicanalistas e filósofos completamente atordoados!