Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band

Foto: Carlos Reinis/Divulgação/Band

O discurso parecia ensaiado. Henrique Fogaça, Erick Jacquin e até mesmo Dayse, vencedora do MasterChef Profissionais, adotaram um tom ameno quando o machismo, observado em alguns episódios do reality show, virou assunto nas entrevistas que se sucederam após a exibição ao vivo da final da competição. Paola Carosella não conversou com a imprensa, mas deu seu recado ao vivo. ” Às vezes a gente ouve umas idiotices, que vou te falar”, disse à campeã. Ana Paula Padrão tentou encontrar um termo menos impactante, mas não conseguiu.

“Acho muito bom que tenha acontecido isso. Eu defendo o empoderamento feminino a minha vida inteira, é uma causa pessoal minha”, disse ao E+. “Falo sobre isso o tempo inteiro. E ver isso finalmente acontecer num programa amado pelo público, é muito bom. E isso ter sido personificado por uma menina simples, que não levanta bandeira [do feminismo] é mais bacana ainda. Quando a gente pergunta como ela [Dayse] se sente sendo vítima de machismo, ela diz: ‘Cozinhar é assim mesmo, esse é o mundo em que eu vivo’.”

Na reta final do programa, Dayse Paparoto era a única mulher. Dário Costa, Ivo Lopes e Marcelo Verde estavam confiantes de que a final seria entre dois homens, uma vez que os três subestimaram a capacidade de Dayse ir ainda mais longe na competição. Atitudes controversas e frases provocativas se tornaram comuns entre os rapazes. O resultado, como se viu, foi a queda de cada um dos rapazes, até a consagração da moça.

Dos três, o discurso mais inflamado era o de Marcelo. Numa prova, chegou a tentar prejudicar Dayse com o intuito de eliminá-la. Não deu certo. Nas provas seguintes, ignorou sua existência na competição e chegou a dizer que estava feliz por chegar à final com Dário. Detalhe: Dayse ainda estava na competição e ainda havia uma semifinal pela frente. Ana Paula Padrão tentou aliviar o lado do competidor.

“Definitivamente o Marcelo não é machista. Ele é diferente e escolheu um caminho diferente. O peso disso para uma exposição pública… é um cara muito novo, que não sabe direito como expor a imagem. Acho que com o tempo ele vai aprender isso”, disse a apresentadora, que afirma ter presenciado duas situações, protagonizadas pelo finalista, que ela classifica como machistas. “Vão ficar na minha cabeça. E eu me lembro muito bem delas.”