Ivan Bismara *

Moda não se resume somente em vestuário, é um modus de um povo. O retrato de uma cultura – a partir de um momento histórico, um conjunto de comportamentos e a evolução de hábitos e costumes – pode ser compreendido a partir de uma reflexão profunda da Moda e sua evolução.

Por se tratar de uma área tão rica e capaz de gerar reflexões profundas, a FAAP propõe uma mudança de visão e uma maior abrangência de pensamento, com o objetivo de trazer para a academia uma visão estratégica de futuro e de diversas possibilidades de atuação profissional. Nesse sentido, oferece, desde 2008, uma matriz curricular inovadora e com alternativas para o ensino de moda no País. Um exemplo disso foram as disciplinas transformadoras para um curso, como Figurino, Visual Merchandising, Projeto em Calçados, Fotografia e Estamparia.

O mercado de trabalho, sempre em um movimento de atualização, como também de saturação, se torna uma inspiração constante e provoca a estratégia de mudança e preparação para o futuro, incluindo as possibilidades de inserção neste mercado, cada vez mais aberto. Também é pensada a possibilidade de formar empreendedores, voltados para a criação de sua própria empresa e marca – de forma que movimento de atualização abra aos profissionais inúmeras oportunidades de atuação no mercado.

Esse é o nosso desafio: desenvolver cada vez mais habilidades e reflexões nos alunos, permitindo a visualização das inúmeras áreas de atuação, com o intuito de abrir ainda possibilidades de empregabilidade, além de encontrar seu caminho de realização pessoal e profissional.

Com isso, mudamos a visão que temos das disciplinas, diante de um novo momento da moda, com um mercado que observa a cadeia produtiva de forma ampla, atento não só pela qualidade dos produtos, mas também a maneira como são feitos, por quem são feitos e que materiais foram utilizados para fazê-lo.

Outras áreas não exploradas, como Film Fashion, estão surgindo. Atenta a esse movimento, a FAAP introduziu esta vertente em seu currículo. O público consumidor começa a modificar seus anseios e necessidades. Existe uma procura por um produto, cada vez mais feito à mão por pessoas que se dedicam a um tipo de produto mais racional, sustentável (ambiental e socialmente) e comercialmente mais justo. Para tanto, as disciplinas, independentemente de nomes, trabalham com conteúdo de forma que o aluno compreenda, reflita e realize trabalhos com esta visão de grupo, de indivíduo e de uma sociedade mais ética, justa e sustentável.

* Ivan Bismara
coordenador do curso
de Moda da FAAP