pixabay

pixabay

+ Se em determinada manhã você acordar e, abrindo a janela, não encontrar o sol, não entre em pânico. Ligue para a amada. Quando ela atender, o sol talvez não tenha ainda aparecido, mas você não precisará mais dele.

+ Ela acorda cedo, abre a janela e chama o sol. Ele, cãozinho obediente, sempre vem, com a cauda abanando. Ela sabe como o sol a ama. Não sabe que nessa hora em que diariamente atrai o sol para o seu terraço eu vou finalmente dormir, depois de mais uma noite de tenebrosa insônia. Ela não sabe como a amo, ou – se sabe – não gosta do meu pelo, do meu focinho, da minha cauda desgraciosa, do meu modo de latir. Nunca me chamará.

+ Quando o sol vai indo, como agora, lembro-me da mania que tive, quando menino, de colecionar besouros, moscas, tatuzinhos. Tentei várias vezes enfiar na caixa de fósforos um pouquinho de sol. Não tive sucesso, nunca, mas sinto-me disposto hoje a repetir as tentativas. Talvez guardar um raio de sol seja algo que faça parte das conquistas da melhor idade, como o direito de entrar em filas prioritárias e receber sorrisos de simpatia quando tropeço na rua.

+ Já deves ter percebido que às vezes sou falso. Por exemplo, quando escrevo, como agora, que seus cabelos são tão dourados quanto o sol, bem sabes que eu, se não minto, exagero. Mas, por favor, não digas nada ao sol. Que seja um segredo teu e meu, que ele jamais desconfie de nada e continue se achando digno da comparação. Não contes nada ao mar, tampouco. Que ele pense ter exatamente a cor dos teus olhos e acredite nisso por toda a eternidade.

+ O amor é uma garota desenganada que pede para ir ao jardim do hospital para ser tocada pela última vez pelo sol.

+ Um sol como este de hoje, esplêndido, seduziu um dia uma fragata e a levou pelo caminho das ondas a um abismo onde poderíamos vê-la hoje, se ela pudesse ser vista.

+ Ao sol caminho. Poderia dizer que caminho ao sol, mas me pareceria menos literário, e parecer literário tem sido minha maior busca e minha infelicidade. Inverter palavras é um dos truques que aprendi. Pena que tenham me ensinado tão poucos.

+ Não olho o sol. Não preciso. Meu sol não nasce no leste, no sul, no norte e nem no oeste. Nasce onde está teu sorriso.