CARLAO LIMEIRA/AE

CARLAO LIMEIRA/AE

Aos 47 anos, Guilherme de Pádua casou-se pela terceira vez. A noiva é Juliana Lacerda, estilista mineira, e o casamento civil ocorreu em Belo Horizonte (MG).

O ex-ator foi condenado há 19 anos de prisão por assassinar Daniella Perez, filha de Gloria Perez, em 1992. Os dois interpretavam um par romântico na novela De Corpo e Alma. Pádua executou o assassinato com a ajuda de sua esposa na época, Paula Thomaz, que também era do elenco da novela. Ela foi condenada a 18 anos.

Agora, o ex-ator trabalha como obreiro de uma igreja evangélica e visita presídios a fim de envangelizar os detentos. A notícia do casamento foi dada pelo Facebook: “Casei no civil! Desde que me converti, minha vida tem sido um constante milagre. Até quando não compreendo, Deus faz o melhor para mim. Nos conhecemos fazendo a obra de deus, ‘com a mão no arado’. Agora, como marido e mulher, oramos a Deus para que nos dê a honra de continuarmos sempre juntos”, escreveu Pádua.

No fim do texto, ele se declarou para a mulher: “Ju, minha esposa linda, você me conheceu numa fase tão difícil da minha vida e mesmo assim não desistiu de mim! Vc é fortinha, heim, loira? Te peço perdão por meus medos, meus traumas, minhas inseguranças, duvidas. A partir de hoje, conte com meu amor e dedicação por completo”.

Pádua deixou a prisão em 1999, cumprindo apenas sete anos da pena e, desde então, passou a frequentar a Igreja Batista.